Mistérios dos oceanos: mais uma descoberta

0
204
views

Mistérios dos oceanos: animal descrito há um século é redescoberto

Mistérios dos oceanos: uma espécie de larva marinha está excitando os cientistas mundo afora. Matéria da National Geographic dá conta da descoberta desta criatura “estranha e evasiva” que não é vista desde que foi descrita em 1900. O misterioso animal foi coletado por um veículo operado remotamente na baía de Monterey, na Califórnia, por cientistas do Monterey Bay Aquarium Research Institute. A criatura translúcida tem cerca de três e meia polegadas de comprimento.

A revista diz que

o animal estava rodeado por uma casa de proteínas e celulose que tinha vários metros de diâmetro. Um tipo de larva. A criatura produz essas casas descartáveis ​​para capturar minúsculas partículas de alimento na água e filtrá-las. Depois o animal descarta estes nutrientes depositando-os no fundo do mar. Em seguida, constrói uma nova casa ao redor de si, às vezes em questão de horas.

Nova espécie da ordem Bathochordaeus charon

Trata-se de  uma espécie misteriosa de apendicularias, classe de animais marinhos planctônicos presentes em todos os oceanos. Segundo a NT,

os cientistas  confirmaram que a criatura é uma segunda observação da espécie Bathochordaeus charon. O primeiro avistamento do animal foi descrito em 1900 e foi baseado em um espécime encontrado na década de 1890.

Alice Alldredge, professor da biologia na universidade de Califórnia, Santa Barbara, informou que

Mistérios dos oceanos, imagem de uma larva marinha
A larva marinha recém descoberta.

esta é uma descoberta agradável, e o papel diz que têm a evidência genética que distingue esta espécie de um congénere próximo

O site livescience.com também se animou com a descoberta

As casas de muco são produzidas por animais parecidos com girinos, não muito maiores que o seu dedo indicador. Quando as gotas caem para o fundo do mar, pequenas criaturas e outras partículas de alimento ficam presas ao muco e acabam no fundo do oceano. Durante anos os cientistas têm observado cargas de vida no fundo do oceano. Mas eles não foram capazes de encontrar comida suficiente – carbono – para suportar toda a vida. Esta descoberta pode ajudar a preencher essa lacuna.

E prossegue

Os animais responsáveis ​​pela fabricação de platinas são chamados de larvaceanos gigantes. Eles criam uma teia de muco com cerca de um jarda de diâmetro. Sentam-se no meio da casa e usam-na para filtrar o alimento que é pequeno bastante para que o comam. Partículas maiores ficam presas ao exterior desses filtros que, após algum tempo, ficam obstruídos. Então o animal abandona esta casa. Ela então começa a afundar, pegando mais partículas, é uma bomba de carbono (ou seja, alimento) que afunda rapidamente

Conheça outras espécies recém descobertas.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here