Peixes ameaçados de extinção, evite o consumo

0
1136
views

Peixes ameaçados de extinção, evite o consumo

Na cultura cristã, durante a Semana Santa – e, mais especificamente, na Sexta-Feira da Paixão – todos devem fazer jejum de carne vermelha. A tradição aumenta o consumo de peixes e frutos do mar em todos os cantos do mundo e preocupa os ambientalistas, já que, atualmente, são muitos os peixes ameaçados de extinção.

peixes ameaçados de extinção, imagem de peixes em barraca de feira

Guia de consumo sustentável

Pensando nisso, pesquisadores da Unimonte, em Santos, criaram o Guia de Consumo Sustentável de Pescados, a fim de indicar para o consumidor quais são os peixes que podem estar na mesa nesta Sexta-Feira da Paixão.

Atum, cação, abadejo, e lagosta: alguns peixes e crustáceos ameaçados de extinção

De acordo com o Guia, que ainda este ano deve ser reeditado, atum, abadejo, cação lagosta são algumas das espécies que devem ser evitadas. Devido ao excesso de pesca, elas já estão bem próximas de desaparecer. Carolina Bertozzi, do Projeto Biopesca, que participou da criação do Guia explicou: Somos nós que regulamos o comércio. Se mudarmos nossos hábitos de consumo, alteraremos também a dinâmica da pesca e espécies que foram exploradas durante décadas serão substituídas por outras não exploradas

Segundo a oceanógrafa, substituir os tipos de peixe da dieta não exige grandes sacrifícios do consumidor.

Sempre existe uma opção similar. Para os fãs do atum, por exemplo, há espécies de gosto semelhante que podem ser consumidas à vontade, porque são de regiões costeiras e, portanto, mais abundantes. A sororoca e a abrotia são bons exemplos

Outras espécies que também devem ser evitadas

São muitas, não necessariamente de mares brasileiros, mas aqui consumidas, entre elas o bacalhau, o salmão, a sardinha, o esturjão,  para citar apenas as mais conhecidas.

Outros cuidados na hora da compra

Também em função da Semana Santa, todo ano o Ministério da Pesca e da Aquicultura (MPA) lança materiais informativos, como folders e cartilhas, que trazem uma série de dicas para a compra de produtos frescos para comemorar o feriado.

Entre elas estão:
– verificar se a pele do peixe está firme, bem aderida e úmida;
– observar se os olhos estão brilhantes e salientes;
– verificar se as escamas não estão se soltando com facilidade;
– observar se as guelras têm uma coloração entre rosa e vermelho intenso;
– comprar, apenas, mariscos vivos e
– sentir o odor do pescado, que deve ser característico e não repugnante.

Fontes: Planeta Sustentável Abril; http://www.unimonte.br/sustentabilidade/guia-de-consumo-responsavel-de-pescados-16;

Conheça uma raia ameaçada de extinção encontrada no litoral paulista.

COMPARTILHAR

Repórteres do Mar

O Mar Sem Fim quer a sua colaboração. Não é possível estar em todos os lugares ao mesmo tempo e, com a sua ajuda, podemos melhorar ainda mais o nosso conteúdo. Saiba como colaborar com o Mar Sem Fim.

Comentários Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here