Sacolas plásticas estão proibidas em São Paulo

2
154
views

Medida já está valendo. Sacolas plásticas estão proibidas e são substituídas por reutilizáveis.

sacolas plásticas

A lei que proíbe estabelecimentos comerciais de São Paulo de distribuir as tradicionais sacolas plásticas brancas para os clientes embalarem suas mercadorias já está valendo na capital. A norma foi sancionada pelo prefeito Fernando Haddad no mês de janeiro, postergada para adaptação dos comerciantes para fevereiro e, finalmente, entrou em vigor neste início de abril.

A medida começou a valer a partir do dia 05 de abril de 2015. De acordo com a prefeitura, as sacolinhas convencionais já não devem mais ser encontradas em mercados da cidade .

Desde fevereiro de 2015, os supermercados deveriam estimular o uso de sacolas reutilizáveis padronizadas pela própria prefeitura, feitas com materiais resistentes e que suportam o transporte de mercadorias em geral.

“O que nós procuramos fazer é conciliar interesses contraditórios. É um modelo que atende a todos os envolvidos: a indústria produtora das sacolas que corria o risco de demitir trabalhadores, o consumidor que quer comodidade para carregar suas compras e o meio ambiente que não pode continuar a ser degradado”, afirmou Haddad.

As novas sacolinhas verdes ou cinzas serão usadas pelo consumidor para carregar as compras e depois deverão ser reutilizadas para descartar o lixo reciclável. A sacola verde não poderá ser usada para o descarte do lixo orgânico, que deverá ser depositado em sacos plásticos.

A nova sacola é feita de cana de açúcar, um material renovável. Suporta carregar até 10 quilos e é cerca de 40% maior que as sacolas atualmente distribuídas nos supermercados.  As novas sacolas são na cor verde e apresentam orientações sobre o acondicionamento adequado dos resíduos recicláveis.

Devido ao custo maior para os comerciantes, as sacolas verdes serão vendidas pela maioria das grandes redes de supermercado da cidade. Algumas delas, como Walmart, Extra e Pão de Açúcar, as comercializarão por R$ 0,08, enquanto outras, como Sonda, por R$ 0,10. Há também aqueles que já anunciaram a intenção de distribuir as sacolas gratuitamente.

novas sacolas plasticas

A lei de proibição do uso das sacolas comuns é de 2011. A resolução, porém, não chegou a ser regulamentada pela prefeitura, que, sem regras definidas, não promoveu a fiscalização. Em 2012, as sacolas chegaram a ser impedidas em supermercados, mas um acordo entre associações do comércio e o Ministério Público proporcionou seu retorno. Em novembro de 2014, porém, a Justiça de São Paulo atestou a constitucionalidade da lei.

Saiba também sobre os 12 lugares do mundo que proibiram ou taxaram o uso da sacolinha plástica.

COMPARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Finalmente um programa de brasileiro para brasileiro. Não precisa de maior elogio. O programa é impecável em tudo.

    GOSTARIA DE SABER SE CONHECEM ALGUMA PUBLICAÇÃO SOBRE A INVASÃO DOS “CARAS PÁLIDAS” USURPADORES DAS TERRAS DOS CAIÇARAS. Gostaria de conhecer de perto o problemas através de estudos. Para onde estão indo esses povos que só sabem pescar e viver do mar? Se prostituem nas cidades como os índios?

    • Olá, Jacirema, obrigado pela mensagem. Não conheço nenhum livro sobre o assunto. Mas aqui neste site vc tem carradas de informações a respeito. Quando aos caiçaras expulsos, eles normalmente vão para favelas nas cercanias das cidades próximas. abraços e volte sempre!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here