Tubarão que anda é descoberto na Indonésia

0
8125
views

Tubarão que anda: nova espécie é descoberta na Indonésia

Uma nova espécie de tubarão que anda no fundo do mar usando as nadadeiras como patas foi descoberta no leste da Indonésia, informou um grupo ambientalista. Quatro novas espécies desse colorido e esquecido grupo de moradores de recifes foram encontradas desde 2008, segundo um novo estudo. Para a CNN, “os tubarões ambulantes podem ser os tubarões evoluídos mais recentemente na Terra. Eles existem há 9 milhões de anos.” Mark Erdmann,  vice-presidente da Conservation International para programas marinhos da Ásia-Pacífico declarou:

A descoberta prova que os tubarões modernos têm notável poder evolutivo de permanência e capacidade de se adaptar às mudanças ambientais

imagem de Tubarão que anda
Imagem, CNN.

Taubarão que anda tem manchas marrom e branca

O tubarão com manchas anda durante a noite pelo oceano em busca de peixes e mariscos para se alimentar. Foi o que disse  a Conservation International cujos cientistas participaram da descoberta junto com membros do Museu da Austrália Ocidental.  Mark Erdmann, da Conservation International, e colegas determinaram que os tubarões ambulantes apenas desenvolveram sua capacidade única há 9 milhões de anos. De acordo com o site https://boingboing.net   “Do ponto de vista científico, ainda há muito a aprender com os tubarões ambulantes. Sabemos que as espécies do mundo que existem hoje são basicamente o “reservatório genético” (material genético bruto) que precisamos nos adaptar às mudanças globais. Também sabemos que os tubarões ambulantes são muito resistentes à água morna e que têm uma tolerância à privação de oxigênio.

imagem de tubarão que anda

A National Geographic acrescenta que, “Essas criaturas de um metro e meio vivem perto da Austrália e, como o próprio nome indica, movem suas barbatanas peitorais na frente e barbatanas pélvicas nas costas para percorrer o fundo do mar – ou mesmo no topo de recifes de coral, fora da água, na maré baixa . Essa mobilidade permite que os tubarões se contorçam entre as poças de maré e diferentes áreas do recife, atacando caranguejos, camarões, peixes pequenos – praticamente qualquer coisa que possam encontrar.”

Tubarões e dinossauros

CNN:Os tubarões são mais velhos que os dinossauros, dominando os mares por até 400 milhões de anos (o fóssil mais antigo de dinossauro tem cerca de 240 milhões de anos, em comparação). Portanto, o fato de os tubarões continuarem evoluindo tão recentemente quanto 399 milhões de anos depois é bastante notável. Os tubarões ambulantes, também chamados de tubarões “epaulette” por seus pontos que lembram a decoração militar, “andam” com suas barbatanas  para procurar pequenos peixes ao longo de recifes rasos e gramas marinhas.”

Indonésia oriental e ilhas vizinhas

CNN: “É um comportamento parcialmente impulsionado pela mudança do nível do mar e pela mudança de paisagens, que acabou influenciando o local onde a maioria das nove espécies conhecidas se estabeleceram – Indonésia oriental e ilhas vizinhas, Nova Guiné e partes da Austrália. Com base nas diferenças no DNA dos tubarões, os cientistas criaram cronogramas evolutivos estimados. Eles descobriram que os tubarões ambulantes começaram a se separar de seus parentes evolutivos há cerca de 9 milhões de anos.

imagem de tubarão que anda

Nova espécie de tubarão que anda é pequena e inofensiva

O animal, que mede no máximo 80 centímetros, e é inofensivo para os seres humanos. Ele foi descoberto em Halmahera, uma das Ilhas Molucas. Ela se localiza a oeste de Nova Guiné. Ketut Sarjana Putra, diretor do grupo para a Indonésia, disse que este tubarão Hemiscyllium Halmahera poderia

ser um excelente embaixador para chamar a atenção do público para o fato de que a maioria dos tubarões são inofensivos para os seres humanos e merecem atenção e conservação

National Geographic: “Agora, um estudo de longo prazo de um grupo internacional de colaboradores descobriu quatro novas espécies de tubarões ambulantes desde 2008, elevando o total para nove espécies de tubarões ambulantes.”

Assista ao vídeo e saiba mais sobre este curioso animal

Fontes: https://boingboing.net/2020/01/27/newly-discovered-sharks-that-w.html; https://edition.cnn.com/2020/01/23/world/walking-sharks-recently-evolved-scn-trnd/index.html?fbclid=IwAR1NMkt9oiak_N0-aovDBAfgXmSeY0A55KS-477wQvemHM8NKJxbHV87KtI; https://www.nationalgeographic.com/animals/2020/01/walking-sharks-new-species-evolving-fast/.

Plástico biodegradável é desenvolvido pela Universidade Federal do Paraná

Repórteres do Mar

O Mar Sem Fim quer a sua colaboração. Não é possível estar em todos os lugares ao mesmo tempo e, com a sua ajuda, podemos melhorar ainda mais o nosso conteúdo. Saiba como colaborar com o Mar Sem Fim.

Comentários Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here