Terra, um planeta que cismamos em maltratar!

2
767
views

Terra, um planeta que cismamos em maltratar!

Terra, um planeta que cismamos em maltratar!. Pela cronologia fica evidente o quão pequenos nós somos em relação à idade do planeta: um átimo, um mini-soluço, mesmo assim conseguimos atingir níveis fantásticos de desenvolvimento, capacidade científica, erradicação de doenças, etc.

Das pirâmides do Egito à música de Mozart. Da penicilina à Internet. A lista é infindável. Mas quero chamar a atenção para uma questão: estamos relegando os oceanos: acidificação de suas águas, poluição monumental, desaparecimento de habitats, centenas de espécies ameaçadas de extinção e, finalmente, Unidades de Conservação ‘para inglês’ ver. Apesar das evidências elas não são capazes de chamar a atenção de nossas autoridades máximas. Alguém ouviu algum candidato ao Executivo levantar o tema? Não estaria na hora de cobrarmos?

Origem da Terra………………………………4,5 bilhões de anos atrás

Os mais antigos registros de bactérias…….3 bilhões

Primeiras algas filamentosas…………………2 bilhões

As mais antigas células nucleadas………….1 bilhão

Invertebrados marinhos……………………….600 milhões

Peixes e algumas plantas terrestres………..400 milhões

Anfíbios………………………………………………300 milhões

Dinossauros…………………………………………200 milhões

Mamíferos…………………………………………..150 milhões

Primatas……………………………………………..20 milhões

Homo eretcus………………………………………1,8 milhão de anos atrás

Homo Sapiens (NÓS)……………………200.000 mil anos até hoje.

 

Terra, um planeta que cismamos em maltratar, imagem de Elizabeth Kolbert
Elizabeth Kolbert.Terra, um planeta que cismamos em maltratar.

Recentemente escrevi um texto sobre Elizabeth Kolbert, geóloga e paleontóloga, que acaba de lançar um best- seller: “The Sixth Extinction – An Unnatural History.

Aquele foi um péssimo dia para a biosfera

Em resumo ela diz o seguinte: “quando um meteoro de dez quilômetros de largura caiu no planeta Terra, 65 milhões de anos atrás, mega-tsunamis se formaram nos oceanos provocando uma catastrófica onda de destruição. Ao mesmo tempo, uma espessa nuvem de partículas superaquecida varreu o planeta alcançando todos os recantos da Terra. Quando esta nuvem se dissipou 75% da espécies animais e vegetais estavam extintas. Foi este o ocaso dos dinossauros, diz Kolbert, que acrescenta: “aquele foi um péssimo dia para a biosfera.”

Nossa geração pode causar a sexta extinção das espécies

No livro a cientista diz que “dada a nossa tendência para sistemas globais de transporte, uso indiscriminado de hidrocarbonetos, e ocupação e destruição de áreas naturais, nossa geração pode causar a sexta extinção das espécies ao longo dos 4,5 bilhões de anos desde a formação do planeta” (de acordo com cientistas, desde sua formação a Terra passou por cinco eventos de extinção).

Terra, um planeta que cismamos em maltratar, imagem de Sylvia Earle
Sylvia Earle. Terra, um planeta que cismamos em maltratar.

Sylvia Earle  fez o mesmo alerta

Ela não é a primeira a alertar sobre o perigo. Outra especialista, Sylvia Earle, cientista chefe da NOAA – National Oceanic and Atmospheric Adminstration, agência norte-americana que cuida dos oceanos, fez o mesmo alerta em seu livro “The World is Blue – How Our Fate And The Ocean’s Are One.

No Brasil o eterno blá-blá-blá…

É preciso mais engajamento da sociedade brasileira para a pouca atenção que damos aos Oceanos, ecossistema que gerou vida na Terra, sem o qual não existiríamos. Ficamos horrorizados com as visitas feitas às Unidades de Conservação federais marinhas. Elas  só existem no papel. Não têm estrutura ou equipamentos mínimos para darem conta da tarefa. E poucos se importam. O assunto não repercute como deveria. Se continuarmos nesta toada o Governo Federal não vai mudar sua ação que consiste basicamente no eterno blá-blá-blá.

Assista agora ao espetacular vídeo que mostra nosso planeta visto de cima. E atente para a quantidade de interferências humanas. Umas trazem conforto, bem estar. Outras, nem tanto…

As três maiores ameaças aos Oceanos

COMPARTILHAR

Repórteres do Mar

O Mar Sem Fim quer a sua colaboração. Não é possível estar em todos os lugares ao mesmo tempo e, com a sua ajuda, podemos melhorar ainda mais o nosso conteúdo. Saiba como colaborar com o Mar Sem Fim.

Comentários Comentários do Facebook

2 COMENTÁRIOS

    • Bom vindo a bordo, Wa Mor, e obrigado pelo correio. Pelo menos a mídia fala com frequência sobre as mudanças do clima. São ela que tornam os Oceanos mais ácidos, ameaçando ainda mais os corais. Mas sobre ‘nosso mar, e área protegidas,’quse ninguém se manifesta…
      Obrigado de qq modo. Volte sempre! abraços

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here