Areia da praia, você sabe de onde vem e como é formada?

4
4528
views

Areia da praia, você sabe de onde vem e como é formada?

Algumas são lisas e macias, outras, ásperas. As cores também são mutantes. Em ilhas tropicais a areia da praia costuma ser branca como neve. Já nas praias do Havaí podem ser brancas, pretas, esverdeadas ou até mesmo vermelhas. Mas na maioria das praias do planeta são de um marrom arenoso. O que cria estas cores diferentes?  Por que algumas praias têm areias lisas e macias, e outras ásperas? De onde vem a areia da praia, afinal? O Mar Sem Fim pesquisou as respostas para você.

Areia da praia, você sabe de onde vem e como é formada?

A areia das praias, como uma impressão digital, é exclusiva daquela praia, diz o site do Woods Hole Oceanographic Institution.

Imagem da areia da praia em Portugal
As rochas de onde vem a areia. Imagem, arquivo MSF.

A mesma fonte explica que a areia encontrada em uma determinada praia é criada pelo seu entorno. A maioria das praias obtém sua areia de rochas terrestres. Com o tempo, chuva, gelo, vento, calor, frio e até mesmo plantas e animais quebram a rocha em pedaços menores.

Cada praia é única

Jeff Williams, cientista sênior emérito do Centro de Ciências de Woods Hole do Serviço Geológico dos EUA, explica: “A areia é basicamente o material que você obtém quando ocorre uma quebra nas rochas, quando as rochas se desintegram e se decompõem ao longo de centenas de milhares e milhões de anos.

Esse desgaste pode começar com grandes rochas que se quebram em rochas menores. A água que corre pelas rachaduras corrói a rocha.

PUBLICIDADE

Praia do Perequê
Dá pra ver que a areia desta praia é diferente da areia das outras fotos. Arquivo MSF.

Em áreas onde está frio o suficiente para congelar, a água se expande conforme se transforma em gelo. Isso força as fissuras a se abrirem mais amplamente.

A cada vez, as lacunas aumentam. Os pedaços se soltam. Ao longo de milhares de anos, eles se decompõem em rochas cada vez menores, seixos e grãos de areia.

Praias são também ecossistemas onde pequenos organismos marinhos vivem enterrados.

Ondas e marés na formação da areia

Ondas fortes e as marés que sobem e descem também produzem areia. Esses movimentos jogam pedras, seixos e grãos de areia uns contra os outros. Esta ação os desgasta. Também suaviza as arestas. Quanto menores e mais redondos os grãos se tornam, mais macia é a sensação da areia.

Williams explica que “alguns dos minerais são muito instáveis ​​e se decompõem, enquanto outros, como o feldspato, o quartzo e a hornblenda (mineral de origem metamórfica e/ou magmática), são mais estáveis. Eles são minerais mais duros e resistentes e, portanto, tendem a ficar para trás.”

Imagem de praia nas Filipinas
As areias brancas das praias do Pacífico. Praia Boracay, Filipinas. Imagem, https://traveltriangle.com/.

Esses minerais – abundantes na crosta terrestre – na forma triturada constituem muitas das partículas arenosas que constituem as praias. “Provavelmente a composição mais comum seria areia de quartzo com algum feldspato”, disse Williams.

O site da NOAA -National Oceanic and Atmospheric Administration – acrescenta: Muitas vezes, começando a milhares de quilômetros do oceano, as rochas viajam lentamente por rios e riachos, quebrando-se constantemente ao longo do caminho. Assim que chegam ao oceano, sofrem erosão ainda maior devido à ação constante das ondas e marés. E, por foça das ondas e marés, acabam nas praias.

As cores

Quartzo matizado com óxido de ferro parece marrom claro. O feldspato é bronzeado. Juntos, eles criam o tom da cor de areia de muitas praias.

Imagem de praia Marrom
A cor das praias do Nordeste. Imagem, arquivo MSF.

Em áreas com vulcões, a areia vem da rocha vulcânica. Isso explica as praias coloridas das ilhas havaianas. As praias vermelhas vêm de rochas vulcânicas ricas em ferro. Praias verdes têm muita olivina mineral. E praias negras são criadas de obsidiana, ou vidro vulcânico.

Imagem de praia com areia vermelha
Havaí, e a praia vermelha. Imagem, https://xdaysiny.com/.

Quando a lava flui para a água, ela endurece tão rapidamente que se estilhaça, criando cacos de obsidiana. Com o tempo, as ondas suavizam os fragmentos, transformando-os em areia.

Um pouco da areia vem do oceano

O site do Woods Hole informa que um pouco de areia também vem do oceano. Conchas e outros pedaços duros de organismos marinhos chegam à costa.

Ondas fortes os quebram em pedaços menores do tamanho de areia. Em áreas tropicais com recifes de coral, esta é a principal fonte de areia da praia.

Imagem de praia em Galápagos
Galápagos, praia vulcânica.

A areia também vem dos restos mortais de pequenas criaturas chamadas foraminíferos (organismos unicelulares com concha).

PUBLICIDADE

Eles formam conchas protetoras de carbonato de cálcio. É o mesmo material encontrado na maioria das conchas e esqueletos de coral. Quando os forames morrem, suas conchas são deixadas para trás como areia.

Os perigos à vista

As praias são, sobretudo, espaços de lazer que embelezam a paisagem. Atualmente elas têm dois grandes inimigos: a mineração de areia, e o aquecimento global e consequente aumento do nível do mar.

Imagem de abertura: arquivo MSF

Fontes: https://www.livescience.com/38163-where-beach-sand-comes-from.html; https://www.whoi.edu/how-is-beach-sand-created/; https://oceanservice.noaa.gov/facts/sand.html.

Arrasto de fundo e corais: a destruição do ecossistema

Comentários

4 COMENTÁRIOS

  1. Discordo do leitor acima, sr. Vanderlei Ligero, pois achei a a matéria muito legal, aliás como a maioria das que vocêss fazem. Continuem assim.

  2. PELO JEITO O PESSOAL ESTÁ COM DIFICULDADE PAERA PRODUZIR AS MATÉRIAS POIS ESSA NÃO VI ANTES. ESPERO QEU TENHAM FORÇA E ESTRUTURA PARA CONTINUAR FAZENDO O BOM TRABALHO QUE FAZEM.

  3. Muito legal esses conteúdos que falam/divulgam as geociências de forma simples para entender a beleza natural das nossas paisagens das praias e mares. Acrescento mais um perigo às nossas praias, a devastação das margens próximas para construções de casas, condomínios, resorts, etc. Essa prática retira a proteção natural das matas ciliares, facilitando e acelerando a erosão costeira e ameaça todo o bioma local (terrestres e marinhos), além das próprias construções humanas, é claro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here