Onda de Nazaré, saiba como ela se forma

1
5483
views

Onda de Nazaré e as características especiais que levam à sua formação

Onda de Nazaré, o paraíso de surfistas radicais. O instituto hidrográfico da Marinha de Portugal produziu um primor de vídeo/animação para mostrar como são produzidas as ondas gigantes de Nazaré. Misturando imagens e gráficos é fácil entender como  estas ondas monstruosas, tão procuradas por surfistas mundo afora, são formadas.

Cena da formação de uma tempestade em Nazaré, Portugal.
Ventos de tempestate, o início de tudo.

Como começam as ondas de Nazaré

O primeiro ato é uma tempestade em mar aberto. Os ventos causam uma perturbação na superfície, transformada em energia. Quando a profundidade é grande, a propagação das ondas (energia) é praticamente constante. Ao se aproximarem da costa, portanto locais mais rasos, o comprimento da onda diminui mas, sua  altura, aumenta.

Ilustração mostrando que, quanto mais raso o local, maior a altura das ondas.
Ilustração mostrando que, quanto mais raso o local, maior a altura das ondas.

Perigo! Quando a velocidade da onda é maior na crista…

Quando a velocidade da onda é maior na crista do que na cava, a onda arrebenta. No caso da onda de Nazaré, outro fator é importante. Um promontório divide a praia em dois. Do lado esquerdo, o fundo do mar é normal, isto é, o gradiente de profundidade diminui de forma constante ao se aproximar de terra. Mas, do lado direito do promontório há um canyon, espécie de desfiladeiro submarino, o mais profundo de todo o litoral europeu.

imagem do promontório submarino de Nazaré
O promontório de Nazaré, à direita, e a praia ‘normal’ à esquerda.

São dois fundos completamente diferentes: ao norte uma praia regular, ao sul, o canyon. Este desnível produz dois tipos de ondas com alturas e velocidades diferentes. Quando as duas se encontram, forma-se a onda de Nazaré que pode chegar aos 30 metros de altura.

Imagem da onda de Nazaré, extremamente alta.
A onda de Nazaré.

Parabéns ao Instituto Hidrográfico da Marinha de Portugal! Agora qualquer pessoa pode entender o porquê deste fenômeno.

Assista ao vídeo.

Conheça a surpreendente história do surf.

COMPARTILHAR

Repórteres do Mar

O Mar Sem Fim quer a sua colaboração. Não é possível estar em todos os lugares ao mesmo tempo e, com a sua ajuda, podemos melhorar ainda mais o nosso conteúdo. Saiba como colaborar com o Mar Sem Fim.

Comentários Comentários do Facebook

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here