Baleias jubartes encalhadas na Austrália sofrem com desnutrição

0
264
views

Baleias jubartes encalhadas na Austrália sofrem com desnutrição: nível de gordura muito baixo e a diminuição do krill seriam causas

A desnutrição pode explicar o forte aumento do número de baleias jubartes que encalham na costa ocidental da Austrália.Foi o que disseram  nesta quarta-feira cientistas em uma conferência em Perth.

A necropsia dos cetáceos, em sua maioria espécimes jovens, mostrou que as baleias  sofriam de desnutrição, explicou Carly Holyoake, da Universidade Murdoch. A pesquisadora acrescentou:

Baleias jubartes,imagem de baleia jubarte

Exames post-mortem e a análise da quantidade de gordura em amostras apontaram que a maioria das baleias jovens estavam em um estado de desnutrição grave. A maioria tinha um nível de gordura muito baixo, indispensável para a energia, a regulação térmica e a capacidade de flutuar”, acrescentou.

Encalhes de baleias jubartes na Austrália

Entre 1989 e 2007, entre duas e três baleias jubartes encalhavam todos os anos na costa ocidental da Austrália. Sobretudo na parte sul. O número aumentou para 13 ,em 2008; e para 46, em 2009. Em 2010 e 2011, encalharam, respectivamente, 16 e 17 baleias.

Desnutrição dos cetáceos

Entre as causas da desnutrição dos cetáceos figuram a intensificação da pesca comercial de krill (para as explorações piscívoras). E a influência, ainda pouco conhecida, do aquecimento global nas quantidades de krill nas águas.

O krill é um elemento chave na dieta das baleias. O site wikipedia informa sobre as baleias jubarte: “os machos da espécie medem de 15 a 16 metros ; as fêmeas, de 16 a 17, sendo que o maior exemplar já visto possuía 19 metros. Quando salta, elevando seu corpo quase completamente para fora d’água, por alguns segundos ela parece querer vencer a gravidade e alçar voo. Neste momento, suas longas nadadeiras peitorais, que chegam a medir até 1/3 de seu comprimento total, poderiam ser comparadas às asas de um pássaro”.Machos produzem cantos complexos que duram de 10 a 20 minutos com a finalidade de atrair as fêmeas para acasalar”.

No Brasil, as baleias jubartes estão livres da extinção. Veja matéria publicada neste site

Fonte: France Presse

COMPARTILHAR

Repórteres do Mar

O Mar Sem Fim quer a sua colaboração. Não é possível estar em todos os lugares ao mesmo tempo e, com a sua ajuda, podemos melhorar ainda mais o nosso conteúdo. Saiba como colaborar com o Mar Sem Fim.

Comentários Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here