Área marinha protegida, Inglaterra cria nova

0
372
views

Área marinha protegida, Inglaterra  vai proibir a pesca em um milhão de Km2, ao redor de suas ilhas oceânicas

Área marinha protegida: o jornal The Guardian , de 17 de setembro, traz uma matéria auspiciosa. A Inglaterra pretende proibir a pesca em áreas marinhas já criadas, como o gigantesco santuário das ilhas Pitcairn, de 2015, que tem 840.000 mil Km2; e em novas áreas marinhas protegidas que pretende criar ao redor de suas ilhas oceânicas do Atlântico Sul.

área marinha protegida, imagem de área marinha protegida no mar da Inglaterra
área marinha protegida. Foto: The Guardian

Santa Helena, ilha onde morreu Napoleão Bonaparte, é a nova área marinha protegida britânica

Agora Santa Helena, outra possessão inglesa no Atlântico Sul, e águas ao redor totalizando  445.000 km2, acaba de ser decretada como reserva marinha onde a pesca também está proibida. O local é habitat de baleias, vários tipos de tubarões, e uma infinidade de outras espécies.

Área marinha protegida, governo Inglês anuncia para breve mais duas: Ascensão e Tristão da Cunha

Ao mesmo tempo em que informou sobre a criação da nova área protegida de Santa Helena, o governo inglês adiantou que pretende fazer o mesmo em outras duas ilhas do Atlântico: Ascensão, até 2019; e Tristão da Cunha, até 2020. O anuncio da criação destas reservas mostra a importância do planejamento mesmo para um país rico.

área marinha protegida, imagem de mapa mostrando nova área marinha protegida
área marinha protegida. Mapa: mochilabrasil uol com br

Antes de decretar uma reserva é preciso estuda-la, definir o perímetro da proteção, providenciar recursos para sua criação e manutenção, etc. Infelizmente, planejamento não é o forte dos países abaixo da linda do Equador, como é o caso do Brasil. Por estes e outros motivos, não conseguimos avançar na proteção de nossa zona costeira que continua com míseros 1,5%  de áreas protegidas. O Brasil precisa definir uma agenda conforme este site já comentou.

Inglaterra festeja seu papel ao criar área marinha protegida

Enquanto patinamos, na Inglaterra Sir Alan Duncan, Ministro de estado para a Europa e as Américas afirmou:

Proteger 4 milhões quilômetros quadrados de oceano é uma conquista fantástica, convertendo nosso legado histórico em sucesso ambiental moderno

Inglaterra na liderança da conservação dos oceanos

O The Guardian explica que a pesca comercial será totalmente banida de Pitcairn, e em metade do santuário de Ascenção. A atividade de prospecção de petróleo também foi proibida nas duas reservas.

Joshua S Reichert, da Pew Charitable Trusts, que está trabalhando com os ingleses para monitorar Pitcairn, louvou a ação:

Ao proteger a grande variedade de vida marinha dentro destas águas ricas, o Reino Unido tem solidificado a sua posição como um líder na conservação dos oceanos 

O The Guardian encerra a matéria citando a sexta extinção

Esta semana os cientistas advertiram que a humanidade está dirigindo uma extinção sem precedentes das maiores criaturas marinhas, que pode afetar a ecologia dos oceanos por milhões de anos. Especialistas dizem que a grande necessidade para evitar estas perdas seria a criação de áreas marinhas protegidas em grande escala
Fonte: https://www.theguardian.com/environment/2016/sep/15/uk-to-ban-fishing-from-a-million-square-kilometres-of-ocean?CMP=share_btn_fb.
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here