Alerta em Itaparica. Novos assaltos assustam velejadores

0
272
views

Alerta em Itaparica. Novos assaltos assustam velejadores

Alerta em Itaparica: mais um perigo aterroriza a comunidade de velejadores na Bahia. Nosso amigo, Ricardo Amatucci velejador membro do conselho diretor da ABVC e editor do Jornal Almanáutica  escreveu em sua coluna sobre mais uma onda de assaltos em Itaparica (BA). Lembrando que recentemente Mar Sem Fim viveu o terror de ameaças por bandidos na Baía de Todos os Santos.

Na coluna Amatucci conta que, como sempre, os veleiros atacados não se encontravam na marina, mas ancorados ao largo.

Uma foto divulgada mostra o número de embarcações no perímetro da marina, bem maior do que os que ficam atracados. Na maioria dos casos isso ocorre ou por ingenuidade ou economia. Muitos veleiros de brasileiros e estrangeiros ancoram próximos à estrutura da marina, mas afastados o suficiente para caírem nas mãos de bandidos.

alerta em Itaparica, imagem da marina de itaparica

Autoridades não resolvem o problema

Embora o fato seja conhecido de longa data, e assassinatos já tenham ocorrido, as autoridades não resolvem esse problema que afasta cada vez mais os turistas. E faz com que o lindo e histórico município de Itaparica perca divisas.

Alerta em Itaparica: veleiro europeus assaltados em sequência

No final do mês de março, um veleiro francês, outro sueco e um outro veleiro suíço foram assaltados por bandidos armados com facão e, em um dos casos, arma de fogo. Na madrugada de 26 de março, um casal de franceses a bordo da catamarã  “Cap Sun”, foi assaltado e teve computador, rádios, e telefones roubados.

No dia seguinte outro casal, desta vez os suíços do veleiro “Robusta”, foram assaltados por quatro homens armados com facões. No mesmo dia, o veleiro sueco “Suédois” também foi vítima de assalto. Tiveram mais sorte que outro estrangeiro, sir Peter Blake.

Repercussão grande: medidas práticas, zero

A repercussão tem sido grande. A mídia local, rádios e jornais, tem divulgado os incidentes para chamar a atenção da policia e autoridades. O jornal Bahia Notícias informou que o velejador Sandoval Matos, também proprietário de marina, tenta organizar uma comissão para se reunir com os secretários de Segurança Pública e Turismo para “pressionar por alguma ação”.

Repercussão da série de crimes é mundial

Ainda segundo a matéria, de acordo com o velejador Sandoval, a repercussão da série de crimes é mundial. Os velejadores se comunicam por meio de blogs e avisam uns aos outros para cancelarem a vinda ao Brasil, por causa da insegurança da cidade. De acordo com Matos, os velejadores que ainda não foram vítimas “estão evitando ir para Itaparica, por causa dessa agressividade”. Afinal, quem manda no litoral?

Fonte: https://almanautica.wordpress.com.

Assaltos a barcos no Brasil, estão se tornando febre

COMPARTILHAR

Repórteres do Mar

O Mar Sem Fim quer a sua colaboração. Não é possível estar em todos os lugares ao mesmo tempo e, com a sua ajuda, podemos melhorar ainda mais o nosso conteúdo. Saiba como colaborar com o Mar Sem Fim.

Comentários Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here