Castelo misterioso encontrado debaixo d’água

3
22497
views

Castelo misterioso de  3 mil anos é  encontrado debaixo d’água

Em primeiro lugar, boas novas. Mais uma descoberta da arqueologia submarina. Quantas ainda virão, não se sabe, certamente muitas. Cidades submersas são sobretudo lendas. Mas no final de 2017 arqueólogos encontraram algo real  no Lago Van, Turquia. Nesse ínterim depois de uma década de buscas no segundo maior lago do Oriente Médio, o local do ‘reino encantado’  submerso surpreendeu. Hoje, Castelo misterioso encontrado debaixo d’água.

Castelo submerso .jpg
Imagem,

Novembro de 2017

De antemão arqueólogos da Van Yüzüncü Yıl University anunciaram a descoberta em novembro de 2017. Ainda mais um vasto castelo e/ou fortaleza, não se sabe. Mas com 3.000 anos e preservado além do mais em boas condições.  Em seguida trabalharam em colaboração com uma equipe independente para encontrar seu prêmio.

Lago Van, Turquia
Lago Van, Turquia, assinalado em vermelho.

Esta é a segunda descoberta, surpreendente, em pouco tempo. O Palácio submerso de Cleópatra foi outra. Analogamente que dizer de uma caverna da Idade da Pedra?

Curioso, cidades e castelos/fortalezas perdidos são motes populares no folclore assim como em lendas mundo afora. De qualquer maneira também há histórias de antigos monstros escondidos.

mergulhador
Imagem, You Tube/National Geographic.

Na verdade pesquisadores estavam atrás de desmistificar um ‘monstro’ que lendas diziam viver por ali, tal qual, o ‘monstro de Lock Ness’. Mas para surpresa geral, em vez de  ‘monstros’ Tahsin Ceylan, chefe da equipe encontrou uma cidade.

PUBLICIDADE

Castelo misterioso encontrado

Em primeiro lugar enorme, com cerca de um quilômetro além do mais tem paredes de 3 ou 4 metros de altura mantidas em boas condições especialmente pela água  alcalina.

Idade do Ferro, 1200 anos a.C.

Sobretudo ‘O período que define Idade do Ferro é estabelecido pelo surgimento de sociedades com conhecimento do manuseio… de ferro, o primeiro datado de 1200 anos a.C. ou seja século XII a.C. nas regiões do Oriente Próximo e  Sudeste da Europa’.

Civilização perdida

Antecipadamente pesquisadores creem ser possivelmente  a civilização perdida de Urartu, também chamada Reino de Van que prosperou entre os séculos IX e VI a.C.

Ruínas do castelo
Ruínas do castelo/fortaleza. Imagem, You Tube/National Geographic.

Contudo o nível da água do lago flutuou dramaticamente ao longo de milênios o que levou pesquisadores a acreditarem que esse nível era bem mais baixo no auge da sociedade urartiana subindo lentamente ao longo do tempo a ponto de encobrir a cidade.

Segundo Tahsin Ceylan, “Muitas civilizações se estabeleceram ao redor do Lago Van. Na época o chamaram mar superior e acreditavam que havia segredos com essa crença em mente, trabalhamos para revelar seus mistérios.”

Novos achados em 2018

Aos poucos o trabalho prossegue e dá frutos assim em 2017, a equipe descobriu um campo de quatro quilômetros quadrados de estalagmites. Foram batizadas, chaminés de fadas subaquáticas da era Seljuk ou seja cerca de 1.000 anos atrás .

Equipe de mergulhadores
Imagem, You Tube/National Geographic.

Mais estudos no lago Van, Turquia

Contudo a equipe não foi capaz de determinar quão profundamente as paredes foram enterradas sob o sedimento por isso mais trabalho se faz necessário para aprender sobre a estrutura e possivelmente pessoas que ali viviam.

Tahsin Ceylan portanto está feliz, “é um milagre encontrar este castelo debaixo d’água. Arqueólogos virão aqui para examinar a história e desenterrar mais informações. E, concluiu, “Nós detectamos a localização exata do castelo, fotografamos e fizemos progressos. Agora, acreditamos ter descoberto uma nova área para arqueólogos e historiadores se aprofundarem.”

Saiba mais

Underwater Fortress Discovered Under Turkish Lake | National Geographic

Imagem de abertura: You Tube/National Geographic.

Verticalização: Mário Mantovani, presidente da FF, e ambientalista, é ‘radicalmente’ contrário

Comentários

3 COMENTÁRIOS

  1. … a referida região é tectônica, isto é, de instabilidade geológica, os terremotos sequentes têm afetado a região que, também, ascender/descender são partes do processo. O incrível é que os abalos não afetaram as construções.

  2. Incrível, absolutamente deslumbrante. Esta semana tive duas notícias impressionantes: os 250 sarcófagos achados no Egito e esta descoberta, digna dos mais selvagens sonhos, dos mais extravagantes roteiros de Hollywood. Obrigado João Lara Mesquita. Esta notícia devia estar em letras garrafais no alto da página principal d´O Estadão. Evoé, meus amigos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here