Santuário para tubarões no Caribe

0
929
views

Santuário para tubarões: Caribe cria quatro novos

Santuário para tubarões: os tubarões estão mais seguros no Caribe com o anúncio de quatro novos santuários para a espécie. O Primeiro Ministro de St Marrten anunciou que a a Zona Econômica Exclusiva de seu país está fechada para a pesca comercial dos tubarões. Além disso, Curaçao e Granada anunciaram que vão estabelecer este ano legislações que protejam os tubarões. As autoridades, e líderes governamentais, juntaram-se ao defensor, Sir Richard Branson, e outros peritos e representantes da Pew Charitable Trust, além de organizações não governamentais, para defenderem em uma conferência as novas áreas protegidas.

Mergulhos em santuário para tubarões  geram receitas

Pessoas de todo o mundo vêm para a nossa ilha para mergulhos com a nossa fauna marinha, incluindo tubarões e raias
disse Irania Arrindell, ministro do turismo, assuntos econômicos, transportes e telecomunicações de St. Maarten, que acrescentou
O santuário para tubarões em St. Maarten vai ajudar a assegurar a existência de nossas populações de tubarões para as gerações futuras, e continuar a beneficiar do ecossistema, e ecoturismo marinho de St. Maarten.

46,190 mil milhas de proteção aos tubarões

Santuário para tubarões , imagem de tubarão
Foto: uol com br
Os dois novos santuários para tubarões vão cobrir um total de 46,190 milhas quadradas (119,631 quilômetros quadrados), elevando o número total de santuários do Caribe para sete. Sir Richard Branson, fundador da Virgin Unite, declarou:
Aplaudimos as medidas tomadas pelos governos insulares do Caribe para conservar os tubarões em suas águas Para esses governos, tubarões valem muito mais vivos do que mortos Estamos muito satisfeitos e encorajados a ver esta ação ousada.. sendo tomada para proteger os ecossistemas do Caribe reforçando a indústria do ecoturismo.
O anúncio foi feito durante um seminário de três dias dedicado a conservação do tubarão, co-organizado pelo governo de St. Maarten, a Nature Foundation St. Maarten, a National Trust Bahamas, e The Pew Charitable Trusts.

Santuário para tubarões e o ecoturismo

No simpósio, líderes caribenhos tiveram a oportunidade de aprender com especialistas  globais, como Boris Worm, professor de biologia da conservação marinha da Universidade Dalhousie, em Halifax, Nova Scotia, e discutir a conservação do tubarão e o turismo.
Santuário para tubarões, imagem de mergulhadores observando tubarões
Foto: ipevs org br

14 santuários de tubarões no Caribe

Desde 2009, a Pew tem trabalhado com governos de todo o mundo para estabelecer novos locais protegidos. A criação destes santuários no Caribe aumenta o número total   para 14, abrangendo 6 milhões de milhas quadradas (15,5 milhões de quilômetros quadrados), uma área maior do que o Canadá.

Cretinice humana não tem limites: todos os anos cem milhões de tubarões são mortos para se tornarem sopa de barbatana

Em todo o mundo pelo menos 100 milhões de tubarões são mortos a cada ano na pesca comercial. Quase 30 por cento de todas as espécies de tubarões conhecidos, avaliadas por cientistas, estão ameaçadas de extinção. Os tubarões têm um papel importante na manutenção da saúde de todo o oceano, mas eles crescem e se reproduzem lentamente o que os torna particularmente vulneráveis ​​à sobrepesca. Autoridades em muitas nações costeiras e insulares reconhecem alto valor dos tubarões para a indústria do turismo de mergulho.

O Brasil na contramão: Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha vende hamburguer de tubarão!

Novo santuário para tubarões no Caribe

Enquanto no mundo todos as pessoas  protegem os tubarões criando santuários, no Brasil vende-se hambúrguer de tubarão  no Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha. É desanimador perceber o quanto estamos atrasados, na rabeira do mundo civilizado. Os tubarões são predadores do topo da cadeia alimentar. Matá-los significa descontrolar todo o ecossistema. Este crime imbecil precisa ter fim.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here