Cientistas desvendam mistério dos sons de pato no fundo do mar

0
1153
views

Cientistas desvendam mistério dos ‘sons de pato’ no fundo do mar

Cientistas desvendam mistério dos sons de pato no mar. O mistério do estranho som de um grasnar de pato emitido do fundo do oceano foi  resolvido: é uma espécie de “conversa” entre as baleias-de-minke.

O barulho  “bio-pato”

O barulho – apelidado de “bio-pato” – surge sempre no inverno e na primavera no Oceano Antártico. A sua origem é um mistério  desde a década de 1960.

Agora, gravadores acústicos revelaram que o som  é uma espécie de “conversa” entre baleias-de-minke, um mamífero típico da região.

As descobertas foram publicadas na revista científica Biology Letters.

PUBLICIDADE

“Foi muito difícil encontrar a origem do sinal”, disse a pesquisadora Denise Risch, do instituto US National Oceanic Atmospheric Administration (NOAA).

“Ao longo dos anos, houve várias hipóteses, mas ninguém conseguia mostrar realmente que era essa espécie que estava produzindo este som até agora.”

Cientistas desvendam mistério dos sons de pato no mar,foto de baleias-de-minke
Cientistas desvendam mistério dos sons de pato no mar. Cientistas acoplaram gravadores às baleias-de-minke para investigar o som

Cientistas desvendam mistério dos sons de pato no mar

O som estranho foi detectado pela primeira vez por submarinos há 50 anos. Na época, as pessoas que  ouviram ficaram surpresas ao descobrir que era muito parecido com o grasnar de patos. Desde então, essa frequência baixa foi gravada muitas vezes.

Várias explicações surgiram para o fenômeno – como a de que eles seriam emitidos por peixes ou embarcações.

Os pesquisadores dizem agora possuir “sinais conclusivos” de que o som é produzido pela baleia-de-minke.

Em 2013, gravadores de som foram colocados em duas baleias da espécie.

“Descobrimos que o som era produzido pelo próprio animal que estava carregando o gravador ou por outro animal da mesma espécie que estava ali perto.”

Os pesquisadores ainda não sabem exatamente como as baleias-de-minke emitem esse som. O que eles sabem é que os sons gravados foram produzidos quando os animais estavam próximos à superfície – antes de eles fazerem mergulhos profundos.

O objetivo dos pesquisadores agora é estudar mais esses animais, que são pouco conhecidos pela ciência, a partir dos sons capturados.

“Isso vai nos permitir identificar seus padrões migratórios – o exato momento em que os animais aparecem nas águas da Antártida e quando eles saem novamente.”

PUBLICIDADE

A equipe vai analisar dados de uma estação do Instituto Alfred Wegener, na Antártida, que vem gravando sons na região há anos.

Este não é o único mistério sonoro decifrado por cientistas nos últimos tempos.

Outro som estranho – uma baixa frequência conhecida como The Bloop, em inglês – também foi desvendado: era o barulho do gelo se partindo na Antártida.

Cientistas desvendam mistério dos sons de pato no mar, foto baleias-de-minke na Antártica
Pesquisadores agora querem entender melhor as baleias-de-minke

Rebecca Morelle

Repórter de Ciência da BBC News

Carcaça de baleia azul prestes a explodir no Canadá

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here