Terra recicla o fundo do oceano em diamantes, saiba como

0
899
views

Terra recicla o fundo do oceano em diamantes, saiba como

Terra recicla o fundo do oceano em diamantes. O diamante em seu dedo é provavelmente feito de fundo oceânico reciclado cozido no fundo da Terra. Traços de sal presos em muitos diamantes mostram que as pedras são formadas a partir de antigos fundos oceânicos que ficaram enterrados nas profundezas da crosta terrestre.

imagem de mão fechada com diamantes nos dedos
Terra recicla o fundo do oceano em diamantes. Imagem, www.wired.co.uk.

É o que afirma uma nova pesquisa conduzida por geocientistas da Universidade Macquarie em Sydney. A maioria dos diamantes encontrados na superfície da Terra é formada dessa maneira. Outros são criados pela cristalização de fundições profundas no manto.  Matéria do phys.org.

O equilíbrio de sais encontrados no diamante

Nos experimentos que recriam as pressões e temperaturas extremas encontradas a 200 km de profundidade, o Dr. Michael Förster, o Professor Stephen Foley, o Dr. Olivier Alard e colegas da Goethe Universität e Johannes Gutenberg Universität na Alemanha, demonstraram que a água do mar em sedimentos da parte inferior do oceano reage da maneira correta para produzir o equilíbrio de sais encontrados no diamante. O estudo, publicado na Science Advances, estabelece uma longa questão sobre a formação de diamantes. “Havia uma teoria de que os sais presos dentro dos diamantes vinham da água do mar marinha. Mas não podiam ser testados”, diz Michael. “Nossa pesquisa mostrou que eles vieram de sedimentos marinhos.”

O que são os diamantes

Os diamantes são cristais de carbono. Eles se formam sob a crosta terrestre em partes muito antigas do manto. São trazidos à superfície em erupções vulcânicas de um tipo especial de magma chamado kimberlito. Diamantes são geralmente feitos de carbono puro. “Sabíamos que algum tipo de fluido salgado deve estar por perto enquanto os diamantes estão crescendo. Agora confirmamos que o sedimento marinho se encaixa na conta”, diz Michael.

Para que ocorra o processo de reciclagem

Para que esse processo ocorra, uma grande laje do fundo do mar teria que deslizar até uma profundidade de mais de 200 quilômetros abaixo da superfície. Muito rapidamente, em um processo conhecido como subducção no qual uma placa tectônica desliza por baixo de outra. A descida rápida é necessária porque o sedimento deve ser comprimido a mais de quatro gigapascals (40.000 vezes a pressão atmosférica) antes de começar a derreter nas temperaturas de mais de 800° C encontradas no antigo manto.

Terra recicla o fundo do oceano em diamantes

Para testar a ideia, os membros das equipes, realizaram uma série de experimentos de alta pressão e alta temperatura. Colocaram amostras de sedimentos marinhos em um navio com uma rocha chamada peridotito, que é o tipo mais comum de rocha encontrado na parte do manto onde os diamantes se formam. Então, aumentaram a pressão e o calor, dando tempo às amostras para reagirem umas com as outras em condições como as encontradas em diferentes lugares do manto. Em pressões entre quatro e seis gigapascais e temperaturas entre 800° C e 1100° C, correspondendo a profundidades entre 120 e 180 quilômetros abaixo da superfície, encontraram sais formados com um balanço de sódio e potássio que se aproxima dos pequenos traços encontrados em diamantes.

A conclusão do estudo

Michael diz que “os cientistas demonstraram que os processos que levam ao crescimento de diamantes são impulsionados pela reciclagem de sedimentos oceânicos em zonas de subducção. Os produtos de nossos experimentos também resultaram na formação de minerais que são ingredientes necessários para a formação de magmas de kimberlito, que transportam diamantes para a superfície da Terra.”

Imagem de abertura – www.wired.co.uk.

Terra recicla o fundo do oceano em diamantes – Fonte – https://phys.org/news/2019-05-earth-recycles-ocean-floor-diamonds.html.

Ama, últimas sereias do mar japonesas, conheça

Repórteres do Mar

O Mar Sem Fim quer a sua colaboração. Não é possível estar em todos os lugares ao mesmo tempo e, com a sua ajuda, podemos melhorar ainda mais o nosso conteúdo. Saiba como colaborar com o Mar Sem Fim.

Comentários Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here