Tubarões monitorados por satélite, saiba porquê

0
589
views

Tubarões monitorados por satélite. Mapa acompanhará o movimento das espécies no Brasil

A equipe do projeto Ocearch está no Brasil para auxiliar pesquisas. Tubarões monitorados por satélite. Eles receberão marcadores e serão acompanhados.

O projeto científico acompanha em tempo real tubarões de várias partes do planeta. Agora, a equipe também vai monitorar as espécies que circulam pelo litoral brasileiro. O objetivo é acompanhar o comportamento desses animais e conhecer melhor a migração de diversas espécies.

 imagem de mapa mundi para Tubarões monitorados por satélite
Tubarões monitorados por satélite

A idéia foi idealizada por cientistas dos Estados Unidos e conta com um supernavio.

Tubarões são caçados por causa de suas barbatanas

A Ocearch investiga como fomentar políticas de conservação, combatendo a sobrepesca e ameaças a diversas espécies de tubarões. Uma das ações combatidas é o “finning”, quando o animal é descartado ainda vivo no mar após ter sua barbatana retirada por pescadores.

Na última semana de julho passado, a embarcação Ocearch iniciou a viagem pelo nordeste do país, começando por Recife, com o objetivo de estudar a população de tubarões-tigre presentes no litoral. O foco também será a prevenção de ataques, principalmente em Pernambuco. O estado registrou 59 ataques de tubarão, com 24 mortes, desde 1992.

No mapa abaixo é possível ver o percurso feito pelo tubarão “Anne Morrow”, que recebeu a marcação em maio deste ano durante passagem da expedição pelos Estados Unidos., imagem de mapa com tTubarões monitorados por satélite

200 tubarões já foram marcados

Ao menos 200 animais já receberam as marcações nos continentes africano, europeu e americano (Américas do Norte, Central e do Sul).

Os pesquisadores capturam os animais com a ajuda de lanchas. Depois levam até o barco principal, equipado com laboratórios, e instalam um micro-equipamento na nadadeira. Ela  deve permanecer no animal por, no mínimo, dois anos. Isso permitirá checar em tempo real o movimento do tubarão. O sinal é captado por satélite quando o espécime vai até a superfície.

Saiba onde é possível acompanhar os tubarões

No site da Ocearch há um grande mapa-mundi onde é possível observar e clicar em pontos coloridos, que indicam um animal já marcado por cientistas da organização em viagens anteriores. No site ainda não há nenhum ponto na costa brasileira. O trabalho de pesquisa e captura de tubarões ainda está na fase inicial.

No Brasil, o navio de pesquisa americano deve permanecer até 13 de agosto. A embarcação da Ocearch percorrerá águas de Pernambuco, Sergipe, Rio Grande do Norte, além do Arquipélago de Fernando de Noronha.

No Brasil damos um passo à frente, dois para tras

Enquanto esta pesquisa é realizada, no Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha restaurantes servem hambúrguer de tubarão. Estupidez como essa não tem rival.

Fonte: http://www.ocearch.org/#Home;

COMPARTILHAR

Repórteres do Mar

O Mar Sem Fim quer a sua colaboração. Não é possível estar em todos os lugares ao mesmo tempo e, com a sua ajuda, podemos melhorar ainda mais o nosso conteúdo. Saiba como colaborar com o Mar Sem Fim.

Comentários Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here