Mais um navio encalha no porto de São Luís, MA

0
1832
views

Mais um navio encalha no porto de São Luís, MA

Em 2020, um navio da Vale encalhou no porto de São Luís, MA. O MV Stellar Banner carregava 294,8 mil toneladas de minério de ferro para a China. Desastres anteriores da Vale, como o rompimento da barragem do Fundão em Mariana em 2015 e da barragem em Brumadinho em 2019, ofuscaram este incidente. O primeiro desastre matou 19 pessoas e arruinou o rio Doce. O segundo, foi o pior desastre de mineração do mundo. Matou 270 pessoas, destruiu uma cidade e o rio Paraopeba. Assim, a poluição do MV Stellar Banner passou quase despercebida. Recentemente, em 7 de fevereiro, outro navio encalhou a caminho do porto da Alumar, em São Luís, apontando para problemas nos acessos aos portos do Maranhão.

Navio encalha no acesso ao porto de São Luís.
Imagem, Reprodução TV Mirante.

Navio mercante Forte de São Felipe, 229 metros de comprimento e bandeira brasileira, encalha

Segundo o Imirante.com ‘o navio mercante Forte de São Felipe, que tem bandeira brasileira e conta com 229 metros de comprimento, continua encalhado no litoral de São Luís. Não há previsão para retirada da embarcação. Após duas tentativas fracassadas, uma empresa privada deve apresentar um plano para desencalhar o cargueiro que está em um canal de propriedade privada que dá acesso ao porto da Alumar desde a manhã de 17 de fevereiro’.

Segundo o Imirante.com, a Capitania dos Portos do Maranhão (CPMA) informa que só vão remover o navio após a Elcano SA, dona da embarcação, apresentar um plano que deve ter licenças ambientais e a aprovação da Marinha.

No caso do encalhe do MV Stellar Banner a Vale não se pronunciou, muito menos a Marinha do Brasil

Tomara que seja mesmo assim. No caso do MV Stellar Banner,  desde que o acidente aconteceu, a responsável pela embarcação de triste memória em acidentes ambientais, a Vale, não se pronunciou, muito menos a Marinha do Brasil. Na época, o Mar Sem Fim ligou para o 4º Distrito Naval, responsável pela área do acidente para saber os motivos que levaram ao encalhe. Entretanto, apesar da insistência, não recebemos qualquer resposta. Assim, até hoje a opinião pública não sabe o que levou ao encalhe e consequente acidente ecológico em nossas águas territoriais.

afundamento do MV Stella Banner.
O afundamento do MV Stella Banner. Imagem, MB.

Houve falta de transparência, especialmente em relação ao mar brasileiro. “É comum vermos alguma negligência não intencional no litoral”, disse Alexander Turra, do Instituto Oceanográfico da USP, sobre as consequências desses eventos.

A situação do MV Stellar Banner terminou da pior forma, com o navio afundado carregando 294,8 mil toneladas de minério de ferro. Turra nos informou que o minério de ferro é muito tóxico para o ambiente marinho. Ao afundar, o minério se comporta como um aterro no fundo do mar, matando instantaneamente a vida marinha atingida.

PUBLICIDADE

Quatro anos após esse descaso, ocorreu outro encalhe nos portos do Estado. Até agora, conforme o Imirante.com, as autoridades portuárias não identificaram as causas ou os responsáveis pelo acidente. O resultado da investigação será divulgado em 90 dias.

O Forte de São Felipe está carregado com 22 mil toneladas de bauxita, um mineral utilizado na obtenção de alumínio.

Comunicado da empresa proprietária do navio

“Na tarde deste sábado (17), um de nossos navios, o Forte de São Felipe, encalhou na entrada do canal de acesso ao terminal de uso da Alumar, em São Luis (MA). O prático estava a bordo no momento do encalhe, e todas as medidas estão sendo tomadas para que a situação seja normalizada. Ressaltamos que o encalhe não apresenta risco para o meio ambiente e a comunidade. A tripulação e a estrutura do navio se encontram estáveis e em condições normais de operação. O ocorrido não impede o tráfego no canal. Estamos trabalhando para liberar a embarcação o mais rápido possível, com todas as medidas de segurança cabíveis.  Reafirmamos o nosso compromisso com os tripulantes, a comunidade, o meio ambiente e a segurança da navegação”.

Temos de ficar de olho no desenrolar do incidente

Os dois acidentes são muito semelhantes. Em ambos, a Marinha do Brasil assegurou que não haveria poluição. No entanto, o primeiro resultou em significativa degradação ambiental, embora muitos brasileiros não tenham tomado conhecimento devido à falta de transparência.

Até agora a grande mídia deu pouca atenção a mais este grave acidente. Sinal que devemos estar alertas para não permitir  outro caso igual ao do MV Stellar Banner, ao mesmo tempo em que é mister um pronunciamento da Marinha sobre eventuais problemas nos portos do Maranhão.

Assista e saiba mais

Navio com carga de bauxita está encalhado no litoral de São Luís #Bandjornalismo #jornaldanoite

Boa nova! Programa Vizinhança Solidária Ambiental em Caraguatatuba

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here