Pesca ilegal, os abusados chineses no Atlântico Sul

12
929
views

Pesca ilegal, os abusados chineses: na Argentina um pesqueiro é metralhado e afundado. No Brasil, pesqueiro chinês investe contra brasileiro

Há muito que o Mar Sem Fim destaca a postura fora da lei da China com relação à pesca mundial. O país parece saber que os Oceanos não  sensibilizam o grande público. A verdade, infelizmente, é que os mares estão sempre a reboque no que diz respeito às preocupações da opinião pública, de modo que o país abusa da cara-de-pau sabendo que não será censurado. E transforma o alto- mar numa terra de ninguém onde impera a bestialidade, apesar de dezenas de acordos internacionais que assinou e não cumpre. E, na maioria dos casos, o grande público sequer fica sabendo que isso acontece e é frequente. Por isso hoje vamos de pesca ilegal, os abusados  chineses.

imagem de atum capturado pela pesca ilegal
Pesca ilegal, os abusados chineses. Os atuns são as maiores vítimas, mas não as únicas.

No Brasil, jornais e revistas deixaram de cobrir assuntos como esse depois da ‘crise da imprensa’. Um erro ainda maior que o primeiro: não ter se preparado melhor para a concorrência com a net.

Pesca ilegal, os abusados chineses: vamos aos fatos no Brasil

Infelizmente os chineses pisaram em seu glorioso passado com os oceanos. A saga de do almirante eunuco Zheng He, elevando o nome da China, foi apequenada pelo governo da República Popular da China. O país entrou para a turma de cafajestes. Hoje, lidera o grupo. Vejamos. Nesta mesma Primavera um pesqueiro Chinês chocou-se de propósito contra um barco brasileiro, a 100 milhas de Fernando de Noronha, portanto, em águas brasileiras onde ele não deveria estar. Ambos pescavam atuns. O Chinês, sabendo ser maior, sem avisar  investiu contra o barco do Rio Grande do Norte, abrindo um rombo no casco, a meia nau, que poderia tê-lo afundado. Por sorte, conseguiram voltar para o porto. No mesmo período a Armada Argentina flagrou um pesqueiro chinês em suas águas territoriais. Não teve dúvidas, metralhou-o até afunda-lo.

imagem e barbatana de tubarão cortada pela pesca ilegal
A pesca ilegal é responsável pela morte de até 100 milhões de tubarões por ano! E tudo para fazer sopa de barbatana! Foto: revistapescaecompanhia.com.br.

Assista ao vídeo feito pela tripulação do barco atingido

Pesca ilegal, os abusados chineses: na Argentina

Ah, desta vez nossos hermanos foram impecáveis. Deram um coro nos cafajestes do mar. Botaram seu navio a pique. Quem conta é o elpais.com: “Mauricio Macri já tem sobre a mesa seu primeiro grande conflito internacional. Justamente com um parceiro estratégico fundamental: a China.”

imagem de navio argentina que abateu um navio de pesca ilegal chinês
Pesca ilegal, os abusados chineses. O quiprocó no Sul foi pra valer!

“A Armada Argentina abriu fogo até provocar o naufrágio de um barco de pesca chinês que havia chegado muito perto da costa argentina para procurar lulas (os tripulantes conseguiram escapar em botes salva-vidas e o capitão foi preso). Há alguns dias já havia ocorrido disparos de advertência de um navio contra outro pesqueiro chinês. A Argentina está acostumada a ver embarcações estrangeiras, especialmente asiáticas, em águas internacionais perto da sua costa. Mas até agora não havia acontecido nenhum conflito desse calibre.”

Vejam a ousadia, os chineses haviam sido advertidos, e mesmo assim um deles foi em frente, entrou em águas estrangeiras para roubar  lulas portenhas!

Perseguição em alto- mar

“O barco chinês estava dentro das 200 milhas argentinas, quando foi dada a ordem para desligar os motores. Em vez de parar, ele começou uma fuga, o que deu início a uma perseguição.” Cena de ficção científica? Filme de James Bond? Não, cena da realidade marinha no século 21. “Poucos minutos depois, segundo afirmou ao EL PAÍS a mesma fonte oficial, o navio argentino conseguiu se aproximar do barco chinês. O capitão deste último iniciou uma marcha à ré com o objetivo de provocar uma colisão que “teria causado uma tragédia”. E, então, o cafajeste recebeu o que merecia, ou você acha que a Armada foi rigorosa demais?

Histórico chinês

A ficha do País é coisa de casca- grossa.  A China, maior emissor do planeta, constrói ilhas em cima de corais para aumentar seu território, e cercar áreas de influência. Destrói o mais importante ecossistema marinho, já suficientemente ameaçado.   É condenada pela Corte de Haia, mas não toma conhecimento. O país é denunciado como corruptor nos órgãos internacionais de que participa, como a Comissão Internacional para a Preservação do Atum Atlântico, órgão que regula a pesca de atum no mundo. Agora a coisa começa a mudar. Alguns perderam a paciência, “a Indonésia explodiu centenas de embarcações que pescam ilegalmente nas suas águas. A Argentina afundou um navio chinês ilegalmente pescando em suas águas passado. E a África do Sul continua a brigar com Pequim sobre as práticas de pesca. Recentemente, o Equador convocou o embaixador chinês a condenar a pesca da China no território marítimo equatoriano após a captura de 300 toneladas de peixes de origem ilegal.” Como se vê, a China não se emenda. 

Repercussão na mídia

Ao contrário da nossa, a mídia internacional, seja os veículos tradicionais como The Guardian, ou New York Times, ou os inúmeros sites, todos acompanham. O World Ocean Review diz que ” Em muitas regiões marítimas do mundo, a pesca ilegal contribuiu maciçamente para o esgotamento dos recursos, especialmente nas águas costeiras dos países em desenvolvimento.”

Importância da Marinha do Brasil

Relembrando o que escrevemos recentemente: “Para nós do Mar Sem Fim é um alívio saber que nossa frota consegue se adaptar às circunstâncias. Apesar da crise, ela cresce mesmo assim. Ou, se não consegue crescer aumentando seu poder de fogo, é fato que ela não se deixa sucumbir. Navios e submarinos são equipamentos caros, sim. Mas extremamente necessários para a marinha que criou a Amazônia Azul, área equivalente a Amazônia, a Marinha do Brasil. A ela  compete a difícil tarefa de garantir que os recursos de nossa Zona Econômica Exclusiva (4,5 milhões de quilômetros quadrados) estejam protegidos da interferência estrangeira, da pesca predatória, etc.”

Desejamos boa pontaria aos artilheiros da MB no próximo, e inevitável, encontro com os piratas do mar.

A animação abaixo é bem feita e explica os malefícios da pesca ilegal:

Fontes: https://brasil.elpais.com/brasil/2016/03/15/internacional/1458071690_194944.html?id_externo_rsoc=FB_CC&fbclid=IwAR3ioabwv50_AAdYZGsuhkXIY437USxZDED7H6THkO090isCW2ZF4Lfo_uY.

Conheça os muitos países que já aboliram o plástico de uso único

Repórteres do Mar

O Mar Sem Fim quer a sua colaboração. Não é possível estar em todos os lugares ao mesmo tempo e, com a sua ajuda, podemos melhorar ainda mais o nosso conteúdo. Saiba como colaborar com o Mar Sem Fim.

Comentários Comentários do Facebook

12 COMENTÁRIOS

  1. E nossas otoridades não tinham nem um teco teco para atacar os chineses ou será que propinas rolam até em alto mar. Só um F5 já dava para fazer um bom estrago ou faltou peito????

  2. Parabéns aos argentinos. Respota correta.
    Por isso mesmo o governo brasileiro deve tratar da mesma forma: invadiu, deve ser afundado. Simples assim. Vão aprender a não fazer mais isso.

  3. Gente, temos que trabalhar com a cabeça, eles usam as barbatanas como sendo afrodisíaco, então façamos propaganda de quem usa estas partes dos peixes na realidade são uns “broxas” não tem virilidade e precisam usar de subterfúgios, vamos fazer propaganda de quem usa tais pratos é fraco, com certeza não vão querer se expor a ridículo!!

  4. Chinêses,
    Praga do mundo. Não comem o capeta por não é visto por êles. Povo feio.Não respeitam nada !Achei que os mulçumamos dominariam o mundo…mas é essa praga dos olhos rasgados. Desgraça do mundo:CHINESES

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here