ESEC do TAIM, RS, uma das belezas do litoral

0
1173
views

ESEC do TAIM, RS, uma das belezas do litoral

A Estação Ecológica, ou Esec do TAIM, RS, foi criada em 1986. Tem uma área de 11 mil hectares e, ao contrario do Parque Nacional da Lagoa do Peixe, todos os antigos proprietários foram indenizados. Com isto as praticas anteriores, como criação de gado, cultura de arroz  e reflorestamento, estão fora da unidade. Elas se restringem às suas fronteiras. ESEC do TAIM, RS, uma das belezas do litoral.

Assista ao documentário

A área que visitamos formou-se cerca de 12 mil anos atrás, quando os oceanos se retraíram, deixando surgir o que hoje  conhecemos como “planície costeira gaúcha”.

Na transgressão, ocorrida durante a última glaciação,  parte da água ficou retida na forma de uma sucessão de lagoas, lagunas, e banhados que se comunicam entre si (e algumas com o mar). Afora estas, uma longa linha de praia guarnecida por dunas frontais são a característica preponderante do litoral do Rio Grande do Sul.

Estação Ecológica do TAIM: primeiro episódio da série exibida pela TV Cultura, Mar Sem Fim – Unidades de Conservação

PUBLICIDADE

ESEC do TAIM, RS

Nome: Estação Ecológica do TAIM.

Bioma: Marinho – Costeiro.

Data da criação: Junho de 1986.

Localização: Planície Costeira Gaúcha, ao sul da cidade de Rio Grande, entre as lagoas Mangueira e Mirim.

Tipo: Proteção Integral.

Área: 11 mil hectares, abrangendo parte dos municípios de Rio Grande e Santa Vitória do Palmar.

Objetivo da UC: Preservação da natureza e realização de pesquisas científicas. É proibida a visitação pública.

Ameaças: Especulação imobiliária, agricultura, pecuária e silvicultura, no entorno; dentro de seus limites, a pesca predatória, incêndios, e o estabelecimento de flora exótica.

imagem de cisnes de pescoço negro na Estação Ecológica do TAIM, RS
Os Cisnes de pescoço negro são o símbolo da Estação Ecológica do TAIM

Região

O Taim faz parte de um sistema que garante, não só a vida de quem mora ao seu redor (são milhões de pessoas considerando que o sistema abastece cidades como Porto Alegre, Rio Grande e Pelotas, para citar só as maiores), mas também a vida animal e vegetal, promovendo ainda o sustento das populações através de atividades extrativistas, agropecuárias, de agricultura, silvicultura, etc.

Leia nosso relato sobre a visita à Estação Ecológica do Taim

Área de Proteção Ambiental da Baleia Franca

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here