Tubarão mako, ameaçado, tem a exportação liberada

4
1858
views

Tubarão mako, ameaçado de extinção, tem a exportação liberada no País

Nós bem que avisamos que seria uma troca de seis por meia dúzia quando da saída de Ricardo Salles do ministério do Meio Ambiente, o mais vilipendiado durante esta gestão. Não deu outra. Mesmo em janeiro houve recorde de desmatamento na Amazônia com 430 Km2 devastados, um recorde para o mês desde o início da série histórica, 2015-2016. Os dados foram divulgados em 11 de fevereiro, pelo Inpe. Agora, o ‘novo’ ministro mira suas baterias para o mar e a vida marinha, e libera a exportação do tubarão mako (Isurus oxyrhynchus), ameaçado de extinção. De acordo com a FolhaPress ‘A portaria, assinada por Jorge Seif Júnior, secretário da Pesca (parte do Ministério da Agricultura), e por integrantes dos ministérios do Meio Ambiente e da Economia, estabelece cotas de 20,79 toneladas para exportação de produtos, subprodutos e partes do mako e de 415,86 toneladas para tubarões inteiros’.

tubarão mako
O Mako. Imagem, Oceana.

Conheça a espécie

O mako, também conhecido como anequim, é uma perfeição em termos de anatomia. Ela lhe permite alcançar até 74 km por hora, o que o torna um dos peixes mais rápidos do mundo.

Segundo o site da Oceana, ‘São altamente migratórios com indivíduos fazendo longas migrações todos os anos, e habitam as águas tropicais e temperadas, com populações  encontradas no Pacífico, Atlântico e Índico, e também no Mar Vermelho e no Mediterrâneo.

O mako é uma espécie oceânica que atinge grande porte, podendo chegar aos 4,5 metros, e pesar até 580 kg. As fêmeas têm um período de gestação entre 15 a 18 meses, e a reprodução acontece a cada três anos. A espécie prefere águas acima de 16°C.

tubarão mako saltando
Imagem, You Tube.

É um dos predadores mais perfeitos dos oceanos. O site da Oceana diz que ‘são conhecidos por comer principalmente peixes ósseos (incluindo atuns relativamente grandes) e lulas, mas também comem outros tubarões, pequenos mamíferos marinhos, tartarugas marinhas e até matéria orgânica morta. Os makos estão no topo da cadeia alimentar pelágica e os adultos não têm predadores naturais conhecidos’.

PUBLICIDADE

O mako também é conhecido por seus saltos espetaculares quando está caçando, ou quando fisgado por uma linha. E uma de suas funções mais importantes é justamente controlar a população excessiva das demais espécies.

Os inimigos do Mako

A espécie humana é o maior deles. Recorremos novamente ao site da Oceana, que explica: ‘Esses tubarões são valorizados pela alta qualidade de suas barbatanas e carne. Pescadores que usam artes de pesca de espinhel para pescar espadarte, atum albacora, e outros atuns, capturam regularmente tubarões mako e os mantêm para vender comercialmente’.

E  conclui: ‘Outras pescarias usam artes de pesca com espinhel ou rede de emalhar para atingir especificamente esses tubarões. A combinação dessas práticas está diminuindo as populações de makos em todo o mundo, e os cientistas agora acreditam que eles são vulneráveis ​​à extinção. Sem maiores esforços de conservação e manejo, as populações desta espécie continuarão a diminuir, talvez em um grau perigoso’.

Tubarão mako, ameaçado de extinção, tem a exportação liberada

Em 2021, segundo o site umsoplaneta, ‘as nações pesqueiras do Atlântico Norte se comprometeram a proibir a captura do mako, o tubarão mais rápido do mundo, na tentativa de salvar a espécie ameaçada de extinção. Os conservacionistas, que há anos buscam proteger melhor a espécie, dizem que a proibição foi um “avanço crítico” e que foi necessário um esforço para garantir um acordo entre as nações pesqueiras, liderado pelo Reino Unido, Canadá e Senegal’.

O mako está na lista vermelha da IUCN (International Union for Conservation of Nature).

Empresa do secretário de Pesca tem multas por desrespeitar leis da pesca…

Pois foi esta a espécie liberada por portaria assinada pelo secretário da Pesca, Jorge Seif Júnior, cuja família é dona de empresa de pesca em Itajaí, uma das mais multadas.

O Estado de S. Paulo, “Informações obtidas pelo Estado revelam que foram emitidas duas multas e uma notificação contra Sara Kischener Seif, madrasta do secretário da Pesca. Uma multa de R$ 40 mil foi aplicada após os agentes do Ibama encontrarem 250 quilos de iscas vivas de peixes (sardinhas), espécie que está em época de defeso.”

A  empresa do pai do secretário, Jorge Seif, chama-se JM Seif Transportes. Em 2014 ela foi multada em R$ 300 mil reais por transportar o cherne-poveiro que não podia ser pescado e que desde 2004 estava na lista dos ameaçados em razão da diminuição dos cardumes em 90%.

Não por outro motivo, temos dito que a pesca no Brasil é uma esculhambação total. Sequer temos estatísticas de pesca. E isso acontece desde o governo Dilma Roussef!

Acontece que o Brasil atual é o Brasil do contra. Mesmo com o ICMBio apontando a vulnerabilidade da espécie, o secretário Jorge Seif Júnior, amparado pelo ‘ministro’ do Meio Ambiente, apronta mais esta. Com isto, o Brasil passa oficialmente a exportar tubarões ameaçados de extinção para que asiáticos possam se deliciar com sopas de barbatanas de tubarões, contribuindo para o massacre de algo em torno de 70 a 100 milhões de animais por ano!

PUBLICIDADE

Segundo a Folha de S. Paulo, ‘Avaliações de risco feitas pelo ICMBio já apontam a vulnerabilidade da espécie, com manejo inadequado, pesca sem restrições e alto valor da carne, pontos que, segundo o órgão, levam à exigência de medidas de precaução. A autarquia já recomendou a inclusão do mako na próxima lista de animais ameaçados do Brasil’.

A Folha diz ainda que ‘Estudo feito no Brasil e publicado na Plos One, em 2016, aponta que a maior parte dos animais capturados por barcos na costa brasileira são juvenis, ou seja, ainda não atingiram a maturidade sexual e, consequentemente, não conseguiram se reproduzir’.

Felizmente as eleições vêm aí. Pense bem antes de escolher seu candidato.

Assista ao vídeo e saiba mais sobre a espécie

Mako Sharks Launch Like Rockets

Imagem de abertura: Oceana.

Fontes: https://www1.folha.uol.com.br/ambiente/2022/02/governo-libera-exportacao-de-tubarao-ameacado-de-extincao.shtml; https://umsoplaneta.globo.com/biodiversidade/noticia/2021/11/25/mako-o-tubarao-mais-rapido-do-mundo-nao-podera-mais-ser-capturado.ghtml; https://oceana.org/marine-life/shortfin-mako-shark/.

Áreas costeiras conservadas, restam só 15%

Comentários

4 COMENTÁRIOS

  1. O drama de estarmos submetidos à autoridades criminosas, pouco posso fazer para mudar. Entretanto, sobre os tubarões, eu já adotei uma prática, abdiquei de comer meu prato preferido, receita de minha avó, caldeirada de caçonete. Infelizmente, pelo que sinto, minha dieta não vai mudar o destino inexorável dos tubarões e ainda por muito tempo continuaremos submetidos a essas autoridades criminosas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here