A fantástica habilidade dos golfinhos nariz de garrafa

0
1026
views

A fantástica habilidade dos golfinhos nariz de garrafa

Os golfinhos já habitavam os oceanos há milhares de anos quando o homem apareceu na Terra. Os cetáceos, que incluem baleias e golfinhos, se originaram há cerca de 50 milhões de anos durante o Eoceno, como explica o estudo From Land to Water: the Origin of Whales, Dolphins, and Porpoises. Com o tempo, os seres humanos começaram a interagir com outras criaturas em seu ambiente, como os golfinhos, estabelecendo um relacionamento que perdura até hoje, embora com diferentes formas de interação. No Brasil, os golfinhos de Laguna são famosos por ajudarem os pescadores nativos. Conforme observações do site www.dolphins-world.com, os golfinhos geralmente se aproximam cuidadosamente de mulheres grávidas, porque conseguem ouvir o bater de dois corações. Esses comportamentos sugerem inteligência e uma mente sofisticada. Porém, os golfinhos nariz de garrafa na costa ocidental da Austrália se destacam de maneira especial.

golfinhos nariz de garrafa roubando peixes de armadilhas
Imagem, Dolphin Discovery Centre Bunbury.

Roubando caranguejos de armadilhas humanas

Já mostramos nestas páginas algumas estratégias de pesca destes animais, quando destacamos um filme da BBC sensacional. Numa parte bem rasa um deles nada rente ao lodo do fundo do estuário, levantando uma trilha de água turva atrás de si. Aos poucos o golfinho faz uma curva completa, 360º, criando uma ‘rede’ para encurralar peixes menores, incapazes de saírem da armadilha. Depois é só participar do banquete.

Contudo, os da Austrália Ocidental são ainda mais especiais. Câmeras subaquáticas flagraram um comportamento único de golfinhos, algo que os cientistas suspeitam ser um fenômeno inédito no mundo. Por décadas, golfinhos nariz de garrafa (Tursiops aduncus) e caranguejos travaram uma batalha por iscas na área de Bunbury, aproximadamente 160 quilômetros ao sul de Perth.

Os pescadores utilizam uma armadilha de metal com redes para pescar caranguejos. Eles colocam peixes mortos na armadilha e a baixam até o assoalho marinho. Os caranguejos, atraídos pelo cheiro, entram nas armadilhas e ficam presos até que os pescadores as recolham.

Quando os pescadores de caranguejo na Baía de Koombana, na Austrália Ocidental, carregam suas redes com peixes e as lançam no oceano, os golfinhos nariz de garrafa percebem. Eles então inserem cuidadosamente seus focinhos nas redes para puxar a isca dos ganchos das armadilhas.

Os pescadores tentaram reagir. Eles colocaram a isca sob as armadilhas ou em caixas para impedir os golfinhos de pegá-las, mas estes rapidamente aprenderam a derrubar as armadilhas ou abrir as caixas.

PUBLICIDADE

Conservacionistas preocupados com os golfinhos

Rodney Peterson, um conservacionista da vida selvagem, foi quem avistou pela primeira vez este comportamento dos golfinhos há dois anos, conforme informa o site livescience.com. Peterson expressou preocupação com a possibilidade de os golfinhos se emaranharem nas redes ou consumirem alimentos não saudáveis

dois golfinhos nariz de garrafa roubando armadilhas.
Imagem, Dolphin Discovery Centre Bunbury.

Axel Grossmann, um cineasta, compartilhou com o livescience.com que os golfinhos são observadores muito inteligentes e sempre lutam pela comida. Ele observou que eles frequentemente aproveitam as oportunidades, especialmente as mães com filhotes, que são particularmente ativas nessa busca.

O cineasta se aproximou do Dolphin Discovery Centre na cidade de Bunbury, que instalou cinco câmeras para filmar os animais. Essas câmeras permitiram que fosse filmado pela primeira vez esse comportamento fantástico dos golfinhos

Axel Grossmann relatou que os golfinhos utilizam diferentes métodos para abrir as armadilhas. Na técnica mais básica, um golfinho agarra a isca presa em um gancho ou alfinete de metal dentro da armadilha. Ele explicou que os golfinhos, então, puxam o peixe do alfinete ou o partem em pedaços comestíveis

Alguns pescadores, buscando dissuadir os mamíferos, colocaram a isca sob as armadilhas. Isso exigiu que os golfinhos adotassem técnicas mais sofisticadas para acessar a isca. Grossmann explicou que os golfinhos aprenderam a girar as armadilhas usando seus corpos, facilitando o acesso à isca.

Os golfinhos conseguiram abrir caixas, que são recipientes de plástico usados para armazenar a isca. Grossmann observou que alguns golfinhos aprenderam a abrir a trava dessas caixas com seus dentes e, assim que conseguem abrir a tampa, pegam o peixe

Por que os golfinhos roubam comida?

Grossmann explica que os golfinhos roubam comida por diversos motivos. Quando estão com fome, eles se esforçam mais para descobrir como obter fontes adicionais de alimento, como as iscas de caranguejo, especialmente em áreas muito frequentadas por humanos. Ele compara a situação a um golfinho vendo os seres humanos colocarem comida em um prato no quintal.

Ele acredita que o comportamento dos golfinhos é uma combinação de interesse, uma maneira fácil de obter um peixe, um comportamento adaptativo aprendido e, talvez, até um pouco de diversão.”

Deleite-se com o belo vídeo

intelligent wild dolphins stealing bait from crab fishermen! World-first footage

Agenda ambiental marinha ‘encalha’ com Marina Silva

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here