Criaturas marinhas incomuns, de demônios a anjos

1
3044
views

Criaturas marinhas incomuns, de demônios a anjos

No final de janeiro, um vídeo publicado em uma rede social logo viralizou. Alcançou mais de 1,5 milhão de compartilhamentos rapidamente. Em poucos segundos, ele mostra uma criatura estranha, com três pernas e uma cabeça bulbosa. Ainda viva, ela se debate presa ao anzol de um pescador da turística Coney Island, no Brooklyn, Nova Iorque. Cena triste e bizarra, de um animal se debatendo com um anzol na boca. O estranho ser foi logo apelidado de demogorgon. É apenas mais uma das Criaturas marinhas incomuns.

imagem de anjo do mar, mais uma das Criaturas marinhas incomuns
Anjo do mar.

O nome é o termo grego para demônio. Mas demogorgon também é o nome de uma criatura que ficou bastante famosa na série de sucesso Stranger Things, da Netflix. Com certeza, a espécie marítima fisgada nos Estados Unidos não é um demogorgon. Mas a situação mostra bem o quanto os oceanos são desconhecidos. E podem sempre surpreender, arrepiar e deixar o ser humano também extasiado com suas belezas.

Conheça outras criaturas marinhas incomuns que vivem nos oceanos

A criatura pescada em Coney Island, no entanto, faz parte do pequeno percentual (5%) que se conhece hoje a respeito dos oceanos. Os 95% restantes são um mistério, especialmente, a vida que se encontra em águas muito profundas. O que mais se conhece sobre os oceanos e mares está, em grande parte, na superfície. Ou muito próximo a ela. Estima-se que nos oceanos e mares vivam em torno de 25% das espécies do planeta.

Algo em torno de 2,2 milhões de espécies, segundo o Censo da Vida Marinha. Mas apenas pouco mais de 10% foram descritas e catalogadas pela ciência. A criatura de Coney Island é uma delas. Além dela, Mar Sem Fim vai mostrar outras duas criaturas estranhas que vivem nos oceanos. Conheça!

O demogorgon de Coney Island

Embora os internautas tenham considerado tratar-se de um demônio ou de uma criatura de outro planeta, a espécie de Coney Island foi identificada “como algum tipo de elasmobrânquios”. A opinião é de especialistas do Ocean Conservation Trust, dada ao portal Unilad, do Reino Unido. Elasmobrânquios “é um termo que se refere a peixes cartilaginosos, como tubarões e raias”.

imagem de

“Sem ver o animal, é difícil identificar 100%. No entanto, parece ser uma raja eglanteria subdesenvolvida. É sempre interessante encontrar tipos incomuns de criaturas que nunca foram vistas antes no oceano… (essa) é uma das muitas razões pelas quais sentimos que é tão importante cuidar do nosso oceano”, disse Marcus Williams, especialista em animais marinhos do Ocean Conservation Trust.

A raja eglanteria é típica do Atlântico. Pode ser encontrada de Massachusetts até a Flórida, na costa dos Estados Unidos. E também em parte do Golfo do México. Ela tem formato de losango e focinho pontudo. Pode ser reconhecida ainda por duas asas e “uma calda terminando em duas pequenas barbatanas dorsais”, explica o site Socientifica, baseado em informações do National Aquarium.

Raia manta rosa, estranha beleza

Se a malformação da raja eglanteria deixa internautas aterrorizados, a raia manta rosa causa efeito contrário. E deixa todos extasiados com a sua beleza. No entanto, ela também é fruto de alguma mutação genética, que a deixou com essa cor. É a única raia manta rosa conhecida no mundo. Mar Sem Fim já explicou que a manta é a maior espécie de raia. E também um dos maiores peixes do mundo. Pode medir oito metros de envergadura e pesar mais de duas toneladas. Foi descrita pela primeira vez pelo alemão Johann Julius Walbaum, diz o projeto Mantas do Brasil.

imagem de raia manta cor de rosa, outra das Criaturas marinhas incomuns
A beleza da raia mata cor-de-rosa.

A raia manta rosa foi vista pela primeira vez nas proximidades da ilha Lady Elliot, na Austrália, em 2015. Desde então, foi avistada menos de dez vezes. A última foi recentemente, num clique de Kristian Laine, que também viralizou no Instagram. O fotógrafo mergulhava na Grande Barreira de Corais, na Austrália, quando clicou a manta rosa brilhante. Mas achou que a câmera fotográfica estava com problemas.

“Eu não tinha ideia de que havia mantas cor de rosa no mundo, então fiquei confuso e pensei que meus botões estavam quebrados ou fazendo algo estranho”, disse Laine à National Geographic. Mas não, era a própria. A manta rosa tem dois metros e meio e foi apelidada de inspetor Clouseau, em alusão ao detetive do filme Pantera Cor de Rosa.

Estranha manta rosada, mutação genética

“Cientistas do grupo de pesquisa australiano Project Manta, que estudam a raia rosada, confirmaram que sua cor é real. A princípio, eles teorizaram que a cor do inspetor Clouseau era o resultado de uma infecção de pele ou dieta, semelhante à forma como os flamingos cor de rosa obtêm sua cor ao comer crustáceos.

Mas em 2016, a pesquisadora do Project Manta, Amelia Armstrong, fez uma biópsia de pele do famoso animal, e suas análises resultantes descartaram dieta e infecção como a causa.” Assim, a principal teoria é de que seja mesmo uma mutação genética.

As raias são pródigas em oferecer belas imagens para nós. Uma delas, a mobula munkianaa, foi flagrada em saltos espectaculares no Parque Nacional Cabo Pulmo, no México.

imagem de raia manta cor de rosa

Anjos e demônios, criaturas marinhas incomuns do fundo dos oceanos

Conhecido como anjo do mar, a criatura realmente pode se parecer com um desses seres bíblicos. Ainda mais com os tons translúcidos, do azul ao laranja, que carrega. Mas não é, claro. Trata-se apenas de um molusco desconhecido da maioria das pessoas. E também dos cientistas. Pouco se sabe sobre essa criatura, descendente evoluída de caracóis e lesmas. O anjo do mar é pequeno. Mede de três a cinco centímetros de cumprimento. A espécie vive em grandes profundidades e parece “voar no mar”, ao bater suas asinhas. Por isso, ela encanta, assim como a manta rosa.

Mas, reparem bem, o anjo do mar também tem chifrinhos. E não à toa. Os especialistas dizem que é um “predador impiedoso e guloso”, segundo a Socientifica. E vejam: costuma se alimentar de uma espécie conhecida como demônio do mar (Limacina), um parente próximo. O demônio do mar também é um pequeno molusco gastrópode. Mede cinco milímetros e tem uma casca frágil.

Anjo se transforma em demônio para se alimentar

“O processo de caça do anjo do mar é bem estudado e é uma visão digna de filme de terror. Quando ele está próximo de um alimento em potencial, sua cabeça se abre em duas metades, e, da mesma forma, ela se fecha tão rápido que não dá chances de sua presa escapar. Um anjo do mar pode comer até 500 demônios por temporada. Essa gula é determinada pela necessidade de armazenar nutrientes para viver sem alimento nos poucos meses em que o seu alimento fica mais escasso.”

Os oceanos e mares formam um bioma bastante desconhecido, que surpreende cada vez mais. Não passa semana sem que alguma criatura exótica e surpreendente seja descoberta. Como, recentemente o peixe pênis, um tipo de verme marinho conhecido como Urechis caupo

A lua, tão distante, é mais conhecida que ele, asseguram os especialistas. Clique aqui para conhecer outros dez fatos misteriosos sobre o fundo do mar.

Assista ao vídeo da raia manta e saiba mais


Imagem de abertura: KRISTIAN LAINE

Fontes: https://www.nationalgeographic.com/animals/2020/02/pink-manta-ray-australia-rare/; https://www.smithsonianmag.com/smart-news/rare-pink-manta-ray-spotted-near-australias-lady-elliot-island-180974196/?utm_source=facebook.com&utm_medium=socialmedia&fbclid=IwAR0XQ-Qf56C6ApJE78Q3D0HyU1J-_c__bveUU9LW7zBJupEoCoaLkvWE3d8; https://socientifica.com.br/2020/02/06/misteriosa-criatura-capturada-por-pescador-no-oceano-atlantico-video/; https://www.unilad.co.uk/animals/mystery-of-stranger-things-three-legged-sea-monster-solved/; https://socientifica.com.br/2020/02/08/anjo-do-mar-e-a-criatura-mais-assustadora-que-voce-vera-hoje-video/; https://internacional.estadao.com.br/blogs/olhar-sobre-o-mundo/censo-da-vida-marinha/; https://oceanconservationtrust.org/; https://www.mantasdobrasil.org.br/o-projeto/saiba-mais-sobre-a-raia-manta; https://www.oeco.org.br/noticias/25255-planeta-terra-e-o-lar-de-87-milhoes-de-especies/; https://biomedical-sciences.uq.edu.au/project-manta

Maior iceberg do mundo ruma para mar aberto

Repórteres do Mar

O Mar Sem Fim quer a sua colaboração. Não é possível estar em todos os lugares ao mesmo tempo e, com a sua ajuda, podemos melhorar ainda mais o nosso conteúdo. Saiba como colaborar com o Mar Sem Fim.

Comentários Comentários do Facebook

1 COMENTÁRIO

  1. Faça uma matéria sobre
    Província de corais na foz do rio Amazonas que é motivo impeditivo, segundo os ecologistas, para exploração de petróleo na região do estado do Amapá.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here