Tesouro encontrado em Naufrágio do séc. XIX

0
3229
views

Tesouro encontrado em Naufrágio do séc. XIX: pepitas de ouro e moedas antigas

Tesouro encontrado: um navio recheado de tesouros jaz no leito do oceano Atlântico há mais de 150 anos. O casco afundado, na costa da Carolina do Sul, nos Estados Unidos, rendeu até agora 45 barras de ouro, 47 joias, mais de duas mil moedas de ouro e perto de 11.500 moedas de prata.

Tesouro encontrado, imagem de moedas em Tesouro valioso encontrado em Naufrágio

Outros itens foram recuperados, como um par de óculos e 60 fotografias antigas feitas em placas de vidro.

O naufrágio é de 1857

O navio, o SS Central America, partiu de Nova York em setembro de 1857 quando um furacão o afundou com 425 pessoas e toneladas de ouro californiano a bordo.

Depois que o descobridor original tornou-se fugitivo da lei em 2012, um tribunal de Ohio determinou um depositário judicial, Ira O. Kane, advogado e empresário de Columbus, encarregado de recuperar o máximo possível do tesouro para os credores e investidores. O depositário contratou uma empresa para revisitar o naufrágio.

Robôs recuperam peças valiosas

Desde abril, a companhia Odyssey Marine Exploration, de Tampa, na Flórida, vem utilizando um robô no local e já trouxe cinco barras de ouro pesando 30 quilos.

Até agora, a Odyssey já apresentou três relatórios mensais sobre suas tentativas de recuperação.

Os relatórios da Odyssey têm fotos coloridas do naufrágio e do tesouro encontrado. A maior barra de ouro recuperada até agora mede cerca de 25 centímetros, pesando dez quilos – somando US$ 415 mil pela cotação atual do ouro.

Entre as jóias está um anel de ouro com seis espirais entrelaçadas – criação comum de joalheiros séculos atrás, geralmente como alianças de casamento.

Tesouro encontrado, imagem de anel em Tesouro valioso encontrado em Naufrágio

Tesouro encontrado: cofre de ferro ainda no fundo do mar

Uma grande descoberta ainda enterrada no fundo do mar é um enorme cofre de ferro, cuja porta foi corroída depois de mais de um século na água salgada. A equipe dirigiu o grande robô, equipado com braço manipulador, para abrir a porta.

O cofre continha vários itens. Dois pacotes menores, amarrados com barbante cheios de papéis que serão estudados num laboratório de conservação. Uma pistola e duas bolsas de tecido de algodão muito bem embaladas, contendo moedas e pepitas de ouro.

Uma bolsa de tecido foi aberta revelando uma pequena fortuna em moedas de ouro conhecidas como águias duplas, cujo valor era de US$ 20 no século XIX. Hoje, moedas de procedência similar são vendidas entre US$ 9.500 e US$ 110 mil o exemplar. A bolsa continha 134 delas. Outro achado foi um sextante, equipamento de navegação utilizado na época.

Tesouro encontrado, imagem de parte de Tesouro valioso encontrado em Naufrágio

Conheça outras histórias de naufrágios.

Repórteres do Mar

O Mar Sem Fim quer a sua colaboração. Não é possível estar em todos os lugares ao mesmo tempo e, com a sua ajuda, podemos melhorar ainda mais o nosso conteúdo. Saiba como colaborar com o Mar Sem Fim.

Comentários Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here