Aquecimento global e diminuição da produtividade dos oceanos

0
660
views

Aquecimento global e diminuição da produtividade dos oceanos

Por quase uma década, o Sea Wide Field -of -View Sensor  tem feito observações globais de produtividade do fitoplâncton. Em 6 de dezembro de 2006, cientistas da NASA anunciaram que as temperaturas da superfície dos oceanos, ao longo da última década, tem se aquecido. Isso causou declínio global na produtividade do fitoplâncton. Em resumo: aquecimento global e diminuição da produtividade dos oceanos.

Imagens mostram as mudanças na temperatura da superfície do mar

Este par de imagens mostram as mudanças na temperatura da superfície do mar (em cima). E da produtividade do fitoplâncton (inferior) entre 2000 e 2004, depois  do último forte El Niño. Evento que ocorreu entre 1997-1998 . Locais onde a temperatura subiu entre 2000 e 2004 ( áreas vermelhas, imagem em cima) são os mesmos onde a produtividade caiu ( imagem de fundo áreas vermelhas) . Em geral o inverso também é verdadeiro: onde as temperaturas são mais frias aumentou a produtividade .

 

Aquecimento global e diminuição da produtividade dos oceanos, mapa mostrando os impactos do calor na produtividade dos oceanos
Aquecimento global e diminuição da produtividade dos oceanos

Por que as temperaturas mais quentes têm uma influência negativa sobre o crescimento do fitoplâncton?

A explicação mais provável é que as águas mais quentes na superfície impedem a mistura que existe entre as águas mais profundas e  mais ricas em nutrientes. Como os nutrientes tornam-se escassos na superfície, onde o fitoplâncton cresce (ele depende de luz para crescer) , diminui a produtividade. O problema é que o fitoplâncton é a base da cadeia alimentar dos oceanos. Sua diminuição afeta toda a cadeia de vida marinha.

“Níveis crescentes de dióxido de carbono na atmosfera desempenham um papel importante no aquecimento global”

Foi o que disse o principal autor do estudo, Michael Behrenfeld, da Oregon State University, Corvallis. Ele disse mais:

Este estudo mostra que, como o clima se aquece , as taxas de crescimento do fitoplâncton diminuem e, junto com eles diminui a quantidade de dióxido de carbono que essas plantas do oceano consumem. Isso permite que o dióxido de carbono se acumule mais rapidamente na atmosfera, o que produzirá ainda mais aquecimento

O clima da Terra está mudando drasticamente

 O oceanógrafo Gene Carl Feldman, do Goddard Space Flight Center da NASA explicou:

A evidência é bastante clara que o clima da Terra está mudando drasticamente. Nesta pesquisa da NASA vemos uma conseqüência específica desta mudança. É somente através da compreensão de como o clima, e a vida na Terra estão ligados, que podemos realisticamente prever como a Terra será capaz de suportar a vida no futuro.

Fonte: site da NASA.

Vídeo mostra em quatro minutos como acontece o aquecimento global:

COMPARTILHAR

Repórteres do Mar

O Mar Sem Fim quer a sua colaboração. Não é possível estar em todos os lugares ao mesmo tempo e, com a sua ajuda, podemos melhorar ainda mais o nosso conteúdo. Saiba como colaborar com o Mar Sem Fim.

Comentários Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here