Oceanos podem salvar nossas vidas. Saiba como

0
740
views

Oceanos podem salvar nossas vidas

Oceanos podem salvar nossas vidas: com a falta da eficácia dos já conhecidos medicamentos , os oceanos poderão ser os responsáveis por salvar nossas vidas.

Mais uma vez o Mar Sem Fim traz uma matéria que prova o quanto devemos preservar a água salgada do planeta. A salvação de nossas vidas para doenças banais pode estar em organismos que vivem nos oceanos.

Declaração da Organização Mundial da Saúde revela que os já conhecidos antibióticos não têm mais efeitos

Declaração polêmica  da Organização Mundial da Saúde revela que os já conhecidos antibióticos não têm mais efeitos sobre infecções e micróbios. Ainda no relatório da OMS, o problema afeta não só os países menos desenvolvidos mas toda a humanidade.

Os dados colhidos em 114 países revelam que muitas bactérias causadoras de pneumonia, diarreia e infecções no sangue já não reagem  aos atuais antídotos. O motivo  seriam o hábitos das bactérias e dos micróbios a esses medicamentos. E também a sua utilização  na indústria alimentícia e pecuária para acelerar o crescimento do gado e aves. Saiba mais sobre os fármacos marinhos.

Cientistas russos propõem que a salvação esteja nos oceanos

Diante de tal cenário, cientistas russos propõem que a salvação esteja nos oceanos. Andrei Adrianov, diretor do Instituto de Biologia do Mar em Vladivostok, considera que 80% dos antibióticos que já não funcionam possam ser substituídos por medicamentos elaborados a partir de substâncias marinhas .

Oceanos podem salvar nossas vidas, imagem de cientistas em pesquisa de viabilidade de medicamentos marinhos
Foto: RIA Novosti

Russos têm analisado algas cinzentas e vermelhas

Os russos têm analisado algas cinzentas e vermelhas. E a criação de um medicamento marinho eficaz e sem contra-indicações pode necessitar de 20-30 anos de trabalho.

A OMS pede para que farmacêuticos do mundo todo estudem sobre a possibilidade de desenvolver medicamentos marinhos. Caso contrário a humanidade poderá estar fadada à extinção por doenças hoje conhecidas como banais.

Fonte http://portuguese.ruvr.ru/

Mergulho com águas- vivas que tal experimentar?

COMPARTILHAR

Repórteres do Mar

O Mar Sem Fim quer a sua colaboração. Não é possível estar em todos os lugares ao mesmo tempo e, com a sua ajuda, podemos melhorar ainda mais o nosso conteúdo. Saiba como colaborar com o Mar Sem Fim.

Comentários Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here