Oceanos, dados, história e fatos interessantes

2
313
views

Oceanos: Lembre-se, ‘quem não conhece não protege’

Quantos são os oceanos do planeta? Um, quatro, ou cinco? Quem os batizou? Para a prestigiosa NOAA, (Administração Oceânica e Atmosférica Nacional, agência norte americana) “embora exista apenas um oceano global, o vasto corpo de água que cobre 71% da Terra está dividido geograficamente em regiões com nomes distintos.

imagem de mapa mundi
Um só oceano, segundo a NOAA

Os limites entre essas regiões evoluíram ao longo do tempo por uma variedade de razões históricas, culturais, geográficas e científicas.

Historicamente, existem quatro oceanos nomeados: o Atlântico, o Pacífico, o Índico e o Ártico. No entanto, a maioria dos países – incluindo os Estados Unidos – agora reconhece o antártico sul como o quinto oceano. O Oceano Antártico é o mais novo oceano a ser batizado.

imagem de mapa mundi mostrando oceanos
Os quatro oceanos…

É reconhecido pelo U.S. Board on Geographic Names como o corpo de água que se estende desde a costa da Antártica até a linha de latitude  60 graus sul.

imagem de mapa mundi mostrando oceanos
E finalmente, os cinco oceanos.

Os limites deste oceano foram propostos à Organização Hidrográfica Internacional em 2000. No entanto, nem todos os países concordam com os limites propostos, portanto, isso ainda precisa ser ratificado pelos membros da OHI.

Atlântico – algumas curiosidades

Cobrindo 20% da superfície inteira da Terra (106,400,000 km²), o Oceano Atlântico é o segundo maior do mundo. Seu ponto mais profundo, a Fossa de Porto Rico, ou  Milwaukee Deep, fica a 76 milhas da costa de Porto Rico, e  tem 8.380 metros de profundidade.

imagem de mapa mostrando a fossa de Porto Rico
A Fossa de Porto Rico mais de oito mil m abaixo da superfície.

Formação do Atlântico

O Oceano Atlântico formou-se há cerca de 130 milhões de anos, quando as Américas, a África e a Europa – e depois todas as partes do ancestral super continente Pangaea – começaram a se afastar umas das outras.

Apesar de seus 130 milhões de anos, o Atlântico abriga, entre outras, a mais nova ilha do planeta: Surtsey  formada através de atividade vulcânica em 1963. A ilha é agora considerada como Patrimônio da Humanidade.

imagem da ilha
Surtsey, na costa da Islândia, foi formada em 1963. É a mais nova ilha da Terra. (Foto:curiousatlas.com)

 

O nome; a salinidade; corais e cadeia de montanhas

O nome  vem da palavra grega “Atlantikos“. Este também é o mesmo nome que os antigos gregos aplicaram à mítica ilha de Atlântida. A menção mais antiga sobre seu nome é encontrada em História, de Heródoto, por volta de 450 a.C. Com um nível de salinidade que varia de 33 a 37 partes por mil, o Oceano Atlântico é  mais salgado do mundo. Uma das maiores cadeias de montanhas também está localizada no Oceano Atlântico. Chamada de Cadeia Dorsal Mesoatlântica, essa cadeia montanhosa submersa é quase duas vezes maior que a Cordilheira dos Andes. A Barreira de coral Mesoamericana, o segundo maior recife de barreira do mundo, depois da Grande Barreira de Corais na Austrália, está localizado perto da costa do México.

Oceano Pacífico

Quem o batizou foi o nauta português Fernão de Magalhães, o primeiro a fazer uma circunavegação da Terra, em 1521. Magalhães, ao entrar no Pacífico depois de atravessar o Estreito que leva seu nome, considerou o oceano muito ‘calmo’, ‘tranquilo’, ‘pacífico’. Daí veio o nome.

ilustração de Fernão de Magalhães
Fernão de Magalhães e sua épica jornada.

Ele é de longe o maior oceano da Terra. Abrange uma área total de 165,200,000 km². Isso é, cerca de 30% da superfície da Terra. A área coberta pelo Pacífico é maior do que a massa terrestre combinada de todos os continentes. A massa combinada é de 58.000.000 milhas quadradas. Isso significa que o Pacífico supera a massa terrestre em mais de 7 milhões de milhas quadradas.

O mais profundo; contém 75% dos vulcões do planeta; tem entre 25 mil a 30 mil ilhas!

O Pacífico é o oceano mais profundo. Sua profundidade média é de 4.300 metros, e o rival mais próximo, o Atlântico, tem média de 3.600 metros. O ponto mais profundo é o Challenger Deep na Fossa das Marianas ,  com profundidade de 11.100 metros – o que torna o ponto mais profundo de qualquer oceano no mundo. A bacia do  Pacífico tem cerca de 75% de todos os vulcões ativos no mundo, e o oceano, uma coleção de  25.000 e 30.000 ilhas. O número exato é desconhecido porque mais ilhas ainda estão sendo descobertas. Mais de 60% das ilhas do Pacífico formam um único país. Que país é este?

Indonésia; encolhimento do Pacífico; sua economia

A Indonésia é formada por 18.306 ilhas. A maioria é desabitada –  apenas 922 têm habitantes permanentes. O Oceano Pacífico está encolhendo cerca de 1 polegada por ano. Esse encolhimento é causado por uma lenta mudança na placa tectônica subjacente ao Pacífico e Atlântico. O resultado é a lenta expansão do  Atlântico acompanhada por encolhimento do Pacífico. O oceano  é um dos maiores contribuintes para a economia global. Mais de 60% do peixe consumido no mundo é capturado no Oceano Pacífico.

Navegações antigas; descobertas recentes; atóis e fenômenos climáticos

As viagens no Pacífico se arrastam há mais de 5.000 anos. Já em 3.000 a.C, o povo austronésio de Taiwan havia descoberto como construir barcos para viagens de longa distância. Eles navegavam para lugares como a Indonésia, as Filipinas e Madagascar – espalhando cultura e idioma. Uma das criaturas mais interessantes recentemente descobertas no Pacífico é o Caranguejo Yeti . Este crustáceo (descoberto em 2005) foi chamado de “Yeti” porque suas garras são peludas como o lendário Yeti.

imagem do Caranguejo Yeti
O Caranguejo Yeti. (Imagem:ocean.si.edu/)

A maioria dos atóis do mundo é encontrada no Oceano Pacífico, e um dos fenômenos climáticos mais interessantes que surgem do Pacífico é o El Niño, o aquecimento periódico da água, que tem um efeito resultante no clima global – levando a aumentos de temperatura, tempestades e até furacões.

Oceano Índico

Tem uma área total de 73,556,000 km².  O Índico é a terceira maior massa de água do mundo. Abrange aproximadamente um quinto da superfície da Terra. O ponto mais profundo  é o Sunda Deep, localizado na Fossa de Java, Indonésia. Tem uma profundidade máxima de 7.900 metros.

imagem de mapa do oceano Pacífico

O Índico cresce mais de 20 cm por ano; produz 40% da oferta de petróleo; é o mais quente

Devido ao derretimento das calotas polares, o  Índico cresce mais de 20 cm por ano. Cerca de quarenta por cento da oferta mundial de petróleo é proveniente de suas profundezas. Ele é conhecido como o oceano mais quente do mundo. Sua taxa de aquecimento também é a mais rápida entre os oceanos tropicais, ainda mais exacerbada pelo aquecimento global e  mudança climática.

Vida marinha mais pobre; história; rios que deságuam no mar; e o nome

O calor torna suas águas mais quentes, em consequência, com menos nutrientes. Por isso, em comparação com os outros oceanos, o Índico não é tão propício para a vida marinha. Além da alta temperatura, o Índico  tem baixo teor de oxigênio o que também prejudica a fauna marinha.

imagem de mapa da índia
O Ganges.

O Oceano Índico recebe 6.000 quilômetros de escoamento  de rios grandes como o Ganges e o Brahmaputra. Enquanto o resto do mundo se refere a ele como o “Oceano Índico”, os antigos textos em sânscrito denominaram este corpo de água como Ratnakara (“mina de pedras preciosas”). Já  a tradição hindu se refere a ele como Hind Mahasagar. O nome ‘Índico’ não tem ligação com aventuras náuticas como o Pacífico. O nome vem da Índia, país dominante na região do oceano em questão.

Oceano Ártico

É curioso, mas o animal que mais remete ao Ártico não é um animal marinho, mas os ursos polares, os maiores predadores terrestres do mundo. Eles só podem ser encontrados no Ártico! O Artigo é o menor entre os cinco oceanos, com uma área total de 14 milhões de quilômetros quadrados, aproximadamente o mesmo tamanho da Rússia. O registro mais antigo da existência  deste oceano foi feito em 325 a.C, quando Pytheas de Massilia fez uma conta de uma viagem.  Ele chamou essa terra de “Eschate Thule”.

Aquecimentos global; mar ou oceano?; Icebergs

Devido ao aquecimento global, os cientistas preveem que o  Ártico estará livre de gelo por volta do ano 2030-2040. Isso significa que os ursos polares também desaparecerão, eles usam o gelo como abrigo e plataformas quando caçam.

ilustração de urso polar
Ilustração:www.youtube.com.

Alguns oceanógrafos contestam o status do  Ártico como um “oceano”. Esses cientistas  o classificam como fazem com o “mar Mediterrâneo”. Pois é, existem diferenças entre mar e oceano. Uma grande parte do Oceano Ártico é coberta por gelo marinho. No entanto, este bloco de gelo tem diminuído constantemente a uma taxa de três por cento por década desde os anos 80 (até navios de linha já cruzaram suas rotas).  Os icebergs representam um enorme risco para os navios. O acidente náutico mais notável que aconteceu no Ártico foi o desastre do RMS Titanic em 1912.

A maior plataforma continental; conexão Atlântico-Pacífico; salinidade

Embora seja o menor entre os oceanos, tem a maior plataforma continental. Esta plataforma se estende 750 milhas em direção ao mar a partir da Sibéria, até o Mar da Groenlândia. Você pode encontrar mais espécies de peixes no Oceano Ártico do que em qualquer outra massa de água no mundo. O Oceano Ártico está conectado ao  Pacífico através do Estreito de Bering, enquanto o Mar da Groenlândia o conecta ao Atlântico.

imagem de map do oceano ártico
Toda parte ‘azul claro’, a mesma da demarcação em vermelho, faz parte da plataforma continental.

 O Ártico tem uma salinidade muito baixa. É o menos salgado entre os cinco oceanos. O baixo teor de sal pode ser atribuído ao pesado influxo de água doce do rio e córregos circunvizinhos e ao fato de que ele é um oceano relativamente isolado dos outros cinco. Sua história de descoberta recente é repleta de grandes aventuras do gênero humano.

Oceano Austral

Chegamos ao mais novo membro do clube dos grandes. Sua história e descoberta tornou-se uma das mais belas sagas da raça humana com direito a muito sofrimento físico, naufrágios pavorosos e páginas heroicas; e também um lado obscuro, não tão divulgado, que é a quase extinção de vários tipos de mamíferos marinhos, das focas e leões marinhos, às baleias de todos os tipos. O Oceano Austral, e as terras que o cercam, foi testemunha do melhor do ser humano, hoje estudando e preservando a região, antes quase aniquilando grande parte da fauna nativa.

imagem do albatroz errante
O Albatroz Errante, a maior envergadura entre todas as aves da Terra

Falamos do belíssimo e heroico Oceano Austral, que esconde em seu interior a última joia do planeta, a Antártica. Seu maior símbolo é a ave com maior envergadura do planeta, o belíssimo Albatroz Errante.

Tamanho; divisas; idade; profundidade

O Oceano Austral, também conhecido como o Oceano Antártico, é um enorme corpo de água que circunda todo o continente da Antártica, faz divisas com Austrália e o extremo sul da América do Sul. Este oceano é um corpo de água menor comparado aos outros, mas é maior que o Ártico. Abrange aproximadamente seis por cento da superfície da Terra,  área total de 25.000.000 km2Criado há 30 milhões de anos, muitos oceanógrafos consideram essa região de água a mais jovem dos oceanos do mundo.

imagem de ilustração de pangea
Pangea desabrocha nos x continentes e cinco oceanos, a Terra.

O Oceano Antártico se formou há cerca de 30 milhões de anos depois que a América do Sul e a Antártida se separaram e abriram a Passagem de Drake, fazendo do Oceano Antártico o mais jovem de todos os oceanos  em escala geológica. É também o mais profundo, variando de 13.000 a mais de 16.000 pés. No verão a temperatura, tanto da água do mar, como da atmosfera, gira em torno de -2 Cº, até 10ºC.

imagem de iceberg

Riqueza e beleza são virtudes que geram problemas também

O fundo oceânico do Oceano Antártico não foi extensivamente explorado. No entanto, os cientistas acreditam que nas profundezas  existem imensos depósitos de petróleo e gás natural. Outros minerais  são depósitos de ouro, nódulos de manganês e, muito pior, diamantes.

imagem da antártica
Cores, nuances e texturas que você nunca viu.

Esta riqueza fez com que muitas mineradoras manifestassem interesse em explorar o oceano o que seria um absoluto desastre. O Oceano Glacial Antártico é o único que circunda totalmente o globo terrestre abraçando o continente Antártico que tem a maior reserva de água doce do mundo (aproximadamente 81% do total).

Fauna e flora, a luz e as cores

Os mamíferos marinhos encontrados no Oceano Antártico incluem os maiores animais da história do mundo; a baleia azul que é encontrada em números significativos ao redor do oceano devido à abundância de krill  de que ela se alimenta.

imagem de cauda de baleia

Outros mamíferos marinhos são orcas, focas antárticas, focas Weddell, focas leopardo; e ainda leões e elefantes marinhos. O oceano é também o lar de uma variedade de aves, incluindo o habitual habitante da Antártida, o pinguim que tem diversas espécies. Outras aves encontradas no Oceano Antártico são albatrozes, andorinhas-do-mar, petréis e gaivotas. Em seu litoral está a última área prístina do planeta.

Algumas conclusões

Noventa e quatro por cento de todas as formas de vida na Terra são aquáticas. Deste número, noventa por cento residem na “zona abissal” (região profunda do oceano, variando entre 2.000 e 6.000 metros). Os humanos documentaram melhor o espaço e os outros planetas do que mapearam o fundo do oceano. Estima-se que apenas cerca de cinco por cento dos oceanos do mundo tenham sido totalmente explorados.

imagem de Elefante marinho fêmea.
Elefante marinho fêmea.

Biólogos marinhos estimam que apenas dois terços da vida marinha foram documentados e estudados. Existem milhões de espécies que ainda não foram descobertas. Não seria hora de termos mais respeito por quem nos dá tanto? De sabermos mais sobre os serviços que nos prestam os Oceanos? Eles são essenciais para a vida na Terra. Só nós, seres humanos, parecemos não saber disso.

Fontes: https://www.whatarethe7continents.com/thank-joining-mailing-list/; https://www.whatarethe7continents.com/40-facts-indian-ocean/; https://ocean.si.edu/ocean-life/invertebrates/yeti-crab; https://oceanservice.noaa.gov/facts/howmanyoceans.html; https://educacao.uol.com.br/disciplinas/geografia/oceanos-antartico-artico-atlantico-pacifico-e-indico.htm;

Coca cola, Pepsi, Nestlé, maiores poluidoras dos oceanos?

COMPARTILHAR

Repórteres do Mar

O Mar Sem Fim quer a sua colaboração. Não é possível estar em todos os lugares ao mesmo tempo e, com a sua ajuda, podemos melhorar ainda mais o nosso conteúdo. Saiba como colaborar com o Mar Sem Fim.

Comentários Comentários do Facebook

2 COMENTÁRIOS

  1. brilhante seus comentários, precisamos desse tipo de conhecimento para conscientizarmos do cuidado e preservação dos oceanos e do nosso pequeno, humilde e único lugar onde nos cabe no Universo, o Planeta Terra, tão judiado, maltratado e sendo consumido pela ganancia, orgulho e despreparo de governantes, empresários e da população geral. Sou um pequeno grão de areia nesta Planeta mas gostaria de vê-lo em melhores condições.

    Abraços
    Claudio

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here