Navio quebra-gelo mais poderoso lançado pela Rússia

1
18299
views

Navio quebra-gelo mais poderoso do mundo é lançado pela Rússia

A Rússia está revisando os portos. O país se prepara para mais tráfego pela Rota do Mar do Norte devido aos ciclos climáticos mais quentes. A Rússia iniciou a construção de um navio quebra-gelo movido a energia nuclear em 2019, parte de um ambicioso programa para renovar e expandir sua frota de navios. A ideia é  melhorar sua capacidade de explorar o potencial comercial do Ártico. O navio, batizado Ural, foi construído num estaleiro em São Petersburgo. Ele faz parte de um trio que, quando concluído, serão os maiores e mais poderosos quebra-gelos do mundo.

imagem de navio quebra-gelo da Russia
O colosso russo. Imagem, https://nationalinterest.org.

A partir de matéria de The Guardian.”

Ciclos climáticos mais quentes, é igual a mais tráfego através da Rota do Mar do Norte

A Rússia está construindo novas infra-estruturas e revisando seus portos à medida que, em meio a ciclos climáticos mais quentes, se prepara para mais tráfego através na  Rota do Mar do Norte (NSR), que prevê ser navegável o ano todo.” Esta rota é procurada repetidamente desde o século 15. No século 19, a Marinha Britânica organizou diversas expedições em busca do que ficou conhecido nos anais da navegação mundial como a Passagem Noroeste. Uma delas resultou no maior desastre da história das viagens ao Ártico com Sir John Franklin no comando de dois navios que também entraram para a história: HMS Terror e HMS Erebus.

“O Ural deve ser entregue à empresa estatal de energia nuclear da Rússia, Rosatom, em 2022, depois que os outros dois quebra-gelos da mesma série, Arktika (Ártico) e Sibir (Sibéria), entrem em serviço. “O Ural, juntamente com seus irmãos, é fundamental para o nosso projeto estratégico de abertura do NSR à atividade durante todo o ano”, disse Alexey Likhachev, executivo-chefe da Rosatom.”

Navio quebra-gelo mais potente do mundo, ideia de Putin

“O presidente Vladimir Putin disse que a Rússia está intensificando a construção do navio quebra-gelo. O objetivo é se preparar para o aumento significativo de tráfego de mercadorias ao longo de sua costa do Ártico. A iniciativa faz parte de um esforço para fortalecer a mão de Moscou no norte. O país disputa o domínio com os rivais tradicionais Canadá, EUA e Noruega, além da recém-chegada China.”

Ilustração do navio quebra-gelo Artika
Ilustração do Artika.

Em 2035 frota russa terá 13 quebra-gelo pesados

É de notar como o país se prepara com antecedência para um mercado que ainda nem existe. O Brasil tem muito a aprender…

Em 2035, Putin disse que a frota russa do Ártico operaria pelo menos 13 quebra-gelo pesados. Nove dos quais seriam movidos por reatores nucleares. O Ártico tem reservas de petróleo e gás equivalentes a 412 bilhões de barris de petróleo. Cerca de 22% do petróleo e gás ainda não descobertos no mundo, estima o US Geological Survey. Moscou espera que a rota que vai de Murmansk até o estreito de Bering, perto do Alasca, possa decolar, reduzindo os tempos de transporte marítimo da Ásia para a Europa.”

“Projetado para receber tripulação de 75 pessoas, o Ural poderá cortar gelo com até três metros de espessura.”

Navio quebra-gelo Arktika

De acordo com o site https://nationalinterest.org, o “Arktika tem 568 pés de comprimento, fazendo dele o maior quebra-gelo do mundo. Seus dois reatores RITM-200 produzem 175 megawatts cada. A Rússia planeja construir cinco navios, aumentando e parcialmente substituindo a força atual de seis quebra-gelo pesados. O primeiro da nova classe de quebradores de gelo movidos a energia nuclear do governo russo iniciou testes no Golfo da Finlândia.”

“Os testes iniciais estão sendo realizados com reatores inativos, de acordo com Vyacheslav Ruksha, chefe da Direção de Rota do Mar do Norte da Rússia. A embarcação será alimentada por seus geradores de reserva. O quebra-gelo nas próximas semanas navegará pela Escandinávia até seu porto em Murmansk, informou o The Barents Observer. Um segundo julgamento, presumivelmente com reatores ativos, está previsto para a primavera de 2020.”

Diferença entre as capacidades de gelo americanas e russas

“O navio eventualmente quebrará o gelo do Mar de Kara e leste ao longo da Rota do Mar do Norte. Dois outros quebra-gelo da classe estão em construção em São Petersburgo e podem ser comissionados em 2021 e 2022. A construção do quarto e no quinto navio da classe ainda não começou. A rápida aquisição pela Rússia de novos quebra-gelo destaca a diferença entre as capacidades de gelo americanas e russas. A Guarda Costeira dos EUA, em abril de 2019, contratou a VT Halter Marine, Inc. para construir, por US $ 750 milhões, o primeiro novo quebra-gelo pesado do serviço em quatro décadas.”

“Com a concessão do contrato, a Guarda Costeira finalmente está levando a sério o fortalecimento de sua presença nos pólos da Terra que derretem rapidamente. A indústria humana adiciona carbono à atmosfera que retém o calor e causa mudanças rápidas no clima global.”

Em 2027 Rússia vai construir um navio quebra-gelo ainda mais poderoso

Apesar destes novos e imensos navios saindo do forno, a Rússia quer mais. O site https://navalnews.net informa: “O governo russo alocou US $ 2 bilhões para construir um quebra-gelo nuclear de alta tecnologia que, segundo ele, manterá o gelo do Ártico livre para o transporte durante todo o ano – um grande passo na criação de uma faixa de navegação na região polar congelada.”

ilustração de navio quebra-gelo Russo
O Líder ainda está na prancheta. Mas vai sair dela em breve. Ilustração,https://navalnews.net.

“Projeto mais caro da história”

Segundo economistas, este será o projeto mais caro da história da construção naval russa, mas também será economicamente justificado e beneficiará empresas em todo o mundo. O nome do navio será “Lider”, e será o maior e mais aerodinâmico do que seus primos. Ele teria o poder de mastigar gelo de até cinco metros de espessura a uma velocidade de 10 nós, limpando uma faixa de 50 metros de largura do mar navegável para os navios que seguem em sua esteira.”

Principal tarefa do Líder

A principal tarefa do “Líder” será garantir o transporte de mercadorias ao longo do ano ao longo da Rota do Mar do Norte. O Kremlin fez de sua construção a peça central de sua ampla estratégia no Artico, que visa abrir a Rota do Mar do Norte – uma artéria marítima de 6.000 quilômetros de gelo da Europa para a Ásia que Moscou espera que rivalize com o Canal de Suez.”

Mas a ambiciosa embarcação  – que mais se assemelha a um iate de  um oligarca do que a um navio-quebra-gelo – permanece uma espécie de miragem até agora.”

Imagem de abertura: https://nationalinterest.org

Fontes: https://www.theguardian.com/world/2019/may/26/russia-launches-new-nuclear-powered-icebreaker-in-bid-to-open-up-arctic; https://nationalinterest.org/blog/buzz/russia%E2%80%99s-got-giant-new-icebreaker-largest-planet-earth-106521; https://navalnews.net/russia-to-build-worlds-most-powerful-icebreaker/.

Ameaça à Estação Ecológica de Tamoios via Projeto de Lei

Repórteres do Mar

O Mar Sem Fim quer a sua colaboração. Não é possível estar em todos os lugares ao mesmo tempo e, com a sua ajuda, podemos melhorar ainda mais o nosso conteúdo. Saiba como colaborar com o Mar Sem Fim.

Comentários Comentários do Facebook

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here