Indústria de cruzeiros deve ser sujeita a controle

2
1253
views

Indústria de cruzeiros deve ser sujeita a controle

Este site já fez inúmeras matérias mostrando alguns dos muitos problemas da indústria mundial de cruzeiros. Eles podem ser amados por alguns turistas, mas são desprezados por quem estuda a sério os problemas do mar. Para começar, o litoral é frágil em qualquer canto do planeta, sujeito à erosão natural, poluição vinda de rios e praias, etc. Um local sensível como a zona costeira, quase nunca se dá bem com o turismo de massa. Para além disso, os ‘monstros de ferro’ são verdadeiras máquinas de poluição. Sim, a indústria de cruzeiros deve ser sujeita a controle externo.

Imagem de estudo sobre Indústria de cruzeiros e poluição
A capa do estudo. Imagem, https://ars.els-cdn.com/.

Indústria de cruzeiros deve ser sujeita a controle

Eis um resumo do estudo publicado na revista ScienceDirect, em dezembro de 2021, sobre a indústria de cruzeiros mundial. ‘O intenso crescimento do turismo de cruzeiros em todo o mundo durante as últimas décadas está levando a preocupações crescentes sobre os impactos ambientais e de saúde globais do setor’.

‘Esta revisão combina pela primeira vez várias fontes de informação para estimar a magnitude das pegadas ambientais e de saúde pública da indústria de cruzeiros. A pesquisa mostra que os cruzeiros, apesar dos avanços técnicos e de alguns programas de vigilância, continuam sendo uma importante fonte de poluição do ar, da água (doce e marinha) e da terra, afetando habitats, áreas e espécies frágeis, e uma fonte potencial de riscos físicos e mentais à saúde humana para os trabalhadores marítimos’.

Em 2016, preocupado com o que vimos no mar brasileiro, e em pesquisas na net, publicamos o post Navios, Carros e aviões. Quem polui mais?

Nosso gancho foi uma matéria do jornal inglês The Guardian que mostrava o tanto de poluição atmosférica produzida pelos navios de cruzeiro, e que afetavam a vida da população inglesa que vive próxima aos grandes portos do país.

PUBLICIDADE

Imagem de navios de cruzeiro
Imagem, www.theportugalnews.com.

O jornal demonstrava como um grande navio de cruzeiros emite tanto CO2 como 83.678 carros; tanto óxido de azoto como 421.153 automóveis; tantas partículas como um milhão de veículos; e tanto dióxido de enxofre como 376 milhões de carros!

Pelo incompatível turismo de massa, e também a poluição, recentemente os navios de cruzeiro foram banidos de Veneza.

Cruzeiros são uma importante fonte de poluição

Entre outras o estudo diz que cruzeiros são uma importante fonte de poluição e degradação ambiental, devendo a indústria ser sujeita a um controle global e a uma legislação eficaz, defende uma investigação internacional divulgada.

A análise foi apresentada pela Universidade de Exeter (Reino Unido) e indica que a indústria dos cruzeiros tem um impacto crescente contínuo tanto no ambiente como na saúde e bem-estar humanos.

A investigação, que, segundo os autores, é a mais abrangente jamais realizada sobre uma das indústrias de crescimento mais rápido na área do turismo antes da pandemia de Covid-19, alerta para a degradação do ar, água, solo, habitats frágeis e vida selvagem geradas pelos cruzeiros.

Os autores concluíram também que a indústria dos navios de cruzeiro é uma fonte potencial de riscos físicos e mentais, para passageiros, para trabalhadores e para pessoas que vivem perto dos portos ou que trabalham em estaleiros navais.

Os riscos incluem a propagação de doenças, como a Covid-19, o ruído, a poluição atmosférica e ambientes de trabalho difíceis.

Num trabalho que envolveu, além do Reino Unido, a Espanha e a Croácia, a investigação combinou informações de mais de 200 documentos de investigações sobre a saúde das pessoas e do ambiente em diferentes oceanos.

É preciso legislação global para minimizar danos

Josep Lloret, da Universidade de Girona, citado na investigação, disse que é preciso agora legislação global para minimizar danos, tanto para os oceanos como para a saúde das pessoas.

PUBLICIDADE

“O turismo de cruzeiro era um turismo em rápida expansão antes da Covid-19, e a nossa investigação mostra que causa grandes impactos no ambiente e na saúde e bem-estar humanos. Precisamos de um acompanhamento muito melhor para gerar dados mais sólidos para a imagem real destes impactos.”

“Sem regras novas, e rigorosamente aplicadas a nível nacional e internacional, é provável que a indústria dos cruzeiros continue a causar estes graves riscos para a saúde e o ambiente”, disse Lora Fleming, da Universidade de Exeter.”

“Embora os navios de cruzeiro constituam apenas uma pequena percentagem da indústria naval mundial, estima-se que cerca de 24% de todos os resíduos produzidos pela navegação provêm deste setor”, dizem os autores da investigação.

Navios descartam lixo no mar

Para este site nada disso é novidade, ao contrário. Novidade bem-vinda, a nosso ver, é a tentativa de um controle externo da atividade que tenha a força suficiente para colocar ordem neste segmento da economia.

Imagem de navio de cruzeiro
Imagem, https://omirante.pt/.

Já mostramos por aqui que a grande maioria dos navios joga lixo direto no mar. As maiores companhias do mundo deste setor, como a Carnival Cruise, já foram multadas em mais de US$ 20 milhões de dólares por CONTINUAREM  a poluir o mar por onde passam.

Sylvia Earle informa: seis bilhões de Kg de lixo descartados de navios mercantes

Sylvia Earle, a primeira Heroína do Planeta, e maior referência mundial na questão dos oceanos, informa em seu livro A Terra É Azul, que um reporte da Academia Nacional de Ciências, publicado na década de 90 indica que…

…seis bilhões de quilos de lixo são deliberadamente descartados nos oceanos todos os anos, a maioria vem de navios mercantes, mas não só deles, de todos os navios que cortam os mares. Mas além disso, outros 450 milhões de quilos de lixo vêm de barcos de pesca…

PUBLICIDADE

Com isso ficamos sabendo que os navios que fazem 90% do comércio mundial também são altamente poluentes, e muitas vezes entregues a capitães que não estão capacitados para a tarefa.

Acidentes com navios

Não passa um mês sem que acidentes absurdos aconteçam, como aquele que destruiu uma das últimas áreas prístinas no mar, quando um cargueiro ‘escalou’ recifes de corais nas Ilhas Maurício, aparentemente porque havia uma festa de aniversário a bordo e os oficiais  se aproximaram demais para captar sinais de celular.

Sem falar nas barbaridades para fugir de impostos e ou regras trabalhistas, e a figura condenável dos navios com bandeira de conveniência.

Sim, está mais que na hora de haver controle externo eficiente para toda a indústria naval.

Imagem de abertura: https://omirante.pt/

Fontes: https://omirante.pt/sociedade/2021-10-19-Industria-dos-cruzeiros-deve-ser-controlada-para-conter-poluicao-fdc42773; https://www.theportugalnews.com/news/2021-09-29/calls-to-control-cruise-industry-pollution/62675.

Processo contra Vale, STJ confirma: só negros e pobres vão pra cadeia

Comentários

2 COMENTÁRIOS

  1. Enviado para @GeneralMourao @mmeioambiente @gilsonmachadont @MTurismo @jairbolsonaro A INDUSTRIA DE CRUZEIROS COM DESPEJO DE LIXOS (E PLASTICOS), TEM QUE TER CONTROLES RIGOROSOS PORQUE É CAUSADORA DE POLUIÇÃO NOS RIOS E OCEANOS – 25 de outubro de 2021 -https://marsemfim.com.br/industria-de-cruzeiros-deve-ser-sujeita-a-controle/comment-page-1/?unapproved=286034&moderation-hash=dbed8e0c1020a142ea8d676acf062295#comment-286034

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here