Viagem da Kika, diário de bordo Nº 4

2
295
views

Viagem da Kika, diário de bordo Nº 4

O site Mar Sem Fim está acompanhando a viagem de veleiro da Kika, Francisca Przirembel Angeli, amiga que resolveu dar um tempo e velejar pelo mundo. Este é seu terceiro relato. Neste texto ela conta sobre mais  mudanças em sua rota.

BRITISH VIRGIN ISLANDS- com objetivo de curtir a vida

Conhecer as Ilhas Virgens Britânica a bordo do Brunello com o Pedrão foi um deleite para os sentidos. Daquelas situações que a gente se entrega sem medo de ser feliz, onde reina o conforto e o prazer. Depois da travessia espartana do Atlântico, comendo enlatados todos os dias, o contraste foi radical. No passado eu sempre velejei correndo regatas, onde o desempenho é o principal objetivo, hoje meu desejo é viajar curtindo o caminho, os lugares e as pessoas por onde passo.

Viagem da Kika
Norman Island

Num super yacht a energia é gerada constantemente, portanto não há restrição de consumo para o conforto dos passageiros. No Brunello a experiência gastronômica é muito valorizada, todos os alimentos como pães e massas são preparados a bordo. Na cozinha usam o sistema “sous vide” onde os alimentos são lacrados a vácuo e o cozimento é feito na água. Eu era uma tripulante café com leite, de vez em quando ajudava a chef na cozinha. Me instalei na “senzala” com a tripulação e fui acolhida com muito carinho e bom humor.

As Ilhas Virgens Britânicas- no lugar certo

Nas Ilhas Virgens Britânicas tudo está bem organizado para quem quiser alugar um veleiro sem tripulação, há poitas disponíveis e guias para uma navegação segura. As ilhas são bastante próximas entre si, o canal principal entre elas se chama Sir Francis Drake, nome do famoso pirata bancado pela coroa inglesa na época colonial. Na turma da faculdade meu apelido é Drake, era portanto uma íntima confirmação que estava no lugar certo. Ancoramos cada noite num lugar diferente, as ilhas são lindas, a água é de uma transparência turquesa de arrepiar. Praias de areia branca, costeiras de pedra, matas preservadas e points badalados, tem para todos os gostos.

Pedrão, comandante que recebe de braços abertos

Pedrão é um comandante experiente e um amigo generoso, além de me receber de braços abertos e me mimar, me deu vários conselhos para a nova etapa de vida “easy rider”.

Viagem da Kika, diário de bordo Nº 4,
A tripulação do Brunello

Do Caribe para Ushuaia

Do Caribe voei `a Ushuaia para visitar minha filha Samanta e o namorado Igor Bely, que recém voltavam de um charter na Antártica. Estamos a bordo do Kotik, um veleiro de aço construído por Oleg e Sophie Bely no final da década de 80 no Brasil.

Da cidade do fim do mundo `a cidade “más ayá del fin del mundo” (Puerto Williams) vou me preparando para a próxima aventura, encarar o Pacifico com Sophie a bordo do veleiro do George…

Acompanhe outros relatos da Kika.

COMPARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Achei incrível conhecer esse cotidiano da navegante Kika! Diga à sua filha, Kika, que conheci o namorado dela com dois anos de idade a bordo do Kontik, quando gravei um Globo Repórter com Oleg e Sophie sobre navegantes, em 1986, se não me engano. O programa foi dirigido pelo Jorge Bodanski, tentamos entrar mar adentro a partir da ilha Grande, para mostrar como seria um tempo virado a bordo, e quase morremos de enjoo (a equipe da Globo, o câmera era o Foguinho (Amâncio Luiz Ronque). O Igor corria pelo veleiro com as pernas um pouco arqueadas, porque aprendeu a andar a bordo, se equilibrando com o movimento do mar. Beijo grande e boa sorte para todos! Solange Bastos

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here