Barco de pesquisa e limpeza promete ser maior do mundo

10
5036
views

Barco de pesquisa e limpeza, financiado por milionário, promete ser o maior do mundo

O cara começou  como pescador. Depois, numa sensacional ascensão, tronou-se bilionário perfurando petróleo. O norueguês  Kjell Inge Røkke agora quer ajudar os oceanos. Ele está construindo um barco de pesquisa e limpeza que promete ser o maior do mundo!

Barco de pesquisa e limpeza terá 181 metros, e equipamentos de ponta

O  colossal super iate de pesquisa  está programado para ser lançado no verão de 2020. E dará aos pesquisadores ferramentas com que eles jamais teriam sonhado.

Barco de pesquisa e limpeza, ilustração do navio REV

Os equipamentos de bordo permitirão fazer medições da atmosfera. Ou até a 6.000 metros abaixo da superfície do mar – incluindo até 20 metros abaixo do assoalho marinho.

Minissubmarinos e drones a bordo

Minissubmarinos e drones, aquáticos e aéreos, também estarão no navio que ainda terá um auditório e sete laboratórios.

Coletando cinco toneladas de plástico por dia, com até 60 pesquisadores a bordo

Mas esta será sua capacidade mais emblemática. Talvez a mais urgente, quando se quantifica a bárbara quantidade de plástico que anualmente vai parar nos oceanos. A Onu diz que, “entre 22% e 43% do plástico usado no mundo inteiro são descartados em aterros (Produção mundial: 310 milhões de toneladas)”, e a Ellen MacArthur Foundation alerta que “pelo menos 8 milhões de toneladas de plástico- equivalentes a um caminhão de lixo por minuto vazam para os oceanos todos os anos“.

Barco de pesquisa e limpeza, ilustração do navio REV

Novas manchas no Ártico e no Pacífico

Para piorar, uma nova mancha de plástico foi descoberta no Ártico. E, numa área remota do Pacífico, também foi achada outra mancha de plástico, lixo humano e químico. O tamanho da nova prova de nossa omissão é estimado em 386,100 milhas quadradas, quatro vezes o tamanho do Reino Unido, ou  1,5 vezes o tamanho do Texas.

O super iate do ex-pescador Kjell Røkke será capaz de coletar e derreter até cinco toneladas de plástico todos os dias sem emissões nocivas.

Quem é Kjell Inge Røkke?

Dono de 67%  das ações públicas da Aker, um conglomerado  de transporte marítimo e de perfuração offshore, Rokke começou a vender peixe de um barco, em Seattle, antes de retornar à sua Noruega. Ali construiu uma frota e ganhou reputação como investidor corporativo implacável.

Em 2016, sua companhia diminuiu a exposição ao setor vendendo sua participação na empresa de pesca Havsfisk, o que o tornou ainda mais rico. Seu patrimônio, de acordo com a Forbes, é de US$ 2. 7 bilhões.

“O mar me deu grandes oportunidades. Sou grato por isso “

Foi o que declarou Røkke. Ele está financiando  o projeto  de seu próprio bolso, pagando uma soma desconhecida para a compra e manutenção da embarcação, bem como mantendo uma tripulação de 30 pessoas. A equipe de pesquisa poderá contar com até 60 pessoas.

Cientistas e pesquisadores marinhos serão convidados a estudar e inovar em questões como mudanças climáticas, sobrepesca, poluição  e extração, de acordo com a proprietária Rosellinis Four-10, uma subsidiária da empresa familiar Røkke TRG.

E o cara fez bem feito!

De acordo com VARD, a fabricante, “o desempenho ambiental era importante no projeto da embarcação. O REV será equipado com um “sistema de leme de recuperação de energia, motores de velocidade média, um sistema de propulsão diesel-elétrico de transmissão direta com pacote de bateria e um sistema de limpeza de exaustão”. Um sistema de gerenciamento de energia também ajudará a equipe a diminuir a pegada de carbono”.

Barco de pesquisa e limpeza, ilustração do navio REV

“Quero devolver à sociedade a maior parte do que ganhei”

Røkke disse à publicação Aftenposen de Oslo: “Quero devolver à sociedade a maior parte do que ganhei. Este navio faz parte disso … o mar cobre 70% da superfície da Terra e não é muito pesquisado “.

Que o exemplo gere frutos, é o desejo do Mar Sem Fim. Assista ao vídeo e agradeça Røkke.

E aqui um curto filme conta a história:

Fonte: www.aftenposten.no; http://www.vard.com.

Ilha de Páscoa, autodestruição, parábola de nossa época

COMPARTILHAR

Repórteres do Mar

O Mar Sem Fim quer a sua colaboração. Não é possível estar em todos os lugares ao mesmo tempo e, com a sua ajuda, podemos melhorar ainda mais o nosso conteúdo. Saiba como colaborar com o Mar Sem Fim.

Comentários Comentários do Facebook

10 COMENTÁRIOS

  1. O ser humano é o vírus da doença da terra. Vai se reproduzindo até matar o hospedeiro, não sabe se controlar, não sabe cuidar de seu meio. A estupidez dos sistemas sem reciclagem e sustentabilidade vai nos matar, basta pensar que queimamos o ar que respiramos para obter energia. Oras, isso um belo dia acaba, a natureza se vinga. Já estamos sentindo os efeitos da febre desse organismo doente.

  2. Se houvesse mais ricos com mentalidade semelhante teríamos um incremento valioso na batalha contra a degradação do meio ambiente.Que tal vincular prêmios de loterias a ações deste tipo ?

  3. Excelente, mas…
    Por mais espetaculoso que seja, se recolher 5 Ton/dia todos os dias do ano, serão 1.285 Ton/ano, ou apenas 0,02% do que é despejado anualmente.
    Precisamos mais 4.382 barcos com essa capacidade de limpeza apenas para deixar de aumentar a sujeira.
    Sugiro começar uma lista para juntar 4.382 bilionários.

  4. Bastante sensato uma pessoa que conseguiu se tornar bilionário graças ao mar e agora quer retribuir utilizando os seus recursos financeiros para contribuir na limpeza do mesmo.
    Mas tem milionário que pensa que vai levar toda a sua fortuna para o túmulo ou para a vida além.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here