Peixe-lua gigantesco é trazido por rede no Mediterrâneo

0
15685
views

Peixe-lua gigantesco é trazido por rede no Mediterrâneo

Um peixe-lua gigantesco, com peso estimado em mais de 2.000 quilos – pesado demais para a balança – foi resgatado de uma rede de pesca no enclave espanhol de Ceuta. O local, na costa do Marrocos, fica na entrada mediterrânea do estreito de Gibraltar, e é uma cidade administrada pela Espanha. O colossal peixe, que se acredita ser de tamanho recorde para a região, foi retirado da água com guindastes e estudado brevemente antes de ser libertado.

Imagem de peixe-lua gigantesco
Imagem, Universidade de Sevilha.

Peixe-lua gigantesco é trazido por rede no Mediterrâneo

Os peixes-lua fazem parte das bizarrices da vida marinha, assim como os cavalos-marinhos, ou as cobras marinhas, entre outras. Com formato circular, seu nome científico é Mola mola. ‘Mola’ é a palavra em latim para a pedra mó, uma pedra circular onde se amolam facas.

No Brasil, na lista dos ameaçados de extinção

É considerado o peixe ósseo mais pesado do mundo. No Brasil ele está na lista dos ameaçados de extinção. No mundo, são considerados vulneráveis. Depois de um mergulho profundo em águas geladas, podem descer até os 600 metros, passam um tempo na superfície para se aquecer onde são frequentemente confundidos com tubarões quando suas enormes barbatanas dorsais emergem acima da água.

Mercado consumidor se restringe à Ásia

Apesar de não ser uma espécie muito comercializada, em países como Japão e Taiwan há ocorrência de mercado consumidor. E, para variar, algumas partes do peixe são utilizadas na medicina chinesa tradicional.

Distribuição mundial

Sua distribuição é quase mundial. Ele pode ser achado em águas tropicais e temperadas, com  temperaturas variando de 12°C a 25°C. Se não for manuseado de forma correta é venenoso para comer. Existe um nível alto de pesca incidental nas águas do Mediterrâneo, Califórnia e África do Sul.

PUBLICIDADE

Preso na pesca incidental

E foi a pesca incidental que trouxe das profundezas este belíssimo peixe-lua. De acordo com a Estação de Biologia Marinha do Estrecho da Universidade de Sevilha, o peixe-lua emaranhado foi descoberto na costa de Ceuta, no litoral norte da África, nem 4 de outubro.

Felizmente, os pescadores da região chamaram especialistas e mantiveram o peixe vivo.

Peixe-lua na balança

Enrique Ostale da Estação de Biologia Marinha disse à Reuters: “Tentamos colocá-lo na escala de 1.000 kg, mas era muito pesado. Teria quebrado. Mas, com base em sua corpulência e em comparação com outras capturas, ele deve ter pesado cerca de 2 toneladas.”

Imagem de peixe-lua gigantesco
Imagem, Universidade de Sevilha.

Dois guindastes em embarcações diferentes foram usados ​​para içar o peixe-lua, de acordo com a universidade.

Amostras de DNA foram coletadas, mas acredita-se que seja um Mola alexandrini, ou peixe-lua do sul. 

Pescadores  descobriram o animal emaranhado em suas redes no início de outubro. Eles imediatamente chamaram Ostale, chefe do Laboratório de Biologia Marinha da Universidade de Sevilha, em Ceuta, para examiná-lo.

Depois de isolar a criatura em um cercado subaquático preso ao barco, a equipe içou o peixe brevemente no ar, usando um guindaste.

Depois de içado para o convés, a equipe mediu o animal e informou que tinha 3,2 metros de comprimento e 2,9 m de largura; para efeito de comparação, uma cama king-size tem apenas 2,03 m de comprimento por 1,9 m de largura.

Recorde de peso para o local

O peixe, da espécie Mola alexandrini,  estabeleceu um recorde como o maior peixe-lua já capturado na região, em termos de dimensões, informou a Reuters. Mas, em geral, as espécies de peixe-lua podem ficar ainda maiores e mais pesadas. O Mola alexandrini é uma espécie protegida na Europa

Até o momento, o espécime mais pesado de M. alexandrini pesava incríveis 2.300 kg, sendo o espécime de  mais pesado já pescado.

PUBLICIDADE

É um privilégio poder ver uma criatura marinha como esta. Aproveite. Dificilmente seus filhos ou netos terão a mesma possibilidade.

Assista ao vídeo

Imagem de abertura: Universidade de Sevilha

Fontes: https://www.livescience.com/colossal-sunfish-caught-off-north-african-coast?utm_source=SmartBrief&utm_medium=email&utm_campaign=368B3745-DDE0-4A69-A2E8-62503D85375D&utm_content=FFB32099-132D-4A43-8CC6-FDC5FDBFB7BA&utm_term=ed3c52ac-2ab9-4297-b170-3e287353803f.

Acidente com o navio Cisne Branco, em Guayaquil

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here