Swordfish no Mediterrâneo: sobrepesca provoca estado crítico

0
703
views

Swordfish no Mediterrâneo: décadas de sobrepesca deixaram a espécie em estado crítico

Swordfish no Mediterrâneo. Segundo a wikipedia esses peixes são amplamente encontrados em partes tropicais e temperadas dos Oceanos Atlântico, Pacífico,  Índico e Mediterrâneo. Normalmente podem ser encontrados de perto da superfície até uma profundidade de 550 metros .  Eles geralmente atingem 3 metros  de comprimento. O maior já relatado tinha 4,55 metros, pesando 650 kg”.

A pesca do swordfish desde tempo imemoriais

Ainda o wikipedia:”o swordfish foi pescado por uma variedade de métodos de pequena escala (nomeadamente a pesca do arpão) até a expansão global da pesca em ‘long line’.

Swordfish no Mediterrâneo, ilustração do estreito de messina
Estreito de Messina

Eles foram pescados amplamente desde tempos antigos em lugares como o Estreito de Messina, onde a prática prossegue com tradicionais barcos de madeira chamados feluccas. Os swordfishs fazem parte da culinária nessa área”.

Swordfish no Mediterrâneo, imagem do Swordfish no prato de restaurante
A tradição culinária

Long- line 

Como o próprio nome diz, são linhas longas, às vezes com quilômetros de extensão, elas podem ter mais de 80Km,  e milhares de anzóis. Existem dois tipos: os de superfície,  deixados à deriva e sustentado por bóias; e os de fundo, que ficam fixos ao assoalho marinho com uso de âncoras.

Swordfish no Mediterrâneo, ilustração da pesca com long line
O long line de superfície (Ilustração: fish.gov.au)

Este tipo de pesca é altamente predatório não só para peixes, mas também para aves marinhas. O projeto Albatroz, um dos sucessos do litoral brasileiro diz que “a mortalidade acidental na pesca marítima é o principal motor da redução das populações de aves marinhas​. Estima-se que 300 mil aves marinhas sejam mortas por essa causa todos os anos, 70 mil só no Brasil. Os albatrozes e petréis compõem o grupo de aves mais ameaçado do planeta, com muitas espécies em risco de extinção”.

Swordfish no Mediterrâneo, ilustração de pesca com espinhel de fundo.
Imagine uma linha destas com 80 quilômetros de extensão. Elas existem…

Pesca do Swordfish no Mediterrâneo: queda de 70%

Também conhecido como espadarte a ONG Oceana diz que “o número de espadartes no Mediterrâneo está agora em estado crítico. Décadas de sobrepesca e falta crônica de planos de gestão e recuperação para reconstruir ações levaram a uma queda de 70% na quantidade de peixe-espada no Mediterrâneo”.

No Atlântico Norte o Swordfish também está ameaçado

Quem conta é o wikipedia: ” em 1998, o US Natural Resources Defense Council e a SeaWeb contrataram a Fenton Communications para realizar uma campanha publicitária para promover a sua constatação de que a população de peixe-espada estava em perigo devido à sua popularidade como entradas em restaurantes”.

Chefs dos USA retiraram o swordfish de seus menus

“A promoção  Give Swordfish a Break  foi extremamente bem-sucedida, com 750 proeminentes chefs dos EUA que concordaram em remover o espadarte do Atlântico Norte de seus menus e também convenceram muitos supermercados e consumidores em todo o país”.

O Brasil  e os brasileiros precisam aprender esta lição…

No Mediterrâneo…

Outra fonte, o site safinacenter.org  diz que “um dos principais problemas do Long Line é que muitos peixes são fisgados antes ainda de entrarem em idade de reprodução o que, aliado à sobrepesca, é uma das principais causas da desestabilização dos estoques”.
E informa: “A Comissão Internacional para a Conservação dos Tunídeos do Atlântico, que também regula a pesca  do Swordfish, configurou um
Plano de gestão  para ajudar a reconstruir a população do Mediterrâneo”.

A oceana.org e o Swordfish no Mediterrâneo

A ONG produziu um vídeo de Alexandra Cousteau, neta do grande Jacques Cosuteau, sobre o tema. Ela diz que “desde 1980 dois terços da espécie desapareceram do Mediterrâneo”. A ambientalista ressalta que “é preciso um plano para limitar as capturas ao mesmo tempo em que protege os juvenis”.

Assista o vídeo de Alexandra Cousteau

A pesca tradicional do swordfish no estreito de Messina

E saiba como é a pesca tradicional da espécie no Estreito de Messina. A Oceana produziu outro vídeo que mostra esta modalidade de pesca.

(Foto de abertura: Daily Express)

Falta fiscalização no litoral do Brasil, só a pressão muda

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here