Nova espécie de golfinho na Amazônia

3
2710
views

Nova espécie de golfinho é descoberto na Amazônia

Em artigo publicado na revista PLoS One, cientistas liderados por Tomas Hrbek, da Universidade Federal do Amazonas do Brasil, descrevem formalmente o ‘Inia Araguaiaensis’, uma nova espécie de golfinho que habita a bacia do Rio Araguaia. É o primeiro boto de água doce  descoberto desde 1918. 

Nova espécie de golfinho, imagem de novo tipo de golfinho da amazônia
A nova espécie da bacia do Araguaia (Foto: news.mongabay.com)

Nova espécie de golfinho isolado por quedas d’água

A descoberta aconteceu depois que Hrbek e seus colegas notaram que um grupo de golfinhos do rio Araguaia foi isolado de outros  por uma série de corredeiras. Análises genéticas demonstraram que o boto (Inia Araguaiaensis) é muito diferente  de outros da Amazônia. O suficiente para ser classificado como uma nova espécie . 

Nova espécie de golfinho e suas diferenças

As diferenças entre o boto do Araguaia e seus parentes próximos, o golfinho do rio boliviano Inia, vão além da genética. A nova espécie é menor, tem um número diferente de dentes; o crânio é mais amplo. Há no mundo cerca de 40 tipos de golfinhos, e muitos deles ameaçados de extinção.

No Brasil, uma das espécies mais ameaçadas são as Toninhas.

Ameaças à nova espécie de golfinho

Mas não se iluda, a nova espécie já está ameaçada. Eles enfrentam riscos de projetos hidrelétricos, poluição das áreas urbanas, e as de  agricultura, tráfego de barcos e pesca acidental.  Além disso sua população é bastante baixa. Aparentemente,  o número é estimado em cerca de 1.000 indivíduos.

Segundo os responsáveis,

As populações de médio e alto rio Tocantins são fragmentados por seis usinas hidrelétricas, não incluindo a barragem de Tucuruí, e é provável que tenham muito poucos indivíduos.

Para os cientistas,

a bacia do Rio Araguaia tem  registrado forte pressão antrópica  através de atividades agrícolas e pecuárias, e a construção de hidrelétricas. E todos estes aspectos  têm tido efeitos negativos sobre a biodiversidade local

Fonte: news.mongabay.com

Saiba mais sobre os problemas da biodiversidade amazônica.

COMPARTILHAR

Repórteres do Mar

O Mar Sem Fim quer a sua colaboração. Não é possível estar em todos os lugares ao mesmo tempo e, com a sua ajuda, podemos melhorar ainda mais o nosso conteúdo. Saiba como colaborar com o Mar Sem Fim.

Comentários Comentários do Facebook

3 COMENTÁRIOS

  1. Agora que foi identificado e devidamente divulgado o seu lugar de origem, não deve durar muito. Caçadores e “pesquisadores” se encarregarão de exterminá-lo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here