Navios de guerra afundados com explosivos, torpedos e mais

0
1064
views

Navios de guerra afundados com explosivos , torpedos  e até bombas nucleares

Há muitas maneiras de afundar um navio de guerra. Aqui estão três delas: navios de guerra afundados por cargas explosivas, torpedos e explosões nucleares. Destruí-los com C-4 é um espetáculo, ainda melhor do que explosões nucleares – mas não é tão interessante quanto torpedos.

Explosivos

Em geral, Navios de guerra afundados quando não viram sucata. É o caso do USS Oriskany, um porta-aviões concluído após a Segunda Guerra Mundial, utilizado nas guerras da Coreia e do Vietnã. O vídeo acima mostra os últimos segundos dele.

Navios de guerra afundados , imagem de Navio de guerra afundado com torpedo
Navios de guerra afundados com torpedos

Em 2006, depois de removido todo o lixo tóxico, o Oriskany foi rebocado para 39 km ao sul da Flórida (EUA), onde foi afundado com cargas explosivas C-4. Os engenheiros pensaram que ele iria demorar cinco horas para afundar. O navio de guerra levou apenas 37 minutos.

Este é o navio de transporte USNS General Hoyt S. Vandenberg, afundado em 2009 por cargas explosivas:

E o destroier USS Arthur W Radford, navio de guerra afundado em 2011 para criar um recife artificial de corais:

 

Explosões nucleares

Não há muitos navios de guerra afundados por explosões nucleares. O mais notável é USS Saratoga, da Marinha dos EUA: este vídeo mostra o porta-aviões USS Saratoga após dois testes nucleares em 1946, no atol de Bikini.

Navios de guerra afundados, imagem do navio de guerra USS Oriskany
USS Oriskany

O USS Saratoga (CV-3), um porta-aviões de 33.000 toneladas, foi convertido a partir do cruzador de batalha Saratoga (CC-3)… Ele serviu no Pacífico durante a Segunda Guerra Mundial, e ganhou oito estrelas de mérito.

Em meados de 1946, o navio de guerra serviu de alvo para testes de armas nucleares durante a Operação Crossroads. Ele sobreviveu ao primeiro teste com pouco dano, mas foi afundado pelo segundo teste. O “Sara Maru” ainda está sob as águas do Atol de Bikini, onde é ocasionalmente visitado por mergulhadores.

Por: Jesus Diaz.

Conheça as  superstições marinheiras.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here