Maior usina de marés do mundo na Escócia

0
734
views

Maior usina de marés do mundo ficará no fundo do mar escocês

Maior usina de marés do mundo: a iniciativa faz parte de um programa de energia limpa liderado pela Inglaterra. A usina, batizada de MeyGen, terá potencial de 400 MW gerados apenas com a força da maré. Está sendo construída no litoral da Escócia.

maior usina de marés do mundo, imagem de turbinas da maior usina de marés do mundo

Será a maior usina de marés do mundo. Ela ficará no fundo do mar, no nordeste do país, podendo fornecer energia para 175 mil casas. A usina contará com 269 turbinas – 60 delas devem ficar prontas em 2016, e o restante em 2020.

Maior usina de marés do mundo: entenda

A energia das marés é obtida por meio do aproveitamento da energia proveniente do desnível das marés. Para que essa energia seja revertida em eletricidade é necessária a construção de barragens, eclusas (permitindo a entrada e saída de água) e unidades geradoras de energia.

Essa é uma boa alternativa para a produção de eletricidade. A energia das marés é uma fonte limpa e renovável. No entanto, é importante destacar que poucas localidades têm características propícias para a obtenção desse tipo de energia. Para que isso seja possível o desnível das marés deve ser superior a 7 metros.

Os melhores locais

Entre os locais com potencial para a produção de energia das marés estão a baía de Fundy (Canadá), e a baía Mont-Saint-Michel (França), ambas com mais de 15 metros de desnível. No Brasil,  destacamos o estuário do Rio Bacanga, em São Luís (MA), com marés de até 7 metros e, principalmente,  Macapá (AP), com marés que atingem até 11 metros. O Mar Sem Fim aproveita para lembrar que já temos uma usina de marés funcionando na praia de Pecém, Ceará.

Na França

Na França, desde 1966, a central de energia das marés de La Rance tem produzido uma média de 600 gigawatts de eletricidade por ano.

maior usina de marés do mundo, imagem de usina de marés na França
La Rance- França

Energia renovável: conheça o plano de Obama para energia eólica.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here