Submarino japonês poderá descer até 12 km

2
4306
views

Submarino japonês tripulado capaz de descer a profundidade recorde de 12 km

Com o objetivo de explorar o fundo do mar o Japão está desenvolvendo um submarino tripulado. O submarino japonês será capaz de submergir a uma profundidade recorde de 12 quilômetros.

submarino

Batizado de Dubbed Shinkai 12000

Batizado de Dubbed Shinkai 12000 o submarino será capaz de submergir abaixo do ponto mais profundo do oceano. Conhecido até o momento, o local mais profundo é a Fossa das Marianas, com cerca de de 11 kms. Segundo apontou a Agência Japonesa de Ciência e Tecnologia, que lidera o projeto, o veículo deve estar em operação até o final da década de 2020.

Missão do Submarino japonês: buscar recursos naturais

A missão do submarino será buscar recursos naturais e estudar organismos no fundo marinho. A cabine da tripulação será uma esfera de vidro endurecido de dois metros de diâmetro. E uma espessura entre 5 e 10 centímetros. O grande desafio do projeto será garantir a durabilidade do vidro, que em profundezas extremas pode se romper com um mínimo arranhão, explicou a agência.

O submarino  terá capacidade para seis tripulantes. Contará com banheiro e um espaço de descanso além de poder realizar missões de dois dias.

Conheça o antecedente, o submarino Kaiko

O pequeno submersível amarelo-canário, que poderia mergulhar mais fundo do que qualquer outro submarino, conduziu mais de 250 sondagens resultando na descoberta de 180 bactérias e 350 espécies biológicas, algumas das quais poderiam ser instrumentais em novas aplicações médicas e industriais.

imagem do submarino Kaiko
O Kaiko, em imagem deu site https://www.seikowatches.com/.

Perdido em meio de um tufão, o veículo não tripulado era operado por controle remoto, tinha apenas três metros de comprimento pesava 10,6 toneladas. O Kaiko desapareceu quando o cabo de aço que o unia à nave-mãe, Kairei, se rompeu em meio a um tufão no Pacífico. Apesar de projetado para flutuar na superfície da água e emitir um sinal de rastreamento quando estivesse á deriva, sua busca acabou encerrada em 2003.

“Kaiko resolveu muitos quebra-cabeças científicos que contribuem para o aprimoramento da humanidade, como já se viu em estudos em andamento por equipes de cientistas internacionais. Algo deve ser feito (para substituí-lo) ”, Satoshi Furuta, supervisor do Centro de Ciência e Tecnologia Marinha do Japão (JMSTC), o órgão governamental responsável pela operação do Kaiko.

Submarino Kaiko entra para o livro dos recordes em 1995

O Kaiko entrou para o livro dos recordes em 1995, quando mergulhou quase 11.000 metros no fundo do Challenger Deep – o trecho de oceano mais profundo do mundo – na Fossa de Maruyama, perto de Guam, no Pacífico ocidental.

Fontes: http://www.ipsnews.net/2003/07/science-japan-the-underwater-wonders-revealed-by-kaiko/; http://www.ipsnoticias.net/portuguese/2003/07/ambiente/as-maravilhas-submarinas-do-kaiko/.

Oceano Atlântico e Pacífico não se misturam, falso ou verdadeiro?

Repórteres do Mar

O Mar Sem Fim quer a sua colaboração. Não é possível estar em todos os lugares ao mesmo tempo e, com a sua ajuda, podemos melhorar ainda mais o nosso conteúdo. Saiba como colaborar com o Mar Sem Fim.

Comentários Comentários do Facebook

2 COMENTÁRIOS

    • Olá, Francisco, obrigado pela mensagem. Infelizmente nossas ‘otoridades’ não dão pelota para o mar e a zona costeira. É por isso que a especulação imobiliária está destruindo nossas praias, detonando ecossistemas costeiros, banalizando a linda paisagem marinha.Uma pena este descaso. Vamos deixar um osso roído para as futuras gerações. É inconcebível. Abraços, vamos em frente, acreditar é preciso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here