Conheça o famoso navio fantasma americano, o Mary Celeste

3
41916
views

Desde 1872 até hoje, Mary Celeste é sinônimo de navio fantasma nos EUA

No dia 04 de dezembro de 1872 um veleiro de 31 metros foi encontrado navegando à deriva, ao largo das ilhas dos Açores, no meio do caminho entre Washington e Portugal. Seu nome virou sinônimo de navio fantasma, era o Mary Celeste.

A história começou no dia 05 de novembro de 1872, quando o veleiro deixou  o porto de Nova Iorque com destino a Gênova,  Itália. Contudo, o barco nunca chegou….

navio fantasma, imagem do navio Mary celeste
O navio fantasma.

Mary Celeste, navio fantasma à deriva

Quando a tripulação do navio Dei Gratia encontrou Mary Celeste à deriva e subiu a bordo, o cenário era intrigante. O veleiro estava em ótimas condições de navegação, com as velas içadas e  com apenas uma bomba de água funcionando. Tinha cerca de um metro de água nos porões. As escotilhas estavam todas abertas. O relógio não funcionava, a bússola e o sextante tinham desaparecido. O único barco salva-vidas  não estava a bordo.

Mary Celeste, abandonado pela tripulação?

Tudo indica que Mary Celeste foi abandonado por sua tripulação. A bordo também estavam barris de álcool no valor de US$ 80 mil, água e comida para cerca de seis meses de viagem. Entretanto, na ponte de comando os tripulantes do Dei Gratia não  encontraram os papéis do veleiro. Apenas o diário de bordo com o último registro do dia 24 de novembro de 1872, indicando a posição à 160 km a oeste dos Açores.

Nunca mais encontraram os 10 ocupantes – sete marinheiros, o Capitão Briggs, sua esposa e seus dois filhos.

Audiência em Gibraltar

Na primeira audiência, em Gibraltar, para investigar o que poderia ter acontecido, os representantes da investigação consideraram várias possibilidades de crime, incluindo motim por parte da tripulação, atos de pirataria por parte dos membros do Dei Gratia, entre outros motivos. Conspiração por parte da tripulação, para ativar o seguro da embarcação de forma fraudulenta foi um deles. No entanto, não  encontraram quaisquer indícios para apoiar essas teorias.

PUBLICIDADE

Um ano depois pescadores espanhóis recuperaram dois botes

Um ano depois, pescadores espanhóis recuperaram dois botes, um com quatro corpos, e outro, com um corpo e uma bandeira americana. Sem identificá-los, acabaram  enterrados em valas comuns. Nunca se soube se eram da tripulação do Mary Celeste.

Navio fantasma: origem de várias dramatizações em documentários

A história da descoberta do navio abandonado em 1872 deu origem a várias dramatizações em documentários, séries e filmes, e o nome do navio tornou-se sinônimo de abandonos inexplicáveis.

Conan Doyle escreveu uma história baseada no mistério

Em 1894, o britânico Arthur Conan Doyle escreveu uma história baseada no mistério, mas Doyle batizou o navio como Marie Celeste.

A pergunta que fica é: se o barco foi encontrado em boas condições de navegação, com água e comida para seis meses, por que foi abandonado pela tripulação? A resposta nunca saberemos com isso, nos Estados Unidos o Mary Celeste tornou-se sinônimo de navio fantasma.

Assista ao vídeo sobre um mergulhador canadenses que insiste em ter encontrado o navio

MARY CELESTE - GHOST SHIP - The Mystery of the Mary Celeste

Conheça o náufrago que sobreviveu 133 dias numa jangada até seu resgate no litoral do Brasil

Comentários

3 COMENTÁRIOS

  1. “Um ano depois, pescadores espanhóis recuperaram dois botes, um com quatro corpos, e outro com um corpo e uma bandeira americana. Todos foram enterrados em valas comuns, sem serem identificados. Nunca se soube se eram do pessoal do Mary Celeste.” Hoje é possível exame de DNA e outros para descobrir quem eram esses náufragos. Por quê não foram feitos ainda? Os parentes dos tripulantes e da família do capitão nunca relataram contato com os familiares? Os barcos eram do Mary Celeste? Os estudos, pesquisas e investigações foram encerrados?

    • Acredito que, devido ao tempo decorrido, as investigações tenham sido, sim, encerradas. Não acredito que alguém seria favorável a manter/sustentar financeiramente, uma investigação pelo Estado (de qualquer país) por tanto tempo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here