Splendour of the Seas: pânico no Rio da Prata

0
631
views

Splendour of the Seas: pânico no Rio da Prata

Na noite de quinta -feira, 23 de Janeiro, o Splendour of the Seas foi pego por uma tempestade no Rio da Prata. A ventania fez com que o navio inclinasse para a esquerda, gerando pânico entre os passageiros.

Splendour of the Seas, imagem do navio Splendour of the Seas
Splendour of the Seas

De acordo com a A Royal Caribbean International, “o  navio sofreu uma leve inclinação enquanto navegava no Rio da Prata por causa de uma forte tempestade.”

Tempestade no Prata

O site clicrbs.com.br diz que “após a tempestade, dez minutos, o comandante do navio informou aos passageiros que os ventos chegaram a duzentos e cinco quilômetros por hora. Eles causaram quatro inclinações seguidas. O Splendour Of The Seas estava há quatro dias em um cruzeiro no roteiro Santos – Buenos Aires. No momento do temporal regressava ao Brasil”.

Enquanto isso o Ig revela que “o vento forte e a chuva destruíram bebidas e pratos, e forçaram os passageiros a se fecharem em suas cabines. A tempestade provocou uma inclinação de sete graus na embarcação. Alguns passageirows disseram que, informalmente, o comandante mencionou que a inclinação chegou a dez graus”.

Embarcação teve inclinação de sete graus, foi invadida pelas águas e teve de cancelar escala em Montevidéu

Passageiros brasileiros que estavam a bordo do navio de cruzeiro Splendour Of The Seas, relataram momentos de pânico e tensão por causa de uma tempestade que a embarcação enfrentou no rio da Prata. Estavam entre a Argentina e o Uruguai. Eles chegaram ao Brasil neste domingo, no porto de Santos .

Segundo a wipedia “O rio da Prata é o estuário criado pelo desague das águas dos rios Paraná e Uruguaia e do oceano. Juntos  formam sobre a costa atlântica da uma muesca triangular de 290 Kms de largura.

O navio cancelou uma escala em Montevidéu, seguindo para o porto de Santos onde atracou domingo.

Assista e vídeo, é impressionante!

Navio porcalhão: Caribean Princess paga multa por poluição.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here