Tubarão Greenland, um dos maiores e mais antigos seres da Terra

5
2405
views

Tubarão Greenland, um dos maiores e mais antigos seres da Terra

Se você está procurando por um Tubarão Greenland, ou tubarão da Groenlândia, oriundo do Atlântico Norte e do Ártico, é importante ter uma boa compreensão de suas dimensões físicas. Os tubarões da Groenlândia estão entre os maiores tubarões do mundo. São comparáveis, em tamanho, aos grandes brancos. Eles são conhecidos por crescer tanto quanto 6,4 metros e tão pesados quanto 1.000 kg, embora o típico tubarão da Groenlândia pese cerca de 400 kg e tenha cerca de 2,44 a 4,8 metros de comprimento.

O cineasta submarino Adam Ravetch comenta sobre o raro encontro que teve com este peixe “pré-histórico”, o tubarão Greenland, quando filmava um longa cujo título é: The Artic 3D.

 imagem de um Tubarão Greenland engolindo um filhote de foca
O Tubarão Greenland engolindo um filhote de foca. (Foto: Google)

Tubarão Greenland, e sua carne tóxica

A carne de tubarão pode causar sintomas em humanos semelhantes a embriaguez grave. As neurotoxinas em sua carne podem até mesmo ser incapacitantes para cães. Esta toxicidade é devida ao óxido de trimetilamina (TMAO) no tecido da carne, que ajuda o peixe a estabilizar suas enzimas e proteínas estruturais contra os efeitos debilitantes da alta pressão, e de água fria.

Espécie tímida e não agressiva

O tubarão Greenland, não é uma espécie agressiva ao ser humano. E além do mais, é uma espécie extremamente tímida. Ela não foi sequer capturada em filme pela primeira vez até 1995, e demorou mais 18 anos para que alguém conseguisse um vídeo que os mostrasse  em seu ambiente natural.

Espécie mais antiga da Terra

Agora foi descoberto um animal que alguns disseram ter 512 anos de idade, outros, como a BBC, o fixam em 400; e a National Geographic alega que os cientistas encontraram o tubarão aos 272 anos de idade. A verdade, não importa em qual versão você queira acreditar – a última parece mais plausível – é que o tubarão da Groenlândia é o vertebrado de vida mais longa do planeta. Uma vez amplamente caçados por seu óleo de fígado, hoje são considerados de captura acidental. Para alguns pescadores, sua captura  é tão bem-vinda quanto pisar no cocô de cachorro.

Tubarões Greenland ficam cegos

Eles acabam ficando cegos por  parasitas que grudam em seus olhos e não saem mais. Isso  não impede de se alimentarem porque “além de viverem nas profundezas, onde há pouca luz, eles têm um olfato super-desenvolvido para achar suas presas”.  O cineasta que consegui filma-lo disse que o animal

É uma peça fabulosa do quebra-cabeça do ecossistema ártico

imagem de tubarão greenland
Imagem: BBC

De acordo com smithsonianmag.com:  “Os tubarões também têm uma expectativa de vida notável. Os cientistas recentemente usaram técnicas de datação por radiocarbono na lente do olho de um tubarão da Groenlândia. Descobriram que podem viver por mais de 272 anos, tornando a espécie o vertebrado vivo mais longevo do planeta.”

Assista ao vídeo:

Fontes: https://lifestyle.diply.com/26517/scientists-discover-512-year-old-shark-making-it-the-oldest-livi; https://www.smithsonianmag.com/science-nature/caught-camera-ancient-greenland-sharks-180968303/;

A Terra estaria engolindo seus Oceanos?

Repórteres do Mar

O Mar Sem Fim quer a sua colaboração. Não é possível estar em todos os lugares ao mesmo tempo e, com a sua ajuda, podemos melhorar ainda mais o nosso conteúdo. Saiba como colaborar com o Mar Sem Fim.

Comentários Comentários do Facebook

5 COMENTÁRIOS

  1. Tradução parece estar errada … não são os “mais antigos seres da terra” mas sim aqueles que têm “maior tempo de vida” … as espécies que existem há mais tempo seriam as “baratas” ou os “crocodilos” ?

  2. Quem escreveu isso, o estagiário do UOL? Muito mal escrito. Sáí do UOL cansado de ler textos mal escritos e aqui no Estadão parece ser a mesma coisa. Parece um texto copiado e colado do tradutor do Google.

  3. Eu já tinha ouvido falar do tubarão-da-groenlândia (acho que, pela gramática portuguesa para nomes de espécies vivas, é assim que ele deve ser grafado), mas foi lendo sobre culinária, numa reportagem sobre as iguarias mais exóticas do mundo. É verdade que a carne dele é tóxica, mas a toxicidade pode ser eliminada com um longo processo de preparo que eles fazem na Islândia. As vísceras são removidas e a carcaça do tubarão é enterrada em solo arenoso por uns três meses, numa cova rasa pressioada por pedras pesadas, para drenar todos os fluidos da carcaça. Depois é desenterrado, lavado, cortado em tiras e pendurado para secar ao ar livre por mais vários meses (isso é feito nos meses de inverno e o frio não deixa a carne estragar). Por fim, é comido em pedacinhos, geralmente cru. Dizem que tem um odor de amônia e de peixe fortíssimo e insuportável, e só os islandeses conseguem comer, ou mesmo engolir sem vomitar.

  4. Tubarões da Groenlândia, tubarões da Groenlândia, tubarões da Groenlândia,,,, tubarões da Groenlândia. Vai ser pedante e repetitivo deste jeito na Groenlândia!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here