Resex Chocoaré-Mato Grosso e Gurupi-Piriá, no Pará

0
1497
views

Resex Chocoaré-Mato Grosso e Gurupi-Piriá, no Pará

Em visita a mais essas duas Unidades de Conservação paraenses – Resex Chocoará-Mato Grosso e Gurupi-Piriá, vimos na região da Resex Chocoaré-Mato Grosso áreas imensas, desmatadas para pasto mas, curiosamente, se vê muito pouco gado nelas. Já na enorme área da Resex Gurupi-Piriá nos deparamos, entre outros, com muitos problemas sociais. Confira!

Resex Chocoaré-Mato Grosso

Bioma: Marinho Costeiro

Área: 2.783,16 hectares

Criação: 13 de dezembro de 2002

PUBLICIDADE

Localização: Santarém Novo, Pará

Tipo: uso sustentável

A Resex Chocoaré-Mato Grosso tem apenas um analista ambiental, Maximiliano Niedfeld, e uma viatura. Apesar de ser do bioma marinho, esta é mais uma unidade que não tem sequer um barco. De acordo com o chefe da UC, a equipe ideal deveria contar com cinco analistas ambientais.

catador de carangueja na Resex Chocoaré-Mato Grosso

RESEX Gurupi- Piriá

Bioma: Marinho Costeiro

Área: 74.081,81 hectares

Localização: Município de Viseu, Pará

Criação: 20 de maio de 2005

Tipo: uso sustentável

Poucas vezes me emocionei tanto quanto nessa visita. É comovente o esforço feito pelas lideranças da Resex, assim como pela chefe, Cláudia Alves, para superar cada obstáculo no caminho. Sem recursos, num local extremamente pobre, a cidade de Viseu, no Pará, um dos piores IDHs (Índice de Desenvolvimento Humano) do Brasil, não sei onde eles encontram forças  para melhorar a qualidade de vida das  pessoas que dependem da Resex.

rio gurupi

Gurupi-Piriá: dois rios que atravessam a unidade

O nome incomum, Gurupi-Piriá, vem de dois rios que atravessam a unidade. O Gurupi faz divisa com o Maranhão, e o rio Piriá fica no lado oposto, ou seja, mais para o lado de Belém.

O mangue da reserva é espetacular. As árvores são enormes. Algumas têm mais de 20 metros de altura. Seus troncos são grossos, daqueles que três pessoas de mãos dadas não conseguem abraçar

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here