Bitucas de cigarro, praga assola litorais do planeta

6
606
views

Bitucas de cigarro,  a principal fonte de resíduos do mundo,  praga que assola litorais do planeta

Chegou a vez de comentarmos as bitucas de cigarro e nossos hábitos insustentáveis. As ‘pontas’ dos cigarros não são biodegradáveis. Demoram de 18 meses, até cinco anos, para se degradarem. E são um dos ítens de lixo mais presentes nas praias do planeta. O mundo científico, e ambientalista, continua discutindo um só assunto neste momento: a capacidade de resiliência dos oceanos, versus a da humanidade em destruir e poluir. Alguém poderia perguntar, ‘por que os oceanos?’ Simplesmente porque são os mais importantes ecossistemas do planeta. Foram eles que permitiram a vida na Terra, além da existência dos ecossistemas terrestres. Em resumo, ‘sem o azul, não haveria o verde’.

A capacidade destrutiva do ser humano e os oceanos

Nunca, em toda a história da vida na Terra, uma espécie alterou tanto o planeta, e em uma escala tão rápida, quanto a humanidade. Mudamos os cursos de rios, alteramos a composição química da atmosfera e dos oceanos, domesticamos plantas e animais a ponto de sermos considerados uma “força tectônica” no planeta. Esse impacto é tão forte que alguns cientistas estão propondo mudar a época geológica – deixaríamos o holoceno, que começou com o fim da era do gelo, e passaríamos ao antropoceno, a época dominada pelo homem

O autor da trecho acima é Carlos Nobre, cientista brasileiro, membro do painel do IPCC – Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas. 

alegoria para campanha contra bitucas de cigarro no litoral
Nova campanha é lançada: chega de bitucas!

Depois dos canudinhos de plástico, chegou a vez das bitucas de cigarro

Até o atrasado Brasil respondeu ao desafio dos canudinhos de plástico. Ao menos as elites reagiram. Já o Estado, ou o poder público, continua dormindo.  Algumas cadeias de lanchonetes já não oferecem canudos de plástico, restaurantes mudam fornecedores, as redes sociais estão cheias de matérias sobre o assunto. Parece incrível, mas a sociedade paulista se mexeu. Não é pra menos. Só nos Estados Unidos são produzidos 500 milhões de canudinhos por dia!  Depois de usado por cinco minutos, às vezes menos, ele fica obsoleto e acaba entupindo algum canto do planeta de onde nunca mais vai sair. O plástico não se desfaz. No máximo se quebra em micropartículas…O repúdio ao plástico é apenas o começo. Mas tem um tipo de lixo que parece ser aceito por todo mundo: as bitucas de cigarro.

Cerca de cinco trilhões de pontas de cigarro poluem os litorais do planeta

Projeto Terramar:As proibições aos canudos de plástico inspiraram uma guerra mundial contra a poluição plástica nos oceanos. A próxima batalha é a limpeza do item que  mais emporcalha as praias do planeta: pontas de cigarro. As bitucas de cigarro são uma forma de poluição  que pode ser reciclada! Isso é, cerca de cinco trilhões de pontas de cigarro atualmente sujando nossos litorais poderiam ter outro destino.”

12 bilhões de bitucas são descartadas todos os dias!

A Organização Mundial da Saúde (OMS),  estima o número de fumantes no mundo é de 1,6 bilhão. Essa enormidade de pessoas joga fora 7,7 bitucas de cigarro por dia. Ou seja, 12,3 bilhões de bitucas descartadas diariamente.

As ‘pontas’ do cigarro também contém plástico

“O National Institutes of Health (NIH) estima que apenas nos EUA cerca de 4,5 trilhões a 6 trilhões de cigarros serão fumados por ano, e todos serão descartados.  O que a maioria das pessoas não sabe, é que as pontas de cigarro são compostas em grande parte de plástico. Elas são mais um problema que está por trás de nossa crise global de poluição. A maioria dos filtros são feitos de acetato de celulose, um tipo de plástico, mais difícil de reciclar.”

O site da nbcnews.com informa que já há um esboço de campanha, nos USA, para se proibir filtros nos cigarros, uma vez que está provado que eles em nada amenizam os problemas de saúde aos fumantes. Apenas contribuem para mais poluição.

60 milhões de bitucas tiradas das praias

Ainda segundo a nbcnews.com, “a Ocean Conservancy patrocina uma limpeza de praia todos os anos desde 1986. Por 32 anos consecutivos, as pontas de cigarro foram o item mais coletado nas praias do mundo, com um total de mais de 60 milhões durante o período. Isso equivale a cerca de um terço de todos os itens coletados e mais do que invólucros de plástico, recipientes, tampas de garrafas, talheres e garrafas, combinados.”

Antevendo problemas, a indústria começou a agir. A gigante  R.J. A Reynolds Tobacco Co. lançou uma campanha de “cinzeiro portátil” em 1991, distribuindo bolsas descartáveis ​​para pontas com suas marcas Vantage, Camel e Salem.

Pior: a reciclagem é recente, e até hoje rara, entenda por que

As ‘pontas’ eram consideradas lixo não reciclável por conter uma mistura bem equilibrada de produtos orgânicos e inorgânicos, que empresas de reciclagem não sabiam como lidar. No Brasil não há políticas públicas para bitucas mas, apesar disso, hoje várias empresas fazem a reciclagem. No Paraná, por exemplo, bitucas viram adubo para grama. Já a empresa Bituca Verde achou cliente na indústria do cimento. As bitucas podem substituir queima de carvão vegetal em fornos industriais.

No Brasil não é diferente

Matéria da Folha de S. Paulo, de junho de 2015 informa que “na Grande São Paulo são 34,6 milhões de bitucas por dia. No Brasil, 364 milhões; e no mundo, 13 bilhões por dia!”

Bitucas nas praias brasileiras

Uma rápida pesquisa confirma a incidência das bitucas nas praias. O site garopabamidia.com.br, diz que “bitucas de cigarro é o lixo mais encontrado nas praias de Garopaba e Imbituba.”

Ubatuba, litoral norte de São Paulo. Site da prefeitura: “a secretaria de Meio Ambiente da Prefeitura de Ubatuba realizou  mutirão de limpeza  na Praia do Perequê Açu. Dezesseis sacos de lixo foram  coletados. Garrafas pet, sacolas plásticas, copos plásticos, micro resíduos (bitucas de cigarro, tampa de garrafa, canudos, papel de balas etc) predominam entre uma grande variedade de resíduos.” www.rc24h.com.br: “Mais de duas mil bitucas de cigarro, deixadas por banhistas, foram recolhidas por voluntários, na praia do PeróCabo Frio, onde foi realizada Ação Ambiental 2016 da Região dos Lagos.”

Ingredientes químicos vazam para o ecossistema

“Os filtros contêm milhares de ingredientes químicos: arsênico, chumbo, nicotina e etil-fenol, que vazam para ambientes aquáticos. Em estudo de laboratório, um único cigarro colocado em um litro de água matou metade de todos os peixes marinhos e de água doce expostos.”

Obs. do Mar Sem Fim: isso sem falar nos incêndios nos períodos de secas. Estudos mostram que 25% deles são causados por pontas de cigarro. E mais: poluem o lençol freático, contaminam o solo, poluem o ar, etc.

Objetivos da campanha

O TerraMar explica a campanha: “Com o objetivo de unir esforços para conter a poluição do cigarro em todo o mundo, a campanha #NoMoreButts do Projeto TerraMar se concentra em duas questões. A poluição por cigarro é a única forma ‘socialmente normal’ de se descartar lixo. Todo mundo faz isso à vista de todos. Ninguém diz nada. Nós queremos mudar isso.  A TerraMar trabalha com pessoas físicas, empresas e grupos de limpezas de praia para ajudar a coletar e reciclar o lixo dos cigarros.”

Como funciona a campanha #NoMoreButts

“As pessoas podem simplesmente enviar suas bitucas, via correspondência, diretamente para a usina de reciclagem. E para dar às pessoas outra opção além de jogar lixo em lugar errado, elas também podem adquirir ‘cinzeiros de bolso que extinguem a brasa e isolam o cheiro.”

Vamos participar?

“Você não jogaria uma garrafa de água pela janela do seu carro, então por que jogar uma ponta de cigarro?” Obs. do Mar Sem Fim: é óbvio que a campanha em discussão só acontece nos Estados Unidos. Usamos o exemplo para alertar as pessoas sobre as curiosidades que foram expostas. Por exemplo, “a poluição por cigarro é a única forma ‘socialmente normal’ de se descartar lixo. Todo mundo faz isso à vista de todos e ninguém diz nada.” Verdadeiro. Está na hora da gente não aceitar mais este comportamento. Se as pessoas não se tocam que o mundo mudou, compete a nós lembrá-las, afinal, é a nossa casa, temos direito a uma ‘casa limpa’. E outra lembrança do poder destrutivo do cigarro: “um único cigarro colocado em um litro de água matou metade de todos os peixes marinhos e de água doce.”

Fonte: https://theterramarproject.org/no-more-butts/; http://www.garopabamidia.com.br/noticias/titulo/9419/bituca-de-cigarro-acopy-o-lixo-mais-encontrado-nas-praias-de-garopaba-e-imbituba;https://www.ubatuba.sp.gov.br/smma/mutirao-no-pereque-acu-retira/; https://www.nbcnews.com/news/us-news/plastic-straw-ban-cigarette-butts-are-single-greatest-source-ocean-n903661; https://www1.folha.uol.com.br/ambiente/2015/06/1637723-desprezadas-bitucas-podem-virar-papel-adubo-e-combustivel.shtml.

Agrotóxicos: Projeto Veneno passa na Câmara!

COMPARTILHAR

Repórteres do Mar

O Mar Sem Fim quer a sua colaboração. Não é possível estar em todos os lugares ao mesmo tempo e, com a sua ajuda, podemos melhorar ainda mais o nosso conteúdo. Saiba como colaborar com o Mar Sem Fim.

Comentários Comentários do Facebook

6 COMENTÁRIOS

  1. O fumante, assim como o alcoolatra, sao qualificados de DROGADOS de igual forma, nada diferem dos usuarios das substancias ilicitas…NADA!!!. Poluem e destroem seu proprio corpo, num processo de auto-mutilacao. A unica saida a esse mal, far-se-ia por um aumento abrupto e radical do preco DA [email protected], NO CASO O CIGARRO, a exemplo R$500 o maco, ai sim, acabaria com esses vermes imundos mal-educados (jamais presenciei em vida uma unica excecao a essa regra) e estancaria os trilhoes que os governos gastam em trata-los ate que a fiel amiga m0rte os levem.

  2. Se os humanos não se corrigirem em breve haverão plásticos nos mares e oceanos (ao invés de peixes). E os transatlanticos? Onde jogam seus lixos do dia a dia?

  3. Esta coluna é fantástica como sempre. Eu sou fumante e me importo com as bitucas, ando com cinzeiros de bolso e uso quando não encontro lixeiras próximas. Acredito que este problema possa ser resolvido de forma mais eficiente. Hoje a composição do cigarro incluir 4.700 substâncias tóxicas e os filtros são adequados a estas substâncias. Muitos preconceituosos aos fumantes acreditam que queremos fumar veneno! A única coisa que queremos é o tabaco. Se fossem proibidas tais substâncias, restando apenas o tabaco, nem filtro seria necessário tendo em vista que hoje temos tecnologia para reduzir concentração de nicotina. Além de beneficiar os fumantes (naquilo que mais os atacam), não haveriam bitucas destruindo o planeta.

  4. Geralmente quem fuma não tem discernimento nem para entender o mal que isso lhe causa, quanto mais em ser EDUCADO e levar consigo o lixo que produziu para ser descartado no local correto. Nojo!

  5. Por que todo o lixo acaba indo para o mar ou para o meio ambiente terrestre se ele poderia muito bem ser aproveitado para gerar energia em termoeletricas ou em fornos de grandes indústrias? Não consigo entender: pode-se queirmar oleo cru nas caldeiras mas não pode queimar lixo que é quase todo derivado do petróleo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here