Manguezal e loteamento, Maragogi, AL

0
99
views

Manguezal é destruído em loteamento em Maragogi, Alagoas

O site Mar Sem Fim recebeu mais uma denúncia de prática ilegal em manguezal desta vez em Maragogi, Alagoas. Fomos conferir e é verdade. O jornal A Gazeta, de Alagoas, denunciou a ocupação. Os manguezais, por sua importância para a vida marinha, a proteção da costa, a avifauna, e ao sequestro de dióxido de carbono, causador do efeito estufa, é protegido pela legislação ambiental. Eles são considerados APPs, Áreas de Proteção Permanente e sua ocupação ou destruição é proibida. Só que como sempre, falta fiscalização.

A Gazeta dá conta que

As invasões continuam a todo vapor nos fundos das seis quadras do Loteamento Gamela de Barra Grande, bairro Atemar de Barros, em Maragogi, no Litoral Norte de Alagoas. As invasões ocorrem sem que os órgãos ambientais e o próprio município tomem providências para estancar as irregularidades.

Nenhuma novidade. Há anos este site denuncia a ocupação ilegal de manguezais em quase todo o litoral do país em especial no Nordeste, depois que a famigerada carcinicultura se instalou na região.

Manguezal
Foto: gazeta de Alagoas

Loteamento em Maragogi foi aprovado

A Gazeta diz que

O Loteamento Gamela de Barra Grande foi aprovado pelo município em março de 2002. Com o passar dos anos, porém, os fundos do loteamento foram sendo ocupados irregularmente e a faixa destinada à ciclovia, engolida. O mangue foi suprimido, queimado, aterrado. Nas áreas, surgiram casas, casinhas e casarões.

Alguns dos ocupantes são pessoas desempregadas, sem posses, como informa o jornal

Os invasores alegam que não têm mais condições de pagar aluguel porque foram demitidos pela prefeitura. Outros se acham no direito de ocupar e edificar, mirando-se no exemplo dos que invadiram e nunca foram punidos.

É sempre assim. Um faz errado, o outro se acha no direito de também faze-lo. Assim, aos poucos o Brasil vai perdendo este importante habitat.

Manguezal
Foto: Gazeta de Alagoas

Órgãos públicos de Maragogi foram avisados

Ainda segundo a Gazeta de Alagoas, o secretário municipal de Infraestrutura, Rildson Aquino, o “Sinho”

 afirmou que a prefeitura já tem conhecimento do processo de ocupação e que, hoje, fiscais da prefeitura vão notificar os invasores. Quem estiver regularizado, fica; quem não estiver, terá de sair. Vamos encaminhar denúncia ao Instituto do Meio Ambiente (IMA) e ao Ministério Público, afirmou Sinho.

Alguém acredita? Saiba mais sobre a importância dos manguezais.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here