Mês mais quente já registrado no planeta foi julho de 2019

14
2964
views

Mês mais quente já registrado no planeta foi julho de 2019

Julho de 2019 foi o mês mais quente já registrado na Terra. À medida que a mudança climática entra em alta velocidade, os recordes de temperatura global são batidos. Foi o que disse a  Administração Nacional Oceânica e Atmosférica (NOAA). A agência registrou os recordes de temperatura terrestre e marítima a partir do sétimo mês de 2019. E os comparou ao conjunto de dados de 140 anos, que remonta a 1880. A temperatura média global do mês foi 0,95 graus Celsius acima da média do século 20, de 15,8 C. E também foi 0,03 C mais quente que o recorde anterior, de julho de 2016.

imagem do interior de Portugal
Portugal: a fuga de incêndios. Imagem, Patricia De Melo Moreira / AFP / Getty Images.

Novo recorde global de calor

Este novo recorde global de calor não deve surpreender ninguém que tenha lido as notícias no mês passado. Uma onda de calor varreu a Europa. E depois se instalou sobre a Groenlândia, onde desencadeou centenas de bilhões de toneladas de gelo derretido. O gelo do mar nas regiões do Ártico (onde também chove microplástico) e da Antártida atingiu níveis mais baixos em 41 anos, de acordo com a NOAA.

Alasca: temperaturas médias mais incomuns

As temperaturas médias mais incomuns ocorreram no Alasca,  oeste do Canadá e na Rússia central, onde as temperaturas eram pelo menos 2º C mais quentes que a média, segundo a NOAA.

imagem da torre Eiffel em julho, mês mais quente já registrado
Imagem, Bertrand Guay / AFP / Getty Images.

Dados europeus e norte-americanos

O New York Times diz que “As descobertas estão de acordo com os cientistas europeus do Copernicus Climate Change Service, que disseram no começo do mês que julho estava 0,04ºC  superior a três anos atrás. Copérnico, NOAA e outras agências em todo o mundo usam diferentes conjuntos de dados de temperatura em seus cálculos. O calor recorde foi sentido na maior parte do mundo, segundo a agência, incluindo partes da América do Norte, sul da Ásia, sul da África e grande parte dos oceanos Atlântico e Pacífico. Não havia temperaturas recordes de julho em qualquer lugar.

imagem de pessoas em fonte de Roma em julho 21019 mês mais quente já registrado
Imagem,Nurphoto / Getty Images.

Perda de gelo no Ártico em julho de 2019, mês mais quente já registrado

NYT: “As temperaturas quentes tiveram um grande efeito sobre o gelo marinho no Ártico e na Antártica, disse a agência. No Ártico, uma média de 40.800 milhas quadradas de gelo marinho foi perdida a cada dia em julho. No final do mês, o gelo cobria 726.000 milhas quadradas do oceano. Esta quantidade que representa uma baixa recorde para o final de julho.”

imagem de homem se banhando na rua em São Francisco
Imagem, Francisco Seco / AP.

Emissões globais em julho

“Enquanto isso”, diz o https://www.livescience.com, “as emissões globais de carbono continuam atingindo novos picos, com 2018 estabelecendo um novo recorde para a produção total. Em 2018, o Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas, formado por cientistas de todo o mundo, disse que é crucial impedir que as temperaturas globais subam de 2,7 ° C acima da média. Uma das principais mensagens que sai fortemente deste relatório é que já estamos vendo as conseqüências do aquecimento global através de condições meteorológicas extremas, aumento do nível do mar e diminuição do gelo marinho do Ártico, entre outras mudanças.”

Imagem de abertura: Francisco Seco / AP

Fontes: https://www.nytimes.com/2019/08/15/climate/hottest-july-noaa.html; https://www.buzzfeednews.com/article/gabrielsanchez/heres-what-earth-looked-like-during-its-hottest-month-ever; https://www.livescience.com/july-hottest-month-ever-record-climate-change.html?utm_source=ls-newsletter&utm_medium=email&utm_campaign=20190817-ls.

Pepinos do mar: tráfico internacional envolve até Yakuza

Repórteres do Mar

O Mar Sem Fim quer a sua colaboração. Não é possível estar em todos os lugares ao mesmo tempo e, com a sua ajuda, podemos melhorar ainda mais o nosso conteúdo. Saiba como colaborar com o Mar Sem Fim.

Comentários Comentários do Facebook

14 COMENTÁRIOS

  1. Francisco, a Ciência não “acha” que o Homem é o responsável pelo aquecimento global, ela DEMONSTRA.
    Achismo é isso de duvidar sem ter base científica, sem nem saber o que é o tema em discussão.
    Tenho parentes e amigos profundamente envolvidos em pesquisas geofísicas e climatológicas que não têm dúvida alguma sobre a causa do aquecimento global: NÓS
    E são pessoas que não têm nenhum vínculo político, ideológico ou religioso, apenas amam a Ciência e buscam a Verdade Científica.

  2. Mês mais quente já registrado no planeta é uma tremenda apelação. Na minha região no interior da Bahia foi muito frio.
    O aquecimento global é uma daquelas mentiras que se valem de fenômeno temporário, mas prolongado. Demora a ser desmascarada.

  3. Ei pessoal, o Tetsuo Shimura é apenas um nick name criado pelo João para falar bem dele mesmo. Patético. Quanto ao aquecimento global, a culpa é certamente do Bolsonaro. Esse cara não se emenda.

  4. Eu ficarei na torcida esperando que os dias futuros sejam inexoravelmente tórridos e apesar de que líderes idiotas da atualidade estarão defuntos portantos insensíveis, mas seus decendentes para quem roubam tanto nos cargos sofram horrores insuportáveis.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here