Ilhabela e o ciclo da especulação, qual o futuro desta ilha?

16
5870
views

Ilhabela e o ciclo da especulação, qual o futuro desta ilha?

Ilhabela e o ciclo da especulação imobiliária

Breve histórico dos ciclos econômicos em Ilhabela: O primeiro começou no século 17, quando um colono construiu dois engenhos de açúcar. Em 1732, a abundância de cetáceos fez surgir na praia da Armação a ‘Armação das Balêas’, uma das primeiras empresas de produção de óleo do País, como informa o site www.arquipelagoilhabela.com.br.

E prossegue a mesma fonte: O século 19 trouxe o ciclo do café, plantado por escravos até 630 metros de altitude. Com a quebra da bolsa de Nova Iorque, em 1929, o café entrou em decadência. No início do século 20 a aguardente toma o seu lugar.

Finalmente, em 1948, informa o www.arquipelagoilhabela.com.brtorna-se Estância Balneária. Em seguida, inicia-se o ciclo da especulação imobiliária que segue até hoje. Esta é a grande ameaça a ser combatida, porque desfigura a paisagem, extirpa ecossistemas importantes como as restingas, e ameaça a qualidade de vida de moradores e turistas.

Comentários

16 COMENTÁRIOS

  1. Existe uma diferença entre explorar o turismo e explorar o turista.
    Ilha bela e Ubatuba optaram pela segunda opção

    O tempo vai mostrar os resultados

    • é uma bela ilha no município arquipélago de Ilhabela – a grafia e junta. Tenho visto esse erro de grafia até mesmo em atos da Administração Pública.

  2. Verdade amigo, nos e filhos estão ficando sem moradia,dando previlegio ao turista com suas moradias q ficam fechada tempo todo,se a simplicidade é a beleza então por mudar tanto né 🥰

  3. Parabéns pelo video, são denuncias e alertas importantíssimos, espero que seja visto pelos próximos prefeitos e vereadores. A lista de absurdos do Sr. Colucci é extensa: comprou lanchas que não atracam nos piers da Ilha e que estão hoje apodrecendo em uma marina, fez um projeto de saneamento básico pela metade, sem a estação de tratamento, encheu as ruas de “rotatortas” (alargue as ruas e os carros virão), tentou gastar uma fortuna em um belvedere ridículo que nada tinha a ver com Ilhabela e ainda tentou de toda forma liberar obras, casas e hoteis em Castelhanos. Mas, salvo engano meu, o teatro é obra lançada pelo Mané, antecessor e cunhado do Colucci (que fez paredes de areia e foi responsável pela interdição da obra). Mané, é sempre bom lembrar, foi cassado por fazer comício eleitoral em eventos públicos. Como se vê, é uma desgraça atrás da outra e a salvação está nas mãos dos eleitores da Ilhabela que precisam se conscientizar da gravidade de colocar na prefeitura gente tão despreparada e mal intencionada.

      • Que eu me lembre o teatro foi uma sugestão durante as audiências públicas do plano diretor em 2002,

        gestão Mané. Pena que parou por aí, mais algo mal planejado que ficou pelo meio do caminho. Ilhabela precisa de lugares apropriados para eventos sonoros porque o descaso com os ouvidos dos moradores e turistas que apenas querem dormir é uma afronta constante.

  4. Frequentador assíduo a 30 anos, vi mudanças radicais com relação a moradias muitas invadidas em áreas protegidas, bares em praias como curral que tomaram de posse. Infelizmente esta desenfreado. Invasões de olhos fechado, com interesse futuro de compra barata, e depois supervalorizar

  5. “Em seguida, inicia-se o ciclo da especulação imobiliária que segue até hoje. Esta é a grande ameaça a ser combatida porque desfigura a paisagem e ameaça a qualidade de vida de moradores e turistas.” (MAR SEM FIM por João Lara MESQUITA)!
    Peço licença para aclamar que seja extensivo mesma preocupação a esta REGIÃO DO LITORAL NORTE DO ESTADO DE SÃO PAULO, constituída por um só povo, uma só cultura, um só OCEANO, levando sempre em consideração que ” a mesma água que banha aqui banha acolá “. Temos que proteger e preservar este PARAÍSO POR INTEIRO. LEMBRANDO João MESQUITA, e o real e verdadeiro deste MACRO PROJETO MACABRO de OCUPAÇÃO DAS ÁREAS MAIS NOBRES DO LITORAL NORTE, buscando implantar um modelo de DINASTIA, sustentada pelo PODER DESPÓTICO, escolheu cidade geograficamente central de CARAGUATATUBA, onde inicialmente foi mais fácil para se projetar com a MILIONÁRIA INDENIZAÇÃO DA SERRA DO MAR, pronta para cair no colo de qualquer gestor que viesse a ser eleito.

    INICIALMENTE DESCONHECIDO se aproveitando das oportunidades naquele momento convergentes trouxe os agentes políticos para seu lado, injetando dinheiro nas campanhas dos prefeitos das cidades vizinhas, mas tomado por uma avassaladora Vaidade acompanhada de descontrolada arrogância, inicialmente não muito explícito, conseguiu por um bom tempo manter velada sua real e verdadeira personalidade que com o tempo veio a tona. Tenta no memento, retornar para retomar o poder para, em tese, ressuscitar o MACABRO PROJETO de especulação imobiliária da REGIÃO e reorganizar suas finanças, de seus aliados e compinchas, além de garantir a boquinha de 10.000, 20.000 REAIS, para os babas ovos que já estão há mais de 8 anos sem A TETA DO ERÁRIO financiada pelo POVO.

    • O que sugere o vídeo: menos especulação, mais respeito à legislação ambiental, e um estudo de capacidade de carga para evitar a entrada de tantos automóveis já seria um bom começo.

  6. Triste Ilhabela, o prefeito Antonio Colucci saiu e quem assumiu foi o filho, a saga continua.
    Seh canal, o Mar sem fim é riquíssimo em conteúdo e sua didática nos esclarece muitas dúvidas.
    Sucesso na sua empreitada.

  7. Legislação frouxa, não espere, a ilhabela já era. Se até o prefeito incita a população a degradar o meio amiente, esquece. Não há motivo para texto longo.

  8. Muito boa matéria, porém, IMPRESSIONANTE a semelhança das informações de vocês com a do nosso site, ARQUIPÉLAGOILHABELA.COM.BR, inclusive a maneira e as palavras escritas copiadas exatamente iguais.
    Nossas informações são fruto de décadas de pesquisa em campo, bibliotecas e conversas com historiadores e o mínimo que vocês como uma mídia sério (que sempre admirei e achei que realmente fosse séria) deveriam dar o nome da fonte de PESQUISA para que fosse escrita essa matéria, afinal essas informações e datas não foram tiradas de lugar algum, certo?

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here