Um farol no mar transformado em hotel

0
5139
views

Um farol no mar, no Atlântico Norte, transformado em hotel

Há gosto para tudo neste diversificado mundo. Até mesmo para se hospedar em um antigo farol construído como uma plataforma de petróleo e transformado em hotel. Antes de mais nada, este é o caso do Frying Pan Tower a 32 milhas da costa da Carolina do Norte. A estação substituiu um barco-farol estacionado no local há mais de cem anos, alertando os navios sobre os perigosos baixios escondidos a apenas alguns metros da superfície. O nome do local? Cemitério de Navios. Agora, você passaria uns dias por lá?

O farol plataforma.
O farol plataforma. Imagem, www.uniqhotels.com.

Frying Pan Tower

O farol foi concluído em 1960. Trata-se do único farol feito com uma plataforma de petróleo.

A torre conta com dois andares, um heliporto de ampla superfície e a torre de luz no topo. Os faróis sempre foram importantes para a navegação, desde os tempos mais antigos.

Nos primórdios da humanidade, o mais icônico foi o Farol de Alexandria, uma das sete maravilhas do mundo antigo. E até hoje, mesmo com toda a tecnologia, eles ainda são indispensáveis.

Frying Pan Tower, comprado em 2010

Segundo o  wikipedia, a estação foi desativada em 2004. À primeira vista, a Guarda Costeira considerou transformá-la em recife artificial. Contudo, mudou de opinião e decidiu-se por um leilão. O lance vencedor foi o de uma empresa de mergulho e pesquisa da Carolina do Sul, Shipwrecks Inc., em 2009, por $ 515.000.

No entanto, diz ainda o wikipedia, a empresa não conseguiu fazer o pagamento inicial. Desse modo,  a torre voltou para as mãos do governo e foi vendida novamente em agosto de 2010 por US$ 85.000 para um particular, Richard Neal, de Charlotte, Carolina do Norte.

PUBLICIDADE

Um ano depois, a torre passou por um grande teste. O furacão Irene passou por ela com ventos de 108 km/h, e ondas de 8,5 metros. Entretanto, ela resistiu galhardamente.

Richard Neal em seu farol
Richard Neal em seu farol particular. Imagem, Amazon.com.

Desde então, vários outros furacões estiveram na rota do farol. Em pelo menos três deles, o proprietário Richard Neal estava a bordo. Segundo a Amazon.com, Neal, diretor executivo da Frying Pan Tower, Inc., passa a maior parte de seus dias trabalhando com voluntários para apoiar a missão de sua organização sem fins lucrativos de “Restaurar, Proteger, além de Preservar” a torre para o futuro.

Farol hotel no mar .
A plataforma ao tempo em que era um hotel. Imagem, www.uniqhotels.com.

Além disso, ‘Neal conta com a Amazon.com para entregar os itens que contribuem para manter – e viver – na Torre, entre eles, suprimentos de soldagem, equipamentos para câmeras de vídeo, materiais para içamento de água, itens básicos de despensa para voluntários famintos, sem mencionar o pedido ocasional de bolas de golfe biodegradáveis para que ele e voluntários possam relaxar dando tacadas em um dia ensolarado.

Uma pousada no meio do mar

Segundo o www.atlasobscura.com, ‘Desde que foi comprada em 2010, a torre foi significativamente reformada e inspecionada. Em seguida,  abriu como uma espécie de pousada à prova d’água. A torre está longe de ser uma bucólica casa geminada da Nova Inglaterra, mas o que lhe falta em atmosfera acolhedora compensa em solidão oceânica.’

quarto
Imagem, www.uniqhotels.com.

O local conta com oito quartos (mais os quartos da tripulação). Segundo o www.uniqhotels.com, o operador do hotel, ‘A Frying Pan Tower não oferece luxo. Na verdade, é o oposto. Uma estrutura de metal saindo do mar aberto é um dos hotéis mais incomuns do mundo.’

sala de estar
Imagem, www.uniqhotels.com.

‘A grua pode puxar pacotes ou uma pessoa em menos de um minuto. Ou baixá-lo para uma sessão de mergulho nos recifes. Você deve pegar uma carona de helicóptero ou usar um barco para chegar. Em troca, a acomodação exclusiva oferece uma vista incrível do oceano e um nascer do sol magnífico.’

Cozinha
Imagem, www.uniqhotels.com.

‘Existe uma cozinha totalmente equipada em aço inox, podendo os hóspedes preparar refeições na despensa do farol ou contratar o chef. A lista de atividades divertidas é interminável. Você pode fazer uma pesca épica da torre, atirar em pombos de barro biodegradáveis, jogar golfe com bolas biodegradáveis ​​(feitas com petiscos de peixe!), jogar sinuca ou assistir a um filme.’

Hospedes relaxando.
Hospedes relaxando. Imagem, www.uniqhotels.com.

Regras para quem quiser se hospedar no Farol

Segundo o www.mailchi.mp, o Frying Pan Tower convida voluntários para ajudarem na restauração. Contudo, há algumas regras. Os voluntários são obrigados a cobrir o custo de transporte, que é de US$ 800 por pessoa. Os custos de transporte para trabalho voluntário podem ser dedutíveis nos impostos.

Farol
Instagram.

‘Uma vez a bordo e após um briefing de segurança, você fará um tour geral pelas instalações, incluindo a seleção de seus aposentos. Os voluntários são então colocados em pares em projetos que variam de habilidades simples a complexas. Pedimos aos voluntários que passem quatro horas do dia realizando tarefas de restauração e com pausas para descansar, relaxar e aproveitar as instalações.’

E, então, você arriscaria? Boa viagem!

Assista ao vídeo enquanto faz a mala

World's most DANGEROUS hotel - FRYING PAN TOWER

São Francisco do Sul: Justiça suspende Plano Diretor

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here