Ponte passa por baixo do oceano, venha conhecê-la

5
10792
views

Ponte passa por baixo do oceano para conectar dois países

Ponte passa por baixo do oceano: visitar a Europa geralmente envolve visitar vários países. A proximidade e as estradas em boas condições facilitam a programação da viagem. Foi o que levou à construção da colossal Ponte de Öresund.

Cercada pelo mar Báltico

Cercada pelo mar Báltico, a grande costa da Suécia parece, a princípio, bastante distante e difícil de ser penetrada. Mas, um pequeno trecho conhecido como estreito de Öresund, entre Suécia e Dinamarca, foi a luz no fim do túnel para concretizar esse desafio.

Ponte passa por baixo do oceano

Além de sua função geográfica, que liga as águas do Báltico ao mar do Norte, esse estreito passou a aparecer nos GPS como a única maneira de chegar à Suécia de carro para quem vem da Dinamarca.

Ponte de Öresund, a ponte que passa por baixo do oceano

A alternativa é a  Ponte de Öresund que conecta a cidade de Malmo, na Suécia, com a capital dinamarquesa, Copenhague. A ponte surgiu graças aos esforços de ambos os governos que iniciaram o projeto em 1991.

PUBLICIDADE

Ao longo dos 16 km de extensão, turistas e moradores são transportados para dois países diferentes por um caminho com partes subterrâneas e ao ar livre. Para utilizá-la, é preciso desembolsar 48 euros em um pedágio.

Ela disputa com a ponte Ponte Hong Kong- Zuhai- Macau, qual obra de engenharia que ‘doma’ o mar.

Outra possibilidade seria ir de trem

Existe outra possibilidade que seria ir de trem, uma ferrovia carrega passageiros pela mesma rota fazendo o itinerário bem mais rápido, mas sem a possibilidade de apreciá-la.

Confira abaixo cada detalhe da maior ponte combinada da Europa:

Ponte passa por baixo do oceano Ponte passa por baixo do oceano

Túnel para navios

Outra destas obras para ‘domarmos’ o mar teve sua aprovação na Noruega em 2021. Um túnel para navios, ou um atalho para as embarcações evitarem as traiçoeiras aguas do mar de Stadhavet, considerado um dos piores locais do mundo para a navegação.

Estas três obras gigantescas são filhas dos primeiros atalhos marítimos já construídos pelo homem: o Canal de Suez, e o Canal do Panamá.

Como destruimos o Guarujá

Comentários

5 COMENTÁRIOS

  1. João assisto o seu programa todos os domingos na TV Cultura de SP, gosto muito. Estou cursando Direito, e quando me formar quero especializar-me em Direito ambiental, sou totalmente a favor de ações que valorizam a preservação, sustentabilidade este é o meu foco.

    Parabéns pelo site e pelo programa Mar sem Fim.

    • Oi, Messias, muito obrigado pela atenção. Fico feliz de estar conhecendo tantos apaixonados que, como a gente, adotam a causa do mar. É de pessoas assim que precisamos. O maior problema ainda é a falta de informação generalizada sobre a importância do mar e da soba costeira. Bem- vindo ao time. Conte conosco! Abraços e até breve

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here