Poluição no Polo Petroquímico de Capuava terá CPI

1
1502
views

Poluição no Polo Petroquímico de Capuava terá CPI

Pouca gente fala no assunto, muitos sequer sabem o que seria o Polo Petroquímico de Capuava. Mas ele é de tal forma poluidor que este site já o batizou como o novo ‘Vale da Morte’ em SP. Não fossem os esforços contínuos da doutora Maria Ângela Zacarelli, professora de endocrinologia da Faculdade de Medicina do ABC,  com mestrado e doutorado em Endocrinologia pela Universidade de São Paulo, talvez este ‘inferno’ paulista que prejudica a saúde de milhares de pessoas não entrasse finalmente na mídia. Mas,  a maré está mudando. A Câmara Municipal de São Paulo abriu uma CPI para investigar as denúncias.

Polo Petroquímico de Capuava
Polo Petroquímico de Capuava. Imagem, doutora Maria Ângela Zacarelli.

Tireoidite de Hashimoto

Desde 1988 a dra. Ângela pesquisa os casos de tireoide na região do Grande ABC . Ela descobriu que havia grande incidência de Tireoidite de Hashimoto, doença incurável que, se não tratada, leva ao coma e à morte.

Em crianças a doença pode provocar retardo mental e problemas de crescimento. A dra. Ângela não tem dúvidas de que a poluição oriunda do Polo é a causa da doença. Ela participou de estudos médicos que chegaram a esta conclusão.

Polo Petroquímico de Capuava

Em 1954 a inauguração de uma refinaria de petróleo  (Refinaria de Capuava – Recap) foi o início do complexo industrial que começava a ser erguido no Parque Capuava, em Santo André. Em 1972 veio a primeira petroquímica do País. Assim nascia o que agora conhecemos como Polo Petroquímico de Capuava.

Hoje, ele é formado por diversas empresas que atuam na cadeia do setor como indústrias químicas, plásticas, engarrafadoras de gás, etc, tornando-o um dos maiores complexos industriais do Brasil. Em 2014 o faturamento foi de nada menos que R$ 8,6 bilhões, e o Valor Adicionado Fiscal de R$ 2,2 bilhões.

PUBLICIDADE

Mas, além de empregos e renda, ele gera uma poluição mortal.

A CPI aberta pela Câmara Municipal de São Paulo

A CPI foi solicitada pelo vereador Alessandro Guedes (PT), que também é vice-presidente da Comissão Extraordinária de Meio Ambiente e Direitos dos Animais.

Site da Oxiteno, envolvida na CPI do polo petroquímico Capuava
A empresa afirma em seu site que ‘…em 2019, houve a consolidação do Plano Estratégico de Sustentabilidade 2030, traçando metas que contribuirão diretamente para o desenvolvimento sustentável’. Que o digam os moradores do entrono do Polo de Capuava.

Guedes  conseguiu a aprovação para a criação e instalação na Câmara Municipal paulistana de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar denúncias sobre a poluição e a contaminação ambiental no entorno do Polo Petroquímico Capuava, no ABC paulista, em comunidades da região da Zona Leste, no bairro de São Mateus e outras regiões afetadas na cidade de São Paulo.

site da RECAP
Apesar de já ter sido multada pela CETESB em razão da brutal poluição em Mauá e região, o site da empresa pinta um quadro diferente.

A proposta da CPI se fundamenta nas questões trazidas à Comissão Extraordinária de Meio Ambiente e dos Direitos dos Animais, em audiência pública realizada pelo Legislativo em abril de 2021. E muito disso deve-se ao incansável trabalho, e denúncias, da DRA. Maria Ângela Zacarelli.

Site da CABOT
Outra poluidora é a CABOT, a empresa, como as demais, apregoa ser sustentável, verde… E assim descreve a sustentabilidade: ‘Por meio de nosso compromisso de operar com responsabilidade, conservar recursos e desenvolver materiais de desempenho inovadores, seremos incansáveis em nossa busca por soluções para os desafios de sustentabilidade de nossos clientes, nossas comunidades e nosso mundo’. Sei…

Uma segunda audiência, que este site também comentou, foi promovida na Casa em dezembro do ano passado, dessa vez para cobrar respostas a respeito das medidas que teriam sido tomadas pelas empresas do Polo e órgãos públicos responsáveis pela causa ambiental.

site da Brasken
Como todas as empresas, o site da Braskem também apregoa ser  ‘sustentável’, apesar das doenças provocadas na população, e de multas da CETESB. Se fosse de fato verdade o que as empresas aqui citadas dizem ser, não haveria necessidade de uma CPI!

Fábio Feldmann, Carlos Bocuhy, e Raquel Fernandez Varela

Curiosamente, poucos ambientalistas comprometidos estavam presentes. Um deles  foi o ex-deputado e ex-secretário do Meio Ambiente, Fábio Feldmann, outro, Carlos Bocuhy,  presidenteProam – Instituto Brasileiro de Proteção Ambiental; e, finalmente, Raquel Fernandez Varela, porta-voz da Rede Sustentabilidade Santo André, e também do MDV Movimento em Defesa da Vida do Grande ABC.

Fábio Feldmann, que é advogado, na época defendeu os moradores do Vale da Morte (Cubatão) nos tribunais.

Ele se disse ‘rigorosamente perplexo’ com o que ocorre no Polo Petroquímico de Capuava e que era inadmissível que em São Paulo, depois de mais de 40 anos, haja uma situação parecida com o que foi Cubatão nos anos 80 do século passado.

Mas foram os únicos comprometidos com a causa presentes. Você, por acaso, já viu outros ‘ambientalistas‘ denunciando esta excrescência?

O desministro do Meio Ambiente

Infelizmente, como já dissemos, algumas das denúncias do desministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, estavam corretas. Talvez tenha sido a única contribuição deste destruidor da legislação ambiental do Brasil, e responsável pela maior devastação já sofrida pela Amazônia. Mas, neste caso, ele estava certo.

Próximos passos da CPI

Guedes defende o desenvolvimento econômico da região do Grande ABC, porém quer preservar a saúde de quem mora no entorno. “Nós defendemos todos os postos de trabalho. Não queremos que se perca nenhum, mas que esse desenvolvimento seja sustentável e não cause transtorno à saúde das pessoas e ao meio ambiente”.

PUBLICIDADE

primeira reunião da CPI
Nesta quinta-feira (12/5) foi realizada a primeira reunião da CPI. Foram aprovados 25 requerimentos com solicitações de informações. “Se estiver claro que eles (indústrias) poluem, iremos agir com as ferramentas disponíveis para proteger a saúde da população local.”

Para propor a CPI, o vereador considerou principalmente relatos da alta incidência de doenças de tireoidite autoimune na população próxima ao complexo industrial, detectadas em estudos e pesquisas relativas aos efeitos da emissão de substâncias poluentes naquele perímetro.

“Levamos em conta ainda depoimentos de pesquisadores anexados ao relatório final da CPI das Contaminações Ambientais realizada pela Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. São resultados de 20 anos de estudos, que demonstram a elevada incidência de tireoide crônica autoimune (Tireoide de Hashimoto) em moradores dos bairros de Capuava, Sonia Maria e Silvia Maria em Mauá, em um dos bairros da cidade de Santo André e no Parque São Rafael, em São Paulo, vizinhos ao Polo.”

Denúncias

Denúncias – Pesquisas acadêmicas apontaram que existem sérios indícios de que a origem desta doença seja ambiental. Relatos como o da médica endocrinologista e professora, Doutora Maria Ângela Zaccarelli Marino, mencionam que em uma mesma rua, num mesmo bairro, todos os integrantes de várias famílias distintas, sem nenhum parentesco entre si, adquiriram a doença, levando a crer que o desenvolvimento da patologia não decorre de fatores congênitos, mas de possíveis efeitos da contaminação da região afetada.

Por estas e outras, em 2018 o Ministério Público entrou com ação cível pública contra o Polo Petroquímico Capuava.

Torturando moradores do entorno

O Mar Sem Fim torce pelo sucesso da CPI. Não é possível que o polo continue torturando moradores do entorno como vem acontecendo há anos.

A sustentabilidade posta em dúvida

Empresas poluidoras como a Braskem S.A, e a Petróleo Brasileiro S/A – RECAP, em Mauá,  já foram multadas pela CETESB, mas não se emendaram. Ambas são ‘gigantes em faturamento’. Está mais que na hora de se ajustarem.

E as duas não estão sozinhas. A  OXITENO – Unidade petroquímica, que afirma em seu site que ‘…em 2019, houve a consolidação do Plano Estratégico de Sustentabilidade 2030, traçando metas que contribuirão diretamente para o desenvolvimento sustentável’, é outra delas.

Outra poluidora é a CABOT, a empresa, como as demais, apregoa ser sustentável, verde… E assim descreve a sustentabilidade: ‘Por meio de nosso compromisso de operar com responsabilidade, conservar recursos e desenvolver materiais de desempenho inovadores, seremos incansáveis em nossa busca por soluções para os desafios de sustentabilidade de nossos clientes, nossas comunidades e nosso mundo’.

PUBLICIDADE

Sei…

Segundo o jornal Diário do Grande ABC (2/05/2022), ‘Por meio de nota, o Cofip ABC (Comitê de Fomento Industrial do Polo do Grande ABC) e as outras 16 empresas associadas afirmaram que ainda não receberam nenhuma comunicação da Câmara da Capital sobre a instalação da CPI.

“O Cofip ABC tomou conhecimento do assunto pelas redes sociais e pela imprensa. As empresas associadas ao Cofip ABC se colocam à disposição para fornecer todas as informações necessárias que possam contribuir para o aprofundamento dos temas”, declarou o conglomerado’.

Hora de cessar o blábláblá

Uma coisa é certa: este absurdo em pleno século 21, por empresas gigantes em faturamento, não pode continuar. Já é hora de pararem as mentiras de empresas que se dizem ‘verdes’, ‘sustentáveis’, e blábláblá.

Imagem de abertura: Gazeta de São Mateus.

Fonte: https://www.dgabc.com.br/Noticia/3863248/aprovada-cpi-para-apurar-emissoes-da-petroquimica.

Você conhece o palácio submerso de Cleópatra?

Comentários

1 COMENTÁRIO

  1. Essa morosidade, é praxe desses políticos que deixa claro que não vai acontecer nada, não acreditamos que haja algo de positivo para que seja regulado as atividades que seja sustentável, pobre da população que fica a mercê da vontade de grandes empresas que só pensam em ganhar dinheiro, esquecendo da segurança da segurança a vida de todos que moram em torno do polo. Não compreendemos o que a cetesp faz, deveria está engajada na luta pelo o ar respirável e de todos, o governo e todos que tem a sua responsabilidade estão longe de ter um olhar voltado para bem estar. O bom mesmo é ganhar dinheiro?

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here