Carta Aberta à Ministra do Meio Ambiente

10
791
views

Carta Aberta à Ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira

Carta Aberta à Ministra do Meio Ambiente: confira na íntegra a Carta que João Lara Mesquita escreveu para a Ministra Izabella Teixeira e que também foi publicada (23.09.15) pela Folha de São Paulo.

carta aberta à ministra do meio ambiente, Izabella Teixeira

Ministra:

Há dois anos iniciei uma série de documentários na TV Cultura, Mar Sem Fim, no ar aos domingos, 19 horas, para mostrar as 59 Unidades de Conservação federais marinhas.

Queria chamar a atenção sobre a importância da zona costeira, enquanto mostrava as poucas UCs marinhas que “protegem” só 1,5% deste espaço.

Já visitei 52, das 59 existentes. Estou chocado.

Ministra, as UCs federais não passam de engodo, mais uma mentira dos tempos da ‘ética’ da companheirada petista. 

A Senhora não se envergonha? A maioria não tem barcos! Como fiscalizar o bioma marinho sem barcos?? Das 52 visitadas, 33 não têm Plano de Manejo, apesar da Lei do SNUC (Sistema Nacional de Unidades de Conservação) exigir o documento no máximo cinco anos após sua criação!

Carta Aberta à Ministra do Meio Ambiente: UCs com até 300 mil hectares têm apenas um servidor!

Que palhaçada é essa?

Por acaso uma disputa macabra com sua destrambelhada chefe para saber quem é pior? Se Dilma, ou sua apagada passagem pelo MMA?

Vou lembra-la: frágil, assolada por ventos, ressacas, ondas e correntes marinhas, a zona costeira abriga os mais importantes ecossistemas que dão vida ao que vulgarmente chamamos ‘mar’.

É ali que começa 90% da cadeia de vida marinha. Nos mangues, zonas de arrebentação, costões rochosos, estuários, etc.

A Senhora sabe, a população mundial é de 7 bilhões de pessoas. Mais da metade mora nesta mesma região, diminuindo os espaços disponíveis, e tornando os que sobram presa frágil da especulação imobiliária. 

Esta poderosa força tem destruído a beleza da paisagem e tragado inúmeros ecossistemas costeiros.  

Cidades crescem em cima de manguezais, aterrados para dar lugar a novos bairros. 

Os estuários, poluídos pela descarga de esgotos, resíduos tóxicos de polos industriais, ou  agrotóxicos usados na agricultura, agonizam.

Os corais, o mais importante ecossistema marinho, estão ameaçados pela ‘mancha branca’, consequência do aquecimento global. 

No Brasil, como a Senhora sabe, além dos corais de Abrolhos, atingidos  por esta doença, houve grande destruição de corais provocado pelas caieiras até a década dos setenta, do século passado. 

‘Caieiras’ eram fogueiras feitas nas praias com pedaços de corais amputados, arrancados a golpes de picaretas, marretas, e até  tratores com correntes. Em seguida, quebrados em pequenos pedaços, misturados com madeira, ardiam em fogo até sua transformação em cal. O produto era vendido para a construção civil, ou usado como corretor de solo nas plantações de cana-de-açúcar do Nordeste.

Carta Aberta à Ministra do Meio Ambiente: sem falar na contaminação por espécies exóticas, outra praga da globalização

E a sobrepesca? Que dizer do morticínio causado pelo arrasto, no Brasil praticado a menos de uma milha da costa, e sem fiscalização? 

A Senhora superou todos os ex- chefes do MMA. Sua gestão não é apenas apagada, é ruim, ausente: conhecendo esta realidade, não mexeu uma palha para muda-la.

Infringe a lei do SNUC, e faz o país passar vergonha ao não cumprir as metas de Aichi,

decisão adotada pela Conferência das Partes, da Convenção sobre a Diversidade Biológica, Nagoya, 1992. 

A décima primeira meta diz: “até 2020, pelo menos 10% de áreas marinhas e costeiras, especialmente áreas de especial importância para biodiversidade e serviços ecossistêmicos, terão sido conservados por meio de sistemas de áreas protegidas, geridas de maneira efetiva e equitativa…”

Carta Aberta à Ministra do Meio Ambiente: sua falta de iniciativa também pisoteia o artigo 225 da Constituição

Sua falta de iniciativa também pisoteia o artigo 225 da Constituição, parágrafo quarto  “a zona costeira é patrimônio nacional, sua  utilização far-se-á, na forma da lei, dentro de condições que assegurem a preservação do meio ambiente, inclusive quanto ao uso dos recursos naturais..” 

“…assegurem a preservação do meio ambiente”, Ministra!

Deixe a letargia de lado, e cumpra nossa Lei Maior.

Litoral Sul de São Paulo: ameaças no horizonte

COMPARTILHAR

Repórteres do Mar

O Mar Sem Fim quer a sua colaboração. Não é possível estar em todos os lugares ao mesmo tempo e, com a sua ajuda, podemos melhorar ainda mais o nosso conteúdo. Saiba como colaborar com o Mar Sem Fim.

Comentários Comentários do Facebook

10 COMENTÁRIOS

  1. Não tinha a mínima idéia sobre o Mar e unidades de conservação.. Após assistir todos episódios do mar sem fim, na Web e na TV, vi que o negócio está feio. Acompanho assídualmemte O programa, mas agora literalmente o bicho pegou Como
    J.L.M com sopapos com ICMBIO E A CARTA ABERTA A MINISTRA.
    Já estou antenado também com livro do JOÃO. A SAGA DO MAR SEM FIM.

    • Oi, Jair, obrigado pelo feedback. Quanto mais pessoas ficarem sabendo, melhor: aumenta a pressão. É disso que precisamos. Abraços e volte sempre!

  2. Olá João,

    Muito obrigado pelo desabafo. Você falou a verdade que fica entalada na nossa garganta, mas não podemos falar sem sermos perseguidos. O Pior Ministério do Meio Ambiente de todos os tempos. A Ministra fica porque serve aos interesses obtusos da chefe maior. O ICMBio que deveria tomar conta das unidades, é pouco a pouco desestabilizado, desestruturado e perde força. O ultimo Presidente do ICMBio geria menos que um Diretor “amigo” da Ministra. Sem dinheiro e direção, segue nossa natureza desgovernada!!!

    • Olá, Ricardo, muito obrigado pela mensagem. Pois é, a ministra parece que não gosta do ICMBio, dizem minhas fontes que ela “tem bode” desde a divisão do IBAMA. Quem sofre são nossas pouquíssimas áreas madrinhas protegidas. Um lástima esta postura, mas digna da chefe dela, a quem chamo de “a Destrambelhada”.Mais uma vez, obrigado pela mensagem e até breve. Volte sempre!

  3. Amigo João Lara Mesquita, Boa Noite,

    A nossa reunião do dia 15.09.2015 da RESEX foi um sucesso, estamos avançando.

    Estamos no aguardo do vídeo.

    Um abraço,

    Amaury de Carne de Vaca – GOIANA-PERNAMBUCO

    • Fico feliz de saber, Amaury, ainda não recebi este vídeo. Fique tranquilo, assim que receber será colocado na primeira página do site, e estará disponível na pag. do mar sem fim no you tube. É só entrar e baixar, caso não consiga, me avise. Abração

  4. Prezado João Lara….você é meu herói !!!!.
    Tento acompanhar seus programas na TV Cultura e concordo em quase tudo com suas opiniões e comentários.
    Agora, esta carta à “digníssima” ministra é perfeita.!!!! PARABÉNS.!!!!!
    Você verbalizou tudo (acredito até que poderia ser mais contundente ainda) a respeito desta senhora desprezível, mas que está em linha com a chefinha dela.

    Uma vez mais, PARABÉNS.! Sou um fã de sua luta pessoal, e agradeço pela educação que você nos proporciona através de suas imagens e falas sobra a lastimável situação das UCs marinhas desse nosso Brasil.
    E infelizmente acredito que as demais UCs “em terra” não devem estar muito melhores do que aquelas…

    Continue na luta, com nosso apoio e torcida por um futuro legal para nossas riquezas.

    Grande abraço.

    • Muito obrigado, Marcelo, e mails como o seu nos animam a continuar a luta. Precisamos fazer mais e melhor. E pressionar o poder público. Sem muita pressão, a coisa não anda…Conto com você na hora certa. Abraços

  5. Parabens Joao Lara Mesquita pela excelente iniciativa de mostar a este des-governo como se encontram
    as Unidades de Conservacao Federais Marinhas. Foi necessario um brasileiro como o Senhor, ardoroso pela conservacao do litoral brasileiro, mostrar a uma Ministra que nada sabe e que nada entende de meio ambiente, como se encontra no des-caso as areas de protecao marinha no Brasil. E de gente assim como o Senhor que o Brasil precisa!

    • Prezado João Carlos: muito obrigado pela mensagem. Apenas quero lembra-lo que, se não houvesse pessoas como você, de nada serviriam meus protestos. Somos uma força só, interligada pelos mesmos interesses. Vamos juntar mais pessoas a este grupo, única forma de sermos ouvidos. Abraço grande!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here