Mumbai, Índia, bane plásticos: garrafas, sacos, talheres…

12
1667
views

Mumbai, Índia, bane garrafas e sacos plásticos, e São Paulo, e outros estados, esperam o quê?

Diversas cidades mundo afora, e alguns países, adotam severas medidas contra o maior inimigo dos oceanos depois da ignorância: o plástico. Quando é que São Paulo, e outras cidades brasileiras, vão acordar? Esperar o que para seguir estes exemplos? Agora Mumbai, Índia, bane  plásticos de uso único. Acordem, gestores públicos, vocês já se aproveitaram demais, já roubaram demais, já atrapalharam demais nossa vidas. Chega, pô!

imagem de cartaz Mumbai, Índia, bane plásticos
Mumbai, Índia, bane plásticos

Maior cidade Mumbai, Índia, bane plásticos

Matéria do www.theguardian.com.”Mumbai tornou-se a maior cidade indiana a proibir plásticos de uso único. Se moradores forem apanhados com sacolas plásticas, copos ou garrafas podem enfrentar penas de até 25.000 rúpias (£ 276) e três meses de prisão. Inspetores do Conselho em jaquetas azuis foram postados em toda a cidade para pegar empresas ou moradores que ainda usam sacolas plásticas. As penalidades já começaram para as empresas. Várias delas, incluindo o McDonald’s e a Starbucks, já foram multadas. As penalidades variam de 5.000 rúpias para infratores pela primeira vez, a 25.000 rúpias e a ameaça de três meses de prisão para aqueles que forem flagrados repetidamente.”

Ei, João Dória Jr. , veja a oportunidade perdida

Nosso ex-prefeito, que se dizia tão moderno, bom gestor, e não político, perdeu uma ótima oportunidade de ser estrela. Perdeu porque ganhou soberba ao se tornar prefeito. E de prático, não fez nada com que pudesse se gabar agora nas eleições. Poderia se inspirar em Mumbai, Índia, bane plásticos, ou outras que já o fizeram. Não só ele, mas todos os prefeitos e governadores, que não fazem senão se aproveitarem dos cargos em benefício próprio, com possíveis exceções que este site não conhece. Porque se conhecesse, reconheceria. Voltaremos ao tema mais adiante, por enquanto, fiquemos com o exemplo da…

Índia, Dia Mundial do Meio Ambiente dedicado à ‘epidemia de plástico’

Mumbai é reflexo do país que está inserida. E este ano, em junho, o governo do país assim se decidiu no dia referido. Porque, “mesmo que o uso de plástico na Índia seja menos da metade da média global, cerca de 11 kg por ano per capita, em comparação com 109 kg nos EUA, são comuns nas ruas das cidades e praias indianas, e fazem parte dos aterros sanitários das montanhas das principais áreas metropolitanas, invólucros de plástico, xícaras e bolsas espalhadas por todos os lados.”

O resultado da decisão governamental no Dia Mundial do Meio Ambiente? Mumbai!

Mude, faça sua parte! pense globalmente, aja localmente

Se o fizer, vai se dar conta de que hoje somos 7.4 bilhões de pessoas; que, segundo a FAO, cada uma produz em média 1,5 kg de lixo por dia, incluso o plástico; o que, se for considerado, demonstra que não há outra forma de ser para a nossa geração: ou pensamos globalmente, e agimos localmente, ou o holocausto virá. Não, não é exagero usar o termo. Saiba que, desde que o plástico foi inventado nos anos 50 do século passado, foram produzidos cerca de 8 bilhões de toneladas do material. Mas apenas 9% foi reciclado!  Onde colocar o resto? E o que ainda virá, se a mesma balada continuar?

Responsabilidade de cada um de nós

Pessoas não egoístas têm algumas opções. Evitar tanto quanto possível o material mas, se usá-lo, e o fará, não existe outro jeito, recicle  sua parte. E além disso, temos outra opção: escolher cuidadosamente nossos gestores. Eleições vêm aí. Antes de votar,  conheça a plataforma de seu candidato que, até a votação, estará na net. Leia com atenção. Escolha de acordo com sua consciência, mas dê preferência àqueles que privilegiem a Educação. O Brasil não tem escolha, ou apoia aperfeiçoar as capacidades intelectuais e morais do povo, ou  continuaremos como ‘promessa’  indefinidamente. Sobre o meio ambiente, se a plataforma de seu candidato não mencionar políticas públicas para os “oceanos” e o “plástico“, não duvide: trata-se de um farsante. Estes dois são o tema mundial faz muito tempo. Não chegaram ao Brasil por vários motivos, entre eles a decadência da grande imprensa; políticos, ou melhor, nossos ‘eunucos morais’ ;  e inação por parte dos formadores de opinião.

Fonte: https://www.theguardian.com/world/2018/jun/25/mumbai-india-bans-plastic-bags-and-bottles.

Tecnologia ajuda oceanos de novo, saiba como

COMPARTILHAR

Repórteres do Mar

O Mar Sem Fim quer a sua colaboração. Não é possível estar em todos os lugares ao mesmo tempo e, com a sua ajuda, podemos melhorar ainda mais o nosso conteúdo. Saiba como colaborar com o Mar Sem Fim.

Comentários Comentários do Facebook

12 COMENTÁRIOS

  1. recicle faça sua parte ,nunca seja como um ser onde vive em poder da sociedade do momento ,ou vive conforme manda eles ,nossos governantes atrasados e ruim ,nossas cidades são imundas cheio de lixos ,e pior cobrar de quem ,pós somos um exemplo de um pais sem lei ,sem vontade de mudar ,o plastico já deveria ser banido do mundo

  2. O lixo gerado em nossas residências passaria a ser colocado em saquinhos de papel grosso, o lixo orgânico separado do lixo reciclável.

  3. Esta parde do Estadão realmente é osso duro de roer. Primeira vez que li foi sobre navios de cruzeiros. Aquele artigo era uma mistura de fake news com mentira pura e totalmente ignorante de práticas modernas de navios de cruzeiros. Foi um horror.
    Agora clico aqui e novamente mais um artigo que começou super legal, porque informo que Mumbai, uma cidade que conheço, e que é imunda, está lutando com tudo contra a poluição deles (que é milhares de anos luz para trás) diferente da nossa. Mas então vem a parte Dória. Meu deus.
    _____Quero deixar claro que depois de ele ter abandonado a prefeitura de SP eu NÃO voto nele para Governador. Quem entra em um cargo eletivo DEVE terminar o que começou._____
    Texto para criticar Dória chega a pedir que ele tivesse se inspirado em Mumbai, sendo que o próprio texto afirma que AGORA Mumbai eliminou plástico. Como pedir que alguém que saiu do governo se inpirasse em algo que aconteceu depois? Isso cheira politicagem neste artigo.

    Sou contra banimento gradual de plástico. ACho que o plástico é um veneno para sociedades em geral. Precisa ser reduzido ao máximo para não acabarmos soterrado nele. Precisamos de mais vidro, mais sacolas de papel em supermercados e APENAS sacolas biodegradáveis.

    O que não precisamos é de textos que para falar de plástico usem termos como “holocausto”, banalizando seu uso para poder dar um tom de alarme, e com viés para X ou Y partido/tendência eleitoral.

    Leitor aqui não é burro. Tudo fica claro. A intenção fica clara. Parem de tratar o leitor como uma sacola plástica e usem o espaço para dados factuais comprovados, claros e objetivos.
    Deixem politicagem para os colunistas de política. Deixe o sensacionalismo e as mentiras (artigo sobre barcos de cruzeiros) por aqui. Só servirá para denegrir a imagem de quem é responsável por um espaço importane.

    Obrigado.

  4. A tá. Vamos usar garrafas de vidro e sacos de papel. E derrubar florestas para plantar eucalipto. O correto seria reciclar e reaproveitar. Mianmar e Índia não são referências em coleta de lixo.

    • O que está escrito, Marcos, se não exatamente isso? ‘se usar, e o fará, recicle.’ Pela mor de sei lá quem, como é difícil com alguns de vcs!! Barrabás!

  5. Não é só banir sacolinhas de supermercados e canudinhos que vamos salvar o ambiente. Por que as industrias de refrigerantes não voltam a envasar seus produtos em garrafas de vidro como antigamente? E as diversas mercadorias que são vendidas nos supermercados que vem embaladas em plástico? Vamos deixar de comprá-las?

    • Quem falou pra não comprar seja o que for, Norberto? Quem disse isso, pô! Será que nem ler vcs sabem? O que disse foi: se usar, e o fará, recicle!!!

    • olha só, Norberto o começo deve começar em algum lugar e se para a melhoria do planeta devêssemos começar com sacolas plasticas e canudos isso é SIM uma boa causa! Voce como responsável pelo SEU lixo tem a opção de comprar refrigerante em vidro, tem a opção de escolher pagar por produtos com menos embalagens, a mudança começa POR VOCÊ! então SIM, vamos deixar de compra-las assim como eu já deixei de comprar produtos nestle diversas vezes por conter 4 5 6 embalagens pequenas dentro de uma embalagem maior, pra que tudo isso?

  6. Já há sacos biodegradáveis, já são usados no Brasil.
    A reportagem esta fora do tempo e da tecnologia atual.
    Além disso, costumes e usos Indianos são muito diferentes dos brasileiros; porque nós temos que copiar os outros. os biodegradáveis já são uma realidade e estão disponíveis.

    • Outra sumidade a defecar regras sem noção. Fora do tempo está vc, Norberto, que mesmo recebendo de bandeja, não sabe que a grande discussão do momento, mundial, é o uso desenfreado do plástico. Leia, cara, se informe, aqui neste site vc encontra dezenas de matérias sobre esta calamidade. É só ter o imenso trabalho de colocar a palavra ‘plástico’, no procura-se (lupa da prima pag), e vc verá o que dizem os cientistas. As iniciativas da Califórnia, São Francisco, e Nova York; a iniciativa da Comissão Européia, propondo banir o plástico de uso único; as estimativas de cientistas apresentadas em Davos, no Fórum Mundial de 2016, mostrando que, a continuar neste ritmo, em 2050 haverá mais plástico, que peixes (biomassa), em peso nos oceanos. Tudo isso e muito mais está neste site, com as fontes de cada informação, etc,etc,e tal. Mesmo assim, desinformados como vc soltam o verbo. É de doer. Triste mesmo. Fui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here