Iceberg gigante ameaça fauna da ilha Geórgia do Sul

1
3359
views

Iceberg gigante ameaça fauna da ilha Geórgia do Sul

Ele se soltou da plataforma de Larsen em julho de 2017. Provocou espanto no mundo por seu tamanho, na época calculado em 5.000 mil km2, correspondendo ao tamanho de Brasília. Mais tarde, em 2020, foi dado o alerta que a gigantesca placa de gelo se dirigia ao mar aberto. Agora o iceberg gigante ameaça a ilha Geórgia do Sul.

mapa com localização de iceberg gigante
Vsto do espaço, A68a tem a aparência de uma mão com o dedo indicador estendido. Imagem, www.bbc.com/.

Iceberg gigante ameaça a fauna da ilha Geórgia do Sul

The Guardian: “Um enorme iceberg da Antártica do tamanho de um pequeno país está se dirigindo para a ilha da Geórgia do Sul com a preocupação de perturbar a economia do território britânico e sua vida selvagem.”

Neste momento o iceberg que tem 200 metros de espessura está a cerca de 500 km da Geórgia do Sul. Segundo o Guardian, ‘o iceberg tem quase o mesmo tamanho da ilha’.

A BBC diz que “há uma grande possibilidade de que o iceberg agora possa aterrar e se ancorar na costa do paraíso da vida selvagem. Se isso acontecer será uma grande ameaça para os pinguins e focas locais.”

A Geórgia do Sul é famosa por sua beleza, pelas colônias de albatrozes, e também por abrigar grandes colônias de pinguins-rei e focas. O receio dos pesquisadores é que estes animais possam ser prejudicados se o iceberg encalhar próximo à ilha.

Os impactos na fauna

O professor Geraint Tarling, do British Antarctic Survey, disse à BBC que está preocupado com o potencial do iceberg de impactar a Geórgia do Sul. “Um iceberg próximo tem implicações enormes para onde predadores terrestres podem ser capazes de forragear. “

Dependendo de onde encalhar, o iceberg gigante pode atrapalhar a rota de alimentação dos animais.

“Quando você está falando sobre pinguins e focas durante o período que é realmente crucial para eles – durante a criação de filhotes – a distância real que eles têm que percorrer para encontrar comida realmente importa. Se eles tiverem que fazer um grande desvio, isso significa que não vão voltar para seus filhos a tempo de evitar que morram de fome nesse ínterim.”

imagem de pinguins e focas na Geórgia do Sul
A fauna ameaçada.

E a fauna não é a única preocupação. A ilha é também um polo pesqueiro importante que também pode ser afetado dependendo do lugar em que fique preso caso não haja mudanças de rota.

Mas também há aspectos que podem ser positivos.

Fertilizando o plâncton ao redor da Geórgia do Sul

Os icebergs trazem consigo enormes quantidades de poeira que fertilizarão o plâncton oceânico ao seu redor. Este benefício irá então se espalhar pela cadeia alimentar. O plâncton é um dos organismos primários do oceano, eles formam a base de praticamente todas as redes alimentares oceânicas.

Ou esmagando as criaturas que vivem no fundo do mar

De todo modo, alertam os pesquisadores, ao se aproximar, o iceberg também pode provocar estragos ao subsolo marinho ‘esmagando todas as criaturas que vivem no fundo do mar’.

Iceberg preso por dez anos?

“Os ecossistemas podem e irão se recuperar, é claro, mas há o perigo de que, se este iceberg ficar preso, possa permanecer lá por 10 anos”, disse o professor Geraint Tarling do British Antarctic Survey (BAS).”

“E isso faria uma grande diferença, não apenas para o ecossistema da Geórgia do Sul, mas também para sua economia”, disse à BBC News.

Ainda não está certo que o iceberg encalhe na região da Geórgia do Sul

O Dr. Peter Fretwell, especialista em mapeamento e sensoriamento remoto da BAS, disse que “embora as imagens de satélite sugiram que o A68a (nome dado ao iceberg gigante) está em um caminho direto para a Geórgia do Sul, ele ainda pode escapar da captura. Tudo é possível.”

Para tirar a dúvida, agora os pesquisadores pedem à Agência Espacial Europeia para obter mais imagens de satélite, particularmente de seu par de naves de radar Sentinel-1.

Imagem de abertura: Getty Images

Fontes: https://www.bbc.com/news/science-environment-5479803; https://www.theguardian.com/environment/2020/nov/04/giant-antarctic-iceberg-on-collision-course-with-british-territory-of-south-georgia?fbclid=IwAR3f6Fd3vb3FicMQPJwHfP-ymGbEQXoJ2KDHVMHF7vBCreCmcZ61nYxJLaI.

Boto-cor-de-rosa ganha mais uma ano de sobrevida na Amazônia

Repórteres do Mar

O Mar Sem Fim quer a sua colaboração. Não é possível estar em todos os lugares ao mesmo tempo e, com a sua ajuda, podemos melhorar ainda mais o nosso conteúdo. Saiba como colaborar com o Mar Sem Fim.

Comentários Comentários do Facebook

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here