Baleias desaparecem misteriosamente no Atlântico Norte

1
366
views

Baleias desaparecem misteriosamente no Atlântico Norte

Baleias desaparecem misteriosamente : uma das mais raras espécies de baleia parece ter deserdado seu local habitual de alimentação em 2012. Cientistas acham que a mudança do clima pode ser um fator.

Baleias desaparecem imagem de baleia

Uma das espécies mais raras não frequentou seu local de alimentação

A cada verão e outono, muitas baleias francas do Atlântico Norte se aglomeram nas águas nas costas entre as províncias de New Brunswick e Nova Scotia, no leste do Canadá. Elas se encontram para se alimentarem de enormes quantidades de zooplâncton. Mas no ano passado elas não apareceram na região, conhecida como Baía de Fundy.

Causas do fenômeno: aquecimento global?

Ninguém está certo das causas do fenômeno. Cientistas dizem que alterações nos padrões de alimentação dos animais estão ocorrendo tendo como pano de fundo mudanças de ecossistemas no noroeste do Atlântico, ligadas ao aquecimento global.

Estas baleias foram caçadas até a quase extinção

Em certo estágio, no século 19, estas baleias foram caçadas até a quase extinção. Nos anos recentes seus números chegaram a mais de 500 indivíduos.

Alterações nas temperaturas da água

Cientistas marinhos agora investigam se alterações nas temperaturas da água são responsáveis pela mudança da oferta de alimentos. Isso pode causar desvio dos padrões migratórios.

 Zooplâncton: dieta das francas

O principal ingrediente da dieta das baleias é o zooplâncton Calanus finmarchicus. Ele está se tornando escasso na região. Em 2012, as águas do Golfo do Maine e de outros locais do noroeste do Atlântico sofreram uma alta súbita de temperatura. Segundo cientistas isso se deve tanto à mudança de clima de longo prazo, quanto a um ano quente demais na área. Em 2012, os EUA tiveram o verão mais quente já registrado.

 Para onde elas foram?

As baleias parecem ter escolhido outro lugar para se alimentar. Mas para onde elas foram? E, mais importante, por que?

“Nossas baleias desapareceram de suas áreas de habitat naturais, onde aprendemos a esperá-las durante as últimas três décadas e meia,” disse ao e360 Moira Brown, bióloga marinha. “É bem chocante quando você vai olhar, dia após dia, e elas não aparecem.”

Foto: Michaël CATANZARITI/Wikimedia Commons

José Eduardo Mendonça.

Balneário do Hermenegildo, RS, é destruído

COMPARTILHAR

Repórteres do Mar

O Mar Sem Fim quer a sua colaboração. Não é possível estar em todos os lugares ao mesmo tempo e, com a sua ajuda, podemos melhorar ainda mais o nosso conteúdo. Saiba como colaborar com o Mar Sem Fim.

Comentários Comentários do Facebook

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here